8 mais perigosas raças de cães do mundo - Fatos Desconhecidos

8 mais perigosas raças de cães do mundo

Mundo Animal | 6 de janeiro de 2017 por PH Mota

0

Existem muitos fatores que são utilizados para determinar o nível de perigo de um cachorro, mas a maioria de pesquisadores e especialistas discordam na hora de listar esses fatores. Por causa disso pode ser injusto avaliar o nível de ameaça de alguma raça.

Ainda assim, é fato percebido que algumas misturas possuem um potencial bem maior de causar danos e pessoas e outros cães, em situações de ataque. Pensando nisso, a nossa lista foca no potencial de cada raça em causar sérios danos a vítimas, caso ataque.

É importante lembrar que a grande maioria dos cães age de formas que demonstrem a intenção de seus donos e reflexo da maneira que são criados ou educado. Portanto, mesmo que sejam consideradas perigosas em situações de risco ou ameaça, todas elas ainda podem ser dóceis se tratadas apropriadamente.

1 – Cão-lobo

1

Como o nome já sugere, os cães-lobos são lobos híbridos, resultado do cruzamento de cachorros com lobos selvagens, geralmente os lobos cinzas. Por causa disso, a raça herda uma porção de traços genéticos das criaturas selvagens, apresentando padrões de comportamento menos previsíveis.

2 – Chow Chow

2

Os Chow Chow são cães que requerem muita atenção de seus donos para que não se tornem agressivos. Originalmente da China, pesando cerca de 20 a 30 kg, o Chow Chow também pode ser chamado de Songshi Quan, ou cão-leão. Esse cachorro tem habilidades de reconhecimento de estranhos e é pode ser extremamente protetor de seus donos. Considerado um animal de risco, ele foi responsável por 238 mordidas fatais entre 1979 e 1998. Para mantê-los calmos, no entanto, basta uma dose de atividades físicas e exercícios diários que os tornam criaturas dóceis que podem ser criadas até mesmo dentro de apartamentos.

3 – Doberman

3

Nas décadas de 80 e 90, se algum filme ia utilizar cães perigosos, com certeza seriam Dobermans. Famosos por seu estado de alerta, lealdade e inteligência, eles são considerados os melhores cães de guarda, atacando se forem provocados ou sentirem o perigo. A raça se originou na Alemanha, em 1890, desenvolvida por Karl Friedrich Louis Doberman, que deu o nome aos cães. Quase não existem registros de agressão contra os donos, mas eles podem entrar nesta lista graças a seu tamanho, força e capacidade de proteção de ambientes.

4 – Rottweiler

4

Rottweilers são uma poderosa raça com traços genéticos voltados para instintos de guarda e proteção. Como em praticamente qualquer raça, o perigo dos Rottweilers geralmente é resultado de donos irresponsáveis, abuso, negligência ou falta de treinamento e interação social. Somando alguns desses fatores com a extrema força do animal, é importante ficar de olho em algumas situações.

5 – Pastor Alemão

5

Naturais da Alemanha, como o nome sugere, os Pastores Alemães são conhecidos por serem muito inteligentes, confiantes, alertas, vigilantes e corajosos. Com tantas características, é natural que forças policiais, especialmente nos Estados Unidos, os utilizem como cães em meio a operações. Os animais são capazes de assumir funções de investigação e proteção, incluindo ataques a figuras suspeitas, sob a ordem das autoridades.

6 – Pit bull

6

O termo pit bull serve como abreviação para American Pit Bull Terrier, uma raça norte-americana eu foi criada com intuito no combate contra touros e ursos. Por causa disso, a raça herda traços de agressão e força física que podem torná-la extremamente perigosa em caso de ataques. Atualmente, é menos comum que os animais sejam utilizados em rinhas de cães, sendo vistos com frequência como cães atletas ou de caça.

7 – Fila Brasileiro

7

O Fila Brasileira é uma grande raça de cachorro desenvolvida aqui mesmo em nosso país. Os cães dessa raça possuem grande capacidade de rastreamento, mas são também muito agressivos e impetuosos. Isso porque os cães eram utilizados para buscar escravos fugitivos durante o Brasil Colônia. Valorizado por sua agressividade, o animal já chegou a ser banido em alguns lugares do mundo, como no Reino Unido.

8 – Pastor Caucasiano

8

O Pastor Caucasiano foi criado especificamente para proteger gados em regiões da Rússia. Um típico cão dessa raça é assertivo, obstinado e extremamente corajoso. Apesar disso, a menos que seja propriamente socializado e treinado, o Pastor Caucasiano pode exibir comportamento agressivo e tendências ferozes, já que não costuma aceitar bem as pessoas que não conhece.

Como deu pra perceber, a maioria das ameaças vêm de treinamentos específicos para isso. Ainda assim, essas são raças criadas para utilizar a sua violência em agressão de alguma situação de proteção.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários