• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 alimentos com a maior probabilidade de te deixar doente

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      17/07/19 às 14h14

A intoxicação alimentar é uma experiência horrível e, muitas vezes, pode também ser fatal. A intoxicação ocorre pela ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias, vírus e fungos. Pode também ser causada por componentes tóxicos encontrados em certos vegetais e, claro, em produtos químicos. Pode ser grave se ocorrer em crianças e/ou idosos.

Geralmente, a contaminação pode ocorrer durante a manipulação, preparo, conservação ou armazenamento dos alimentos. Na maioria dos casos, a intoxicação alimentar pode ser suave e desaparece após alguns dias. Nessa caso, recomenda-se esperar o próprio corpo se livrar do germe que está causando a doença.

De acordo com especialistas, a infecção bacteriana é a principal causa de intoxicação alimentar. Por serem capazes de viver e multiplicar-se no interior dos intestinos, os diferentes tipos de Salmonella e o Staphilococus aureus são os mais frequentes agentes da infecção.

Independentemente do microrganismo determinante, os efeitos da intoxicação alimentar aguda são parecidos. Por isso, fique atento quando sentir náuseas, vômitos, diarreia, febre, dor abdominal, cólicas ou mal-estar. Nos quadros mais graves, pode ocorrer desidratação, perda de peso e queda da pressão arterial.

No entanto, o difícil mesmo é determinar se a comida, que vamos ingerir, é segura. Saber quais alimentos são potencialmente perigosos pode ajudar. Por isso, conheça sete alimentos que podem causar intoxicação alimentar. E lembre-se, apresentando qualquer sintoma, é necessário buscar ajuda especializada. Não se automedique.

1 - Folhas verdes

Alface, escarola, endívia, espinafre, repolho, couve, rúcula e acelga. Essas belezuras são responsáveis por 363 surtos envolvendo 13.568 casos de doenças registradas desde 1990. Geralmente, estão contaminados por causa do esterco. Para evitar ficar doente, lave o produto e evite a contaminação cruzada (o manuseio inadequado da carne na cozinha pode espalhar bactérias para outros tipos de alimentos, inclusive verduras). Não se esqueça de lavar as mãos e usar tábuas de corte separadas.

2 - Ovos

O alimento tem sido associado a 352 surtos, desde 1990. A responsável pelos surtos de intoxicação foi a bactéria Salmonella. Por isso, evite comer qualquer produto que contenha ovos crus, incluindo massa de biscoito.

3 - Atum

Este tipo de peixe pode ser contaminado por escombrotoxina. Os sintomas, caso ocorra a intoxicação, são rubor, dores de cabeça e cãibras. Se for armazenado acima de 60 graus após ser capturado, os peixes frescos ainda podem liberar a toxina, que não pode ser destruída por cozimento. O atum é o responsável por 268 surtos de envenenamento por fungos desde 1990.

4 - Ostras

As ostras, se estiverem cruas ou mal cozidas, podem conter germes que podem causar náuseas, vômito e diarreia.

5 - Batatas

Cuidado com a salada de batata! Aqui, nesse caso, a contaminação cruzada pode ser principal a fonte do problema. Surtos de doenças relacionados com a batata têm sido atribuídos a presença de germes.

6 - Queijo

Queijos podem facilmente estar contaminados com bactérias, como, por exemplo, a Salmonella ou Listeria. Ambas podem causar abortos espontâneos. É por isso que os médicos alertam às mulheres grávidas para que evitem queijos macios, como queijo feta, queijo Brie, camembert, queijo azul e queijo estilo mexicano.

7 - Sorvete

O sorvete tem sido associado a 75 surtos infecciosos, todos causados ??por bactérias como Salmonella e Staphylococcus. O maior surto ocorreu em 1994, quando um lote de sorvete pasteurizado foi transportado em um caminhão contaminado com Salmonella e foi usado para fazer sorvete sem re-pasteurização.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+