Mundo Afora

7 fatos que poucas pessoas conhecem sobre o Vaticano

0

A Cidade do Vaticano, publicamente denominada Estado da Cidade do Vaticano, é o núcleo oficial da Igreja Católica, o menor país do mundo, localizado no interior da Itália, próxima à capital, Roma. É lá que encontra-se o papa, líder máximo do catolicismo e também da circunscrição estatal, que abriga cerca de 800 moradores. Já que tocamos no assunto da religião, vocês já leram a nossa matéria com as 10 coisas que católicos e evangélicos são obrigados a concordar?

Bom, realmente todo mundo sabe do que estamos falando, certo? Mas com certeza a maioria de vocês nunca chegou a colocar os pés na Vaticano, e pensando nisso nós trouxemos para vocês algumas curiosidades que talvez vocês não conheçam sobre a Cidade do Vaticano. Então, caros leitores da Fatos Desconhecidos, confiram agora a nossa matéria com os 7 fatos que poucas pessoas conhecem sobre o Vaticano:

1 – Os melhores guarda-costas estão no Vaticano

1

Desde que o Papa Júlio II recrutou alguns soldados suíços como seus guarda-costas pessoais a mais de 500 anos atrás, eles continuaram a proteger os papas a ponto de dar sua vida em qualquer ocasião. Bom, para fazer parte da Guarda Suíça, é preciso, é claro, ser suíço e católico.

Hoje em dia, a maioria dos membros da Guarda Suíça se vestem em trajes renascentistas, prestando seus serviços em cerimônias ou em postos de controle ao redor do Vaticano, enquanto aqueles que realmente protegem  o Papa, se vestem de roupas simples e portam armas de fogo.

2 – Você pode acessar os arquivos do Vaticano

1

Desde o Papa Leão XIII, em 1881, é permitido que os estudiosos vêem os arquivos secretos do Vaticano, antes disso eles eram secretos. Hoje em dia, os arquivos podem ser examinados a informações dos últimos mil anos. Estima-se que esses documentos contém cerca de 52 milhas (84 km) de prateleiras. Acadêmicos selecionados pode ter acesso a determinados documentos dos arquivos se o pedir com antecedência, portanto, nem todos os arquivos estão abertos ao acesso.

3 – O Banco do Vaticano

(RNS1-JULY 8) Profits at the Vatican Bank, formally known as the Institute for the Works of Religion, have decreased from 86 million euros in 2012 to 2.9 million euros last year after extensive internal reforms. For use with RNS-VATICAN-BANK transmitted July 8, 2014. Photo courtesy IOR

Você já pensou em fazer uma operação em um banco em latim? Pois é, O Banco do Vaticano é o único banco do mundo que permite os usuários de fazer transações nos caixas eletrônicos em latim. Isso é considerado um símbolo de devoção ao idioma.

4 – Como se tornar um cidadão da Cidade do Vaticano?

1

Se você realmente quer ser considerado um cidadão do Vaticano, o que você deve fazer é conseguir um emprego para depois conseguir obter a sua cidadania. Porém, se você for despedido ou simplesmente deixar o trabalho na Cidade do Vaticano, você automaticamente é desconsiderado um cidadão de lá.

5 – A grande criminalidade no Vaticano

2

Não estamos falando de crimes cometidos por Papas ou bispos, mas vocês sabiam que a Cidade do Vaticano tem a maior taxa de criminalidade do mundo? São 1,5 crimes por cidadão. Isso acontece pelo fato da cidade receber muitos turistas, fazendo com que seja um lugar perfeito para os batedores de carteira. Então, se você for visitar o Vaticano alguma vez na vidam fique de olho nos ladrões de carteira.

Bom, mas nem por isso os Papas estão livres dos crimes. Vocês já ouviram falar da família Borgia? Essa família ficou famosa por causa de dois papas, o papa Calixto III (1455-1458) e Alexandre VI (1492-1503). Seus pecados incluíram adultério, roubo, suborno, fraude, estupro, incesto, tortura e assassinatos.

6 – Os Papas que duraram pouco tempo

1

O Papa Estevão II morreu de um acidente vascular cerebral apenas quatro dias após a sua eleição, antes da sua consagração. Urbano VII reinou apenas 13 dias e Benedict IX apenas 11.

7 – Lavagem de dinheiro

1

Aparentemente, o Vaticano é um centro de lavagem de dinheiro usado por criminosos internacionais, e tem sido denominado como um “país de preocupação”, por não existir leis que são aplicadas contra a lavagem de dinheiro no seu sistema de fluxos de caixa.

O Instituto para as Obras Religiosas (IOR), conhecido popularmente como o Banco do Vaticano, estava sendo investigado pela justiça italiana por uma suposta lavagem de dinheiro , afirmou o Jornal la República em Janeiro de 2016. IOR, que administra as contas de diversas ordens religiosas, assim como de associações católicas, é uma instituição da Igreja Católica que se beneficia da extraterritorialidade, já que se encontra na Cidade do Vaticano e não se rege pelas normas financeiras vigentes na Itália.

E aí, caros leitores, já sabiam de todos esses curiosos fatos sobre o Vaticano? Comentem!

20 grandes momentos históricos que foram registrados em fotografias

Matéria anterior

40 lugares reais que seriam ótimas sedes de supervilões

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Mundo Afora

Comentários

Comentários não são permitidos