Curiosidades

7 fatos sobre o Palácio da Alvorada que você nem imaginava

0

Você sabe quanto realmente ganham os políticos brasileiros? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você quanto é o faturamento deles.

O Palácio da Alvorada é o lugar oficial de moradia do Presidente da República e o primeiro prédio de alvenaria de Brasília.

Segundo o tribunapr, ele está “localizado numa península que divide o Lago Paranoá em Lago Sul e Lago Norte e abriga a residência oficial do Presidente da República. Em 30 de junho de 1958, com sua inauguração, passou a ser a residência do então Presidente Juscelino Kubitschek.”

Por ser pouco conhecido pelo público, o Palácio da Alvorada não é muito mencionado nos meios de comunicação. Pensando nisso, confira a listinha que separamos para você com alguns fatos sobre o Alvorada que você não conhecia.

1 – 1º palácio construído em Brasília, em 1957, com projeto de Oscar Niemeyer

igv1422_3_4_5_6_7_8_tonemapped-editar

Segundo a revista Casa Vogue, em publicação feita no portal globo.com, “desde a sua inauguração, dezesseis chefes da nação brasileira já residiram nele, que é localizado em uma península às margens do Lago Paranoá. Com seis décadas de história, o Alvorada acumula uma beleza incomparável, notada de longe por suas leves colunas sinuosas e por seus traços horizontais.”

2 – É um habitat de emas

igv3123

O palácio também é lugar de moradia de habitantes diferentes, as emas.São consideradas uma atração à parte nos jardins da residência. Elas contribuem para a segurança das pessoas que transitam por lá controlando a presença de animais peçonhentos.

3 – Primeira criança a morar no Palácio

michle-temer

O filho mais novo do presidente Michel, o Michelzinho, é a primeira criança a morar no palácio. O quarto dele foi criado onde era o escritório da ex-presidente Dilma Rousseff. A reforma para o quarto do menino custou do governo R$ 20.279,65.

4 – A estrutura mais elogiada

michle-temer

Segundo a revista casavogue, “ao adentrar no Palácio, os visitantes são recepcionados por um imenso hall de entrada, com pé-direito duplo e carpete vermelho.

Uma parede dourada expõe o discurso de lançamento da pedra fundamental da nova capital da República, onde descreve, com exatidão, o espírito que acompanhou os pioneiros construtores das obras liderados por Juscelino Kubitschek: “Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino”.”

5 – É um local aberto para visitação

igv2509

Muita gente imagina que esse lugar é um ambiente fechado e indisponível para visitação. O que não é bem assim. Segundo publicação da revista casavogue, “o Palácio da Alvorada está aberto para visitas durante as quartas-feiras, das 15h às 17h. Não é necessário agendamento prévio.

O passeio é conjugado com o Palácio do Jaburu com duração total de uma hora. Mais informações com a COREP – Coordenação Geral de Relações Públicas, tel. (61) 3411-2336.”

6 – É considerado uma das estruturas mais bem elaboradas por um arquiteto

igv2992_3_4_5_6_7_8_tonemapped

A anatomia do Palácio é elogiada por especialistas em construção e arquitetos de vários lugares. De acordo com publicação do portal uol, “o programa do Alvorada é composto por três pisos. No térreo estão os espaços “de Poder”, considerados de uso público, como a sala de reuniões, o salão de banquetes e o gabinete do presidente.

No pavimento superior fica a suíte presidencial e as dependências familiares, bem como o chamado setor de apoio com salas de massagem, cabeleireiro, barbeiro, copa e banheiros. No subsolo, os serviços: corpo de guardas, chapelaria, despensas e adegas, garagem, lavanderia, cozinha, refeitório, vestiários, copa e dormitórios dos funcionários, além de uma sala de cinema.

Segundo o arquiteto da Câmara dos Deputados, Élcio Gomes da Silva, autor do livro “Os Palácios Originais de Brasília”, os espaços internos se caracterizam pelos recursos decorativos utilizados – a exemplo das grandes superfícies espelhadas e do painel de latão dourado assinado por Athos Bulcão – a fim de assegurar nobreza, refinamento e elegância, enquanto a monumentalidade se dá pelo pé-direito duplo.”

7 – O paisagismo em volta foi implantado com critérios rigorosos

group_1-_igv3035__igv3043-7_images

O paisagismo do Palácio foi pensado e implantado de forma criteriosa e rigorosa. Segundo a revista, “por todos os lados, a  natureza está presente. O paisagismo é obra de Yoichi Aikawa, autor Palácio Imperial do Japão. Os jardins possuem diversos exemplares da flora brasileira, onde os pássaros nativos do cerrado brasileiro cantam, entre araucárias, paus-brasil e sibipirunas. A Lagoa do Palácio possui um ecossistema perfeito, em que peixes, aves e a vegetação local coexistem de maneira harmoniosa e equilibrada.”

Você já chegou a conhecer o Palácio da Alvorada? O que achou desse incrível lugar? Mande seu comentário para gente!

8 coisas que só quem é o filho caçula poderá entender

Matéria anterior

14 fotos comoventes que mostram o verdadeiro amor entre irmãos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos