Curiosidades

7 DSTs que já foram encontradas em animais

0

Primeira lição que aprendemos sobre a prática de relações sexuais é a proteção. A fim de evitar uma gravidez indesejada e principalmente, prevenir o contagio de DSTs. As doenças sexualmente transmissíveis, são doenças causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios transmitidos principalmente por relações sexuais sem proteção.

Já é comprovado, que um em cada quatro seres humanos irá morrer em decorrência de alguma doença sexualmente transmissível. E mesmo que todos tenham sido orientados a respeito, nem todos são responsáveis como deveriam.

Porém, mesmo sabendo que muitas dessas doenças são conhecidas por seu efeito em humanos, não somos a única espécie que pode contraí-las. O reino animal em sua diversidade também tem seus problemas quanto ao contágio de doenças sexualmente transmissíveis.

Hoje vamos listar algumas DSTs que já foram encontradas em algumas espécies de animais.

1 – Sífilis


Encontrados muitas vezes como animais de estimação, os coelhos são animais fofos e que se multiplicam rapidamente. Esses animaizinhos podem ser também portadores de uma DST compartilhada com os seres humanos: sífilis.

A cada ano, são registrados quase 12 milhões de novos casos de sífilis em humanos. Um número alto que incentiva a pesquisa sobre a doença, com o intuito de desenvolver vacinas e opções para a prevenção e tratamento. Embora a bactéria associada a sífilis em coelhos seja diferente da encontrada em humanos, e não tenha o risco de transmissão do animal para o homem, a pesquisa acerca da doença pode trazer benefícios tanto para os humanos, quanto para os coelhos.

De acordo com as pesquisas, a doença pode ser transmitida de mãe para filho, no período da gestação ou no nascimento. O tratamento com antibióticos pode ajudar tanto em seres humanos quanto nos animais.

2 – Herpes

A herpes é uma das DSTs mais comuns em humanos. E muitos casos de herpes foram identificados no reino animal, desde elefantes até ostras. A doença tem um histórico de infecção em primatas e coelhos.

No caso da herpes, assim como os primatas, coelhos também podem hospedar o vírus e transmitir para humanos por meio de mordidas ou arranhões. Devido as suas diferenças, existe uma distinção na linhagem do vírus em cada espécie de primata.

Na África, os babuínos estão enfrentando uma infestação de herpes que tem chocado os cientistas, que não têm certeza a origem ou como ele consegue se espalhar tão rápido. Cerca de 200 primatas da espécie contraíram o vírus.

3 – HIV

Entre todas as DSTs, o HIV é de longe a que mais assusta os seres humanos. O vírus é também encontrado em outras espécies de primatas. E em recente descoberta, revelou-se que os chimpanzés e gorilas podem ter sido os primeiros hospedeiros do HIV.

O fato é que humanos e gorilas compartilham 98 por cento do seu DNA e, naturalmente, as origens do vírus. Transmitido entre os primatas por meio de relações sexuais, acredita-se que o tipo encontrado nos seres humanos seja resultado da ingestão de carne infectada.

Um detalhe incomum é o fato dos chimpanzés terem HIV, mas não terem desenvolvido nenhuma doença semelhante à AIDS encontrada em humanos.

4 – Clamídia

Mesmo com um grande número de pessoas diagnosticadas com clamídia, a infecção é facilmente tratada em seres humanos. Infelizmente, no reino animal, o tratamento não tem efeito tão positivo.

Desde aves a mamíferos e répteis, a clamídia contagia uma grande variedade de animais. Devido a dificuldade no tratamento em animais, a clamídia se tornou um grande problema para os coalas, tanto que devido a caça e perda do habitat, eles já estão em números reduzidos. Mesmo que a infecção em coalas não seja fatal, mas pode acarretar sérios problemas de saúde, e até mesmo resultar na infertilidade dos animais.

5 – Tumores venéreos

No caso dos seres humanos, não existe a possibilidade de contrair câncer de um para outro. Mas no reino animal, isso é possível. Os mamíferos são os mais vulneráveis a tumores venéreos.

A doença do tumor facial do diabo-da-tasmânia tem afetados estes animais há 20 anos. A transmissão acontece quando os diabos da Tasmânia se mordem durante o acasalamento, o que resulta no tumor cancerígeno na face que já matou quase 95% da população da espécie.

6 – Vírus da imunodeficiência felina

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) é para os gatos o que a AIDS é para os humanos. Porém, como uma delas afeta os humanos, tem mais investimentos no tratamento da condição. Infelizmente, os gatos não têm a mesma sorte. A FIV atinge apenas gatos, e pode ser transmitido por mordidas, arranhões, no nascimento e até pelo sêmen.

Este vírus vem da mesma família do HIV, e em ambos os casos, as doenças relacionadas à AIDS podem ser fatais.

7 – Gonorreia

A gonorreia é uma das mais antigas e transmitidas DSTs. Entre as espécies propensas ao contágio da doença, além dos humanos, estão também as vacas, ovelhas, cachorros e novamente, os chimpanzés. Pela natureza da gonorreia, é pouco provável que os humanos tenham contraído a doença por ingestão de carne infectada.

Devido a possibilidade de sofrer mutações, a gonorreia tem sido uma infecção difícil de tratar, tanto em humanos quanto em animais, o que pode desencadear um surto maior da doença.

Veja um meteoro que caiu na Lua durante o último eclipse

Matéria anterior

10 comentários mais épicos da Fatos Desconhecidos #10

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos