icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


10 partes do corpo humano que já são substituídas pela ciência

POR Thaíssa Veiga EM Ciência e Tecnologia 15/06/15 às 16h46

capa do post 10 partes do corpo humano que já são substituídas pela ciência

A ciência tem sido de grande importância. No campo da saúde e da medicina, os ganhos são enormes, principalmente nos últimos anos. Os avanços nessas áreas ajudam milhões de pessoas com doenças e que necessitam de cuidados.

Graças aos avanços tecnológicos da área e o advento da era digital, é possível vivenciar casos de reconstituição que antes eram inimagináveis. Existem impressoras 3D que são usadas ??para criar orelhas humanas mais realistas e um saber que existe um homem que usa a tecnologia USB para transformar o próprio dedo em um pequeno banco de dados. O que antes no campo da medicina não era possível, agora, podem ter avanços maravilhosos. A Fatos Desconhecidos listou 10 partes do corpo humano que já podem ser reconstruídas pelos cientistas:

1- Dedos

Dedos sendo usados como USB, poderiam ser algo característico de um filme de ficção científica. Mas não é. Jerry Jalava, um programador finlandês perdeu um dedo em um acidente e criou um dedo artificial que tem capacidade para armazenar até 2GB de dados. Jalava tem planos para desenvolver ainda mais o dedo artificial, adicionando memória, uma etiqueta RFID e uma ponta removível. Veja o vídeo:

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=acVc6H7wYbA&feature=youtu.be[/embed]

2- Olhos

Pesquisadores da Faculdade de Medicina Weill Cornell, estão mais perto de resolver a codificação complexa que faz a ligação dos fotorreceptores e do cérebro. Por meio de estudos, os cientistas desenvolveram duas retinas artificiais, que foram testadas em animais, onde obtiveram resultados positivos. Os chips nos olhos percebe imagens, convertem em sinais, faz com que o cérebro acorde e volte enxergar. O único problema ainda é na hora de mover o olho ao redor da órbita ocular sem ter uma aparência estrábica.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=rglCFJFtnL0&feature=youtu.be[/embed]

3- Pâncreas

As pessoas cujo pâncreas não produzem insulina suficiente para executar suas funções, agora, podem ter ajuda nesse processo por meio de um pâncreas artificial. Com a aparência de uma bomba de insulina, o pâncreas artificial também mantém o controle do açúcar no sangue e imitaria o bombeamento automático de insulina no corpo. E o mais importante, bombeando mais conforme o necessário. O órgão artificial recebeu a aprovação da FDA, e pode ser uma criação promissora para a vida dos diabéticos. Os cientistas continuam a monitorar o órgão para garantir a precisão e a alta qualidade. A criação pode ajudar as pessoas com diabetes e doenças pancreáticas.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=dYJJ4qqLlKg&feature=youtu.be[/embed]

4- Nariz

Os pesquisadores da Universidade de Illinois estão criando narizes que imitam a sensação de cheiro. Eles querem desenvolver um nariz que possa detectar doenças. De que maneira? Usando um sentido de cheiro que é sensível as bactérias, sendo assim, esses narizes podem diagnosticar doenças. Com um chip que detecta o espectro de produtos químicos no ar e um sensor que dispara níveis para atingir sua calibração. Os pesquisadores esperam que a tecnologia esteja disponível dentro de poucos anos.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=lVrbabUgaoU&feature=youtu.be[/embed]

5- Orelhas

Células reais de orelhas estão sendo usadas para elaborar orelhas artificiais flexíveis e altamente realistas. Utilizando células de animais, os cientistas formado um gel de colagênio que pode ser moldado. A partir de uma impressora 3D, eles conseguem moldar o gel na forma de um ouvido humano, e depois de alguns dias de repouso no laboratório, as orelhas já estão prontas. As orelhas artificiais são implantadas sob a pele do braço para obter os vasos sanguíneos, e, depois são ligadas ao lado da cabeça.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=gExqqzivQrc&feature=youtu.be[/embed]

6- Cérebro

Pesquisadores na Austrália começaram com uma base de células-tronco e desenvolveram cérebros que têm a mesma capacidade mental, assim como um feto de nove meses de idade. Porém, os cérebros ainda são literalmente do tamanho de ervilha e não pode pensar. Os cientistas querem desenvolver uma conexão mais estreita com as diferentes regiões do cérebro. Mas, ainda há um caminho extenso para se percorrer antes da criação de um cérebro com capacidade total de ser feito em laboratório. Com a criação, os cientistas pretendem ajudar pacientes que sofrem de dano cerebral ou de algum trauma.

7- Pernas

Uma perna biônica que é ligada diretamente para os nervos no corpo? O que isso significa? Que os pacientes podem usar essas pernas  a partir do pensamento, ao invés de esforço físico. Agora, a perna é controlada por pensamento biônico, porém continua com grande volume e peso. Os pesquisadores querem criar um protótipo capaz de andar 10 mil passos sem precisar de recarga. A empresa Ossur, projetou uma perna que lê pensamentos subconscientes, por meio de um minúsculo chip implantado no tecido muscular dos pacientes.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=uF--jvMZGUk&feature=youtu.be[/embed]

8- Mãos

A Universidade de Chicago trabalha na criação de mãos que possam enviar sinais ao cérebro do que você está tocando. A mão pode ser um divisor de águas, assim como as próteses. No projeto, os pesquisadores vão continuar usando o software de simulação para ter essa sensação de sentir novamente.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=_qUPnnROxvY&feature=youtu.be[/embed]

9- Coração

Com a ajuda de investigações sobre as células estaminais, cientistas estão fazendo novos desenvolvimentos na criação de corações de placa de Petri. Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, utilizam células-tronco de pele que são capazes de serem usadas para produzir coração de rato. Mas, 0 coração ainda não é capaz de bombear sangue totalmente, mas os cientistas procuram mudar isso.

 

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=Bjn3TwMr4xs&feature=youtu.be[/embed]

10- Pele

A pele sintética substitui e significa que os seres humanos podem ter uma nova pele eletrônica. Com a utilização de um material altamente durável e sintético, os cientistas estão a trabalhando no sentido de se livrar de enxertos de pele. Liderados pelos pesquisadores de Stanford, o novo material é altamente sensível, e pode sim, substituir a pele humana no futuro. Na temperatura ambiente, a pele pode até curar a si mesmo. O material é feito de um tipo de polímero plástico que é adequado eletricamente. A criação ainda está sendo testada para apontar sua elasticidade e transparência.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=4oqf--GMNrA&feature=youtu.be[/embed]

 

 


Próxima Matéria
avatar Thaíssa Veiga
Thaíssa Veiga
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest