BTS, Beatles, Backstreet Boys… É difícil saber, ao certo, qual foi a primeira boy band da história. Para muitos, os Beatles tiveram (e muita) influência, no que viria a ser a estrutura de uma. Independente de quem começou o movimento, uma coisa é certa. Todas as boy bands carregam algumas similaridades. E que similaridades são essas? Escândalos.

Por isso, hoje, a origem dos grupos não é nosso foco. Tampouco vamos focar em quem fez mais sucesso. Muito menos em quem passou despercebido. Nesse ínterim, nossa intenção mesmo é relatar os maiores escândalos, envolvendo boy bands. Por isso, esqueça o marketing, a estética e as músicas dos grupos. Concentre-se apenas no mais importante: os babados. Confira, portanto, quais são eles.

1 - Brigas

O babado, aqui, envolve todas as boy bands. Sabe qual foi o artifício mais usado pelos grupos para alimentar sua popularidade? Brigas, rixas e picuinhas. Assim como no rap, as boy bands se envolviam em brigas entre si. Geralmente, as brigas eram alimentadas por revistas de fofocas. O grupo Bros, por exemplo, nunca se deu muito bem, com o Take That, cujos entre os membros estava Robbie Williams. Na época em que as boy bands, fizeram sucesso, Take That foi visto como um dos grupos mais ousados.

2 - K-pop

Publicidade
continue a leitura

O cantor e compositor sul-coreano Jung Joon-young foi condenado, por estupro coletivo e distribuição de vídeos das agressões e de outros encontros sexuais, e terá de cumprir seis anos de prisão, em um escândalo que abalou o mundo do K-pop. Jung e Choi Jong-hoon, ex-membro da boy band FT Island, foram considerados culpados por estuprar duas vítimas diferentes em duas ocasiões, em 2016.

3 - Boate Burning Sun

O canal MBC divulgou gravações de câmeras de segurança, mostrando Kim Sang Kyo sendo espancado por seguranças e por um dos diretores do clube Burning Sun. Kim disse que foi atacado após tentar salvar uma moça, que estava sendo sexualmente abusada dentro do recinto.

Publicidade
continue a leitura

4 - Pearlman

Lou Pearlman também conhecido por Big Poppa, alcunha de Louis Jay Pearlman, foi um produtor norte americano, que criou entre outras bandas, o 'N Sync e os Backstreet Boys. Em 2006, ele foi acusado de executar um dos maiores e mais longos esquemas Ponzi da história, deixando mais de 300 milhões de dólares, em dívidas.

5 - Pearlman, de novo

Publicidade
continue a leitura

O ex-empresário dos Backstreet Boys e do N'Sync de Justin Timberlake, Lou Pearlman, é muito mais do que um empresário fraudulento. De acordo com uma das edições de 2012, da revista Variety, os meninos recrutados por ele, tinham que passar pelo famoso teste do sofá. De acordo com a publicação da revista, “inúmeras pessoas viram Pearlman acariciar seus protegidos na frente de todos e até por baixo da mesa em jantares de negócios. Muitos jovens cantores ficavam dias em sua casa e vários foram vistos saindo de seu quarto de madrugada abotoando as calças”.

6 - A construção de um legado

Conrad Murray, médico pessoal que foi condenado a quatro anos de prisão pelo homicídio involuntário do Rei da Pop, alega que Joe Jackson deu, ao filho, injeções hormonais, aos 12 anos, para que não perdesse a voz aguda. Entre pancadas e xingamentos, pai de Michael Jackson exigia a perfeição. A morte do pai de Michael Jackson, hoje, não apaga uma das histórias mais tristes contra artistas mirins, de um patriarca que fez de tudo para que seus filhos conquistassem o estrelato.

Publicado em: 04/01/20 23h55