7 atletas famosos que cometeram assassinatos brutais

POR Mateus Graff    EM Terror & Sobrenatural      03/01/17 às 14h48

É incrível como algumas pessoas tem a capacidade de cometerem crimes a sangue frio, sem compaixão alguma no coração. Se vocês acham que esses crimes só são cometidos, digamos assim, por pessoas que não são famosas, saibam que vocês estão pra lá de enganados. No mundo dos famosos também existe brutalidade, crueldade e até assassinados a sangue frio, como foi o caso do ex-goleiro do flamengo, Bruno Fernandez. Por falar em assassinato, leia também a nossa matéria com os 8 assassinatos violentos que chocaram o Brasil.

Tendo em mente que as pessoas não sabem dos atletas que já foram acusados de crimes brutais, nós resolvemos ir atrás desses crimes e trazer com detalhes o que realmente aconteceu, e temos a certeza que a maioria de vocês ficará chocado com tamanha brutalidade desses atletas. Então, caros amigos, confiram agora a nossa matéria com os 7 atletas que cometeram assassinatos brutais:

1 - OJ Simpson

O caso de OJ Simpson é um dos mais notórios da história recente. Embora o juri tenha o considerado inocente, a história de violência indica exatamente o contrário. Além da mulher de OJ Simpson, um amigo do ex-jogador também foi assassinado. Os crimes aconteceram em junho de 1994, e depois de um longo julgamento televisionado, o juri declarou que ele não era culpado. O ex-jogador de futebol americano hoje cumpre uma sentença de 33 anos de prisão por assalto a mão armada e sequestro em Las Vegas.

2 - Edwin Valero

O pugilista venezuelano assassinou sua esposa no dia 17 de março de 2010 enquanto estava em um hotel em Carabobo, na Venezuela. Depois de cometer o crime, o atleta desceu até o hall de entrado da hotel completamente coberto de sangue e chorando, e acabou confessando o crime. Depois de ser preso, exatamente no dia 19 de abril do mesmo ano do assassinato, o campeão mundial de peso leve pelo Conselho Mundial de Boxe, de 28 anos, foi encontrado morto por um policial na cela em que era mantido.

3 -  Chris Benoit

Outro caso um tanto assustador foi o de Chris Benoit. Segundo a versão das autoridades, em 2007, o homem assassinou sua esposa e filho e depois colocou uma Bíblia ao lado de seus corpos. Aparentemente, Benoit permaneceu por dois dias ao lado dos corpos de sua família, e em seguida, tirou sua própria vida.

4 - Carlos Monzon

Carlos Monzon foi um importante lutador de boxe que nasceu no dia 7 de agosto de 1942, na Argentina, e morreu aos 52 anos, no dia 8 de janeiro de 1995, vítima de um acidente automobilístico. O atleta foi campeão mundial de boxe nos anos 1970 e 1977, e em 1989, ele foi condenado a 11 anos de prisão pelo assassinato de sua segunda esposa. Carlos Monzon afirmava ser inocente e dizia que sua esposa teria caído acidentalmente da varanda da sua casa.

5 - Oscar Pistorius

Oscar Leonard Carl Pistorius é o primeiro atleta olímpico e paralímpico da história a competir de maneira simultânea e em igualdade de possibilidades com atletas não deficientes em nível mundial e olímpico. Sua história poderia ser bonita até aí se ele não tivesse sindo condenado a 6 anos de prisão pelo assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp. O crime ocorreu em fevereiro de 2013. Oscar a matou com quatro tiros de pistola 9 mm em sua casa, em Pretória. Segundo Oscar, ele atirou por acreditar que do outro lado da porta do banheiro, onde estava sua namorada, escondia-se um ladrão.

6 - Aaron Hernandez

Em uma triste quarta-feira, exatamente no dia 26 de junho de 2013, o jogador de futebol americano Aaron Hernandez foi dispensado do seu time, o New England Patriots. O jogador foi dispensando do time por ter sido acusado de ter matado Lloyd, que também era jogador de futebol americano e foi encontrado alvejado com seus tiros no peito, em junho de 2013. Lloyd era ex-namorado da irmã de Aaron, e o assassinato o fez pegar prisão perpétua sem liberdade condicional.

7 - Goleiro Bruno Fernandez

O goleiro Bruno Fernandez das Dores de Souza, foi condenado a 22 anos e três meses de reclusão em regime fechado pelo sequestro do filho Bruno Samudio e morte e ocultação de cadáver da ex-namorada Eliza Samudio. O goleiro foi condenado a 17 anos e seis meses em regime fechado pelo crime de homicídio triplamente qualificado, três anos e três meses em regime aberto pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho e por um ano e seis meses em regime aberto pela ocultação do cadáver de Eliza.

E aí, caros leitores, já sabiam de todos esses atletas envolvidos em assassinatos? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+