• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que as dores de cabeça podem dizer sobre sua saúde

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      18/06/19 às 17h30

Existem vários tipos de dores de cabeça, assim como suas causas e sintomas. Ser capaz de reconhecer os antecedentes do problema pode fornecer subsídios sobre a melhor forma de tratá-la. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a maioria das pessoas experimentará ao menos alguma dor de cabeça ao longo do tempo - com grande ou pouca frequência. Embora possam ser dolorosas e debilitantes, a maioria pode ser tratada com analgésicos simples e desaparece em algumas horas. No entanto, sintomas repetitivos ou certos tipos de dores de cabeça podem ser um sinal de algo muito mais sério. Vamos analisar, a partir de agora, coisas que as dores de cabeça podem dizer sobre sua saúde, juntamente com suas causas, tratamento e prevenção.

A Classificação Internacional de Cefaleias (ICHD) define mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça. Estas são divididas em duas categorias principais: primária e secundária. Em alguns casos, uma dor de cabeça pode exigir atenção médica imediata. Procure atendimento médico o quanto antes se a dor acompanhar algum dos seguintes sintomas: torcicolo, erupção cutânea, "a pior dor de cabeça que você já teve", vômito, fala arrastada, qualquer febre (38 ° C) ou superior, paralisia em qualquer parte do seu corpo e/ou perda visual.

1- Enxaqueca

Uma pessoa que tem uma enxaqueca, caracteristicamente, sentirá uma intensa dor latejante em apenas um lado da cabeça. É possível experienciar uma sensibilidade elevada à luz, ao som e ao cheiro. Náuseas e vômitos também são comuns. Embora uma enxaqueca possa ocorrer tanto em adultos quanto em crianças, é três vezes mais provável que ela se desenvolva em mulheres do que em homens.

A frequência do sintoma pode variar em várias vezes por semana a uma vez por ano. As causas da enxaqueca não são totalmente compreendidas. No entanto, muitas vezes acontece em ambientes familiares, de acordo com a Medical News Today. As enxaquecas também são mais comuns em pessoas com certas condições pré-existentes, como depressão e epilepsia.

2- Dor de cabeça tensional

Dores de cabeça tensionais são muito comuns e a maioria das pessoas irá experimentá-las vez ou outra. Elas se apresentam como uma dor constante nos dois lados da cabeça. Outros sintomas podem incluir: sensação de pressão por trás dos olhos, além de sensibilidade à luz e ao som. Essa ocorrência normalmente dura de 30 minutos a várias horas.

A gravidade pode variar, mas eles raramente impedem atividades normais. A causa das dores de cabeça tensionais não é claramente definida, mas estresse, ansiedade e depressão são gatilhos comuns. Outros possíveis pressupostos que podem agravá-la: desidratação, barulho alto, falta de exercício, privação de sono, postura incorreta, dieta desregulada e tensão ocular. Essa é uma das coisas que as dores de cabeça podem dizer sobre sua saúde.

3- Cefaleia do esforço

As dores de cabeça por esforço são causadas em razão de exercícios físicos extenuantes e podem ser desencadeadas por: corrida, levantamento de peso relação sexual, crises de tosse e/ou espirros. Elas geralmente são muito curtas, mas às vezes podem durar até 2 dias. Se apresentam como uma dor latejante em toda a cabeça e são mais comuns em pessoas com histórico familiar de enxaqueca.

Cuidado: indivíduos que sofrem de cefaléia intensiva devem procurar um médico, pois pode ser sinal de algo sério. A maioria dos casos podem ser tratados com analgésicos, segundo a Healthline. Tomar um anti-inflamatório não-esteroide ou um betabloqueador antes da atividade extenuante pode ajudar a prevenir as dores de cabeça, assim como exercícios de aquecimento.

4- Hipnótica

Uma cefaleia hipnótica é uma condição rara que geralmente começa aos 50 anos de idade. Também conhecido como "despertador", a condição faz com que as pessoas acordem durante a noite. A dor de cabeça hipnótica consiste em uma dor latejante de leve a moderada, geralmente sentida nos dois lados da cabeça. Pode durar até 3 horas e outros sintomas podem incluir náusea, além de sensibilidade à luz e ao som.

A principal opção de tratamento é a cafeína, tomada em comprimidos ou de maneira convencional antes de dormir. Outras opções de medicamentos incluem indometacina, melatonina e lítio. Consulte o seu médico para mais informações detalhadas, de acordo com o seu estado clínico. Essa é uma das coisas que as dores de cabeça podem dizer sobre sua saúde.

5- Alergia ou sinusite

Às vezes, as sensações dolorosas acontecem como resultado de uma reação alérgica, sendo focadas na área de sinusite e na frente de sua cabeça. As enxaquecas são comumente diagnosticadas como sinusite. Para falar a verdade, até 90 por cento das dores de cabeça sinusais são na verdade enxaqueca. As pessoas que têm alergias sazonais crônicas ou sinusite são suscetíveis a esse tipo de dor.

Assim sendo, o tratamento consiste no afinamento do muco que se acumula e causa a pressão sinusal. Sprays esteroides nasais, descongestionantes ou anti-histamínicos (como cetirizina) podem amenizar os sintomas. É importante compreender que a dor de cabeça sinusal também pode ser um sintoma de uma infecção. Nesses casos, seu médico pode prescrever antibióticos para eliminar a infecção e aliviar as dores.

6- Hormonal

As mulheres geralmente experimentam dores de cabeça que estão ligadas às flutuações hormonais. Menstruação, pílulas anticoncepcionais e gravidez afetam todos os seus níveis de estrogênio, o que pode causar as dores. Elas estão associadas especificamente ao ciclo da menstruação e são conhecidas como enxaqueca menstrual.

Estima-se que cerca de 60% das mulheres com dores de cabeça também sofrem de enxaqueca menstrual, de modo que os remédios alternativos podem ter um papel na diminuição geral das dores mensais. O que pode ajudar a prevenir: técnicas de relaxamento, ioga, acupuntura e dieta direcionada. Essa é uma das coisas que as dores de cabeça podem dizer sobre sua saúde.

7- Cafeína

A cafeína afeta o fluxo sanguíneo para o cérebro. O excesso no consumo pode lhe causar dores de cabeça, assim como deixar de consumir o composto. As pessoas que têm enxaquecas frequentes correm o risco de piorar o quadro clínico por causa disso. Você pode ter dores de cabeça caso não obtenha a sua dose de cafeína diária, ainda mais quando o cérebro se acostuma com isso. Isso porque a cafeína altera a química da sua região cerebral.

Nem todo mundo que corta a cafeína experimenta uma dor de cabeça de abstinência. Manter sua ingestão de cafeína em um nível estável e razoável - ou abandoná-la completamente - pode evitar que essas dores aconteçam e permaneçam.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+