• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 dinossauros que tinham "superpoderes" incríveis

POR Isabela Ferreira    EM Mundo Animal      04/09/17 às 18h23

Certamente em algum momento da sua vida chegou a estudar sobre os dinossauros. Eram criaturas pré-histórias, as primeiras do mundo e que habitaram nossas terras no período jurássico. De acordo com tudo que aprendemos desde quando éramos crianças, eles eram animais realmente assustadores e selvagens, de todos os tamanhos que se possa imaginar e que também se alimentavam de folhas e frutas, ou até mesmo de seus semelhantes.

Talvez grande parte das coisas que sabemos a repeito tenhamos aprendido com os filmes de Jurassic Park, não é mesmo? Bom, acontece que estudos recentes mostram que os dinossauros eram muito mais incríveis do que podíamos imaginar, e que alguns tinham "superpoderes", ou seja, algumas características e habilidades que podiam diferenciá-los dos demais. Dá uma olhada!

1 - Tiranossauros e sua super força

Certamente você conhece o famoso Tiranossauro Rex, apelidado de T-Rex. Figura carimbada em filmes e séries que abordam o tema, e sem dúvida, os dinossauros que mais amedrontam. É um dos maiores dinossauros de que se tem conhecimento, e acredite, para matar um deles apenas outro da mesma espécie conseguiria, mas possui uma particularidade que sempre gera piadas a seu respeito: os braços curtinhos.

Bom, acontece que aqueles bracinhos possuíam um super força. De acordo com os paleontologistas, os braços do T-Rex eram poderosos o suficiente para conseguirem ajudá-lo a se levantar depois de deitar para dormir, lembrando que ele pesava toneladas. Seus braços seria capazes de dilacerar qualquer um que ficasse perto o bastante.

2 - Saurópodes e o poder do trovão

Os apatossauros, que fazem parte do grupo dos saurópodes, era um dos principais que poderiam "provocar o fenômeno". De acordo com o paleontólogo Philip Currie, em conjunto com Nathan Myrhvold, que é um assistente da Microsoft, descobriram que a cauda do animal, que por sinal era cônica e extremamente longa, poderia ser chicoteada no chão em uma velocidade supersônica, fazendo com que a barreira do som fosse quebrada, provocando um "boom sônico" em baixa escala, ou seja, poderiam provocar um barulho semelhante ao de um trovão ao bater sua cauda, hábito que os paleontólogos provam que os dinossauros desta espécie tinham.

3 - Parassaurolofos eram musicais

Será que você já pensou na possibilidade de um dinossauro ter a habilidade de reproduzir melodias? Bom, os Parassaurolofos faziam algo bem parecido com isso. Depois da análise de alguns fósseis da cabeça de dinossauros da espécie, os exames médicos mostraram que a crista óssea que eles possuíam chegou a formar uma espécie de tubo de ressonância que se conectava ao nariz do animal, fazendo com que todas as vezes que ele soprasse o nariz, o som produzido saísse como se fossem notas musicais.

Os exames ainda mostram que eles poderiam usar esses sons como uma forma de atrair um parceiro para acasalar. Não seremos capazes de descobrir o quão aprimorados eram seus talentos musicais, mas sem dúvida, é uma habilidade impressionante para um simples dinossauro.

4 - Velociraptors e o poder de enxergar no escuro

Os velociraptors foram figurinha carimbada em filmes de Hollywood, principalmente quando se trata de Jurassic Park, mas ao contrário do que é retratado nos filmes, esses dinossauros eram bem pequenos e alguns deles ainda poderiam ter penas. Enfim, este era um dos carnívoros mais ágeis de que se tem conhecimento, mas não pesavam mais que 15 quilos.

Além desse "super poder de velocidade", eles ainda eram capazes de enxergar no escuro. Eram capazes de surpreender suas vítimas a qualquer momento do dia. Eles possuíam anéis ósseos em volta dos olhos que os permitiam enxergar desta forma.

5 - Ouranossauros e o poder de suportar a dor

Em algum momento já escutou falar deste dinossauro? Bem, ele não é muito conhecido mesmo. Suas características físicas são um pouco surpreendentes e tudo indica que ele vivia sentindo dores nas costas. Mas por que? Bom, eles fazem parte do grupo de dinossauros que possuíam os braços curtos, e por mais que ele pudesse andar sobre duas patas apenas, era mais comum vê-lo andando como um quadrúpede.

Seus braços não eram longos o suficiente para mantê-lo confortável nesta posição, mas por muitas vezes eles não tinham escolha. Seus polegares, que geralmente servem para dar sustentação ao corpo, era atrofiados fazendo com que tivessem que se esforçar com os dedos do meio.

Sem contar que possuíam enormes velas nas costas, algo como um camelo tem, que servia para armazenar gordura. Essa vela era suportado por espinhos neurais e pesavam horrores. Alguns especialistas concordam que essa espécie acabou se matando antes mesmo que o meteoro pensassem em cair na Terra... Que coisa, hein!?

6 - Poderiam sobreviver a inverno polar

Sempre imaginamos os dinossauros vivendo em grandes pântanos ou em lugares com muito sol e árvores, não é mesmo? Bom, mas e se descobríssemos que eles poderiam sobreviver às temperaturas mais baixas possíveis? De acordo com análises feitas por cientistas, esses animais povoaram o Planeta Terra por mais de 180 milhões de anos, o que é bem mais tempo do que os mamíferos habitam, e se nós somos capazes de nos adaptar, por que eles não seriam?

Os cientistas levantam uma hipótese até mesmo óbvia: durante todo esse tempo em que viveram, é claro que tiveram que se adaptar às mais diversas condições climáticas, incluindo neve e coisas semelhantes. Sem contar que naquela época, a massa terrestre do Alasca não era tão fria quanto a de que se tem conhecimento atualmente.

7 - Tiveram o poder de iniciar o efeito estufa

Alguns cientistas tem a ideia de que os dinossauros foram os próprios responsáveis por sua extinção devido ao início do efeito estufa, já naquela época. Imagine o quanto de alimento precisavam ingerir por dia, aqueles gigantescos animais e por outro lado, imagine também quantos gases soltavam por dia (sim, estamos falando de pum). Os gases expelidos por eles continham metano, um dos principais compostos que contribuem para o agravamento do fenômeno em dias atuais.

A equipe de pesquisadores liderada por David Wilkinson, pôde concluir que juntos, os dinossauros liberavam em média 520 milhões de toneladas de metano por ano na atmosfera! Imagine só o quanto isso poderia ser prejudicial dentre de 180 milhões de anos!

No período jurássico os vulcões começaram a entrar em erupção de forma constante, fazendo lava escorrer por todos os lados e por toda a floresta. Houve um aumento nos níveis de carbono, fazendo com que o ambiente se tornasse mais quente e ao mesmo tempo mais úmido, devido a atividade das plantas. Isso foi bastante favorável para que as plantas crescessem mais e de forma mais rápida. Consequentemente, se tinha mais comida, os animais daquele tempo também passaram a comer mais, fazendo com que seus enormes sistemas gástricos fossem capazes de lançar ainda mais gases na atmosfera. As hipóteses de que o acúmulo de gás metano na atmosfera os levou à extinção são bem aceitas por muitos cientistas.

E então pessoal, o que acharam? Já conheciam algum destes "super poderes" dos dinossauros? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

 

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+