Quando a captura de imagem se tornou uma realidade, ali na última década do século XIX, os filmes eram muito diferentes do que conhecemos hoje. Não havia som, cores, computação gráfica (óbvio) e os frames por segundo eram mínimos. A princípio, os vídeos tinham apenas alguns minutos de duração. Com décadas de avanço nessa área, o cinema se tornou uma arte e tudo nele foi aprimorado. Passamos, então, a ter a divisão do tempo dos filmes. Histórias contadas até 30 minutos são chamadas curta-metragem. De 31 a 59 minutos elas ganham o nome de média-metragem e os de 60 minutos para cima são os filme de longa-metragem.

Com o passar das décadas, o tempo médio dos filmes passou a ser entre 1h30min a 1h40. A duração oscilou entre os anos e, hoje, subiu para entre 1h40 a 2h. No geral, o período é suficiente para contar bem uma história. Entretanto, algumas vezes a jornada do protagonista não cabe nesse prazo, logo, o filme é estendido. Com o aumento da duração, muitas obras acabam sofrendo certo preconceito, especialmente se foram mais "antigas". Infelizmente, o público hoje se acostumou com filmes de, no máximo, duas horas e mais do que isso já é considerado cansativo.

A seguir, listamos algumas obras com uma duração, digamos, um "pouquinho" maior, mas que valem cada minuto. Confira!

1 – À Espera de Um Milagre (3h9min)

Este drama, por incrível que pareça, é baseado no livro homônimo de Stephen King. A história possui um toque de mistério e mostra como a vida dos guardas que trabalham no corredor da morte de uma prisão pode ser afetada. Em particular, como a vida de Paul (Tom Hanks) muda quando ele entra em contato com John (Michael Clarke Duncan), um homem negro, com uma misteriosa habilidade, que foi preso pelo estupro e assassinato de uma criança. Este não é o melhor filme de Frank Darabont com um presídio como cenário. O título fica com o maravilhoso Um Sonho de Liberdade. Mesmo assim, essa é uma história que vale seu tempo.

2 – Titanic (3h14min)

Publicidade
continue a leitura

Titanic se tornou um filme zoado por uma parte da comunidade nerd. Muitos o julgam sem nem ao menos ter assistido. Sabem que Jack (Leonardo DiCaprio) e Rose (Kate Winslet) vivem um romance. Sabem que o navio afunda. E sabem, claro, que Jack poderia ficar tranquilamente em cima da porta. No entanto, saber os fatos não é a mesma coisa que ter a experiência. Embora grande, o filme realmente é uma obra interessante. Ele não ganhou 11 Oscar à toa. O trabalho de James Cameron foi impressionante. Desde a direção de arte, com belíssima recriação do interior do navio, passando pelo cuidado com a trilha sonora e efeitos especiais à frente do seu tempo, além das boas atuações dos atores - talvez não a de DiCaprio. Deixar o preconceito de lado rende bons frutos.

3 – O Lobo de Wall Street (3h)

Quer uma boa atuação de Leonardo DiCaprio em um ótimo filme? Então assista a Lobo de Wall Street. O filme é mais uma parceria entre o ator e o cineasta Martin Scorsese e, mais uma vez, a colaboração não falha. A história é baseada no caso real de Jordan Belfort, um corretor da bolsa de valores que constrói um império de fama e fortuna por meios ilegais. O filme mostra a ascensão e queda do personagem e, apesar do tempo, a narrativa flui naturalmente.

4 – King Kong (3h7min)

Publicidade
continue a leitura

O macaco mais famoso da cultura pop ganhou mais uma versão em 2005 pelas lentes de Peter Jackson. O filme se passa em 1933 e acompanha um ambicioso produtor de cinema que leva sua equipe a uma misteriosa ilha. Sua verdadeira intenção é encontrar e capturar Kong, um lendário gorila gigante e protetor do local. Visualmente, o filme não chega a ser tão bonito quanto Kong: A Ilha da Caveira. Em contrapartida, é a história que faz essa obra tão boa. A relação entre Ann (Naomi Watts) e Kong (Andy Serkis) não apenas é mostrada, como desenvolvida diante de nossos olhos. A feição inicial do animal pela moça e como ela progride do medo ao carinho por ele é contada de uma forma bem sensível e emocionante.

5 – A Tempestade do Século (4h17min)

Ok! Esse pode até parecer apelação, mas há uma explicação para a indicação. Primeiro, a obra é uma adaptação de um livro de Stephen King. Segundo, a princípio, a história foi feita para a televisão, em forma de minissérie. Entretanto, com o tempo ela deixou de ser exibida de forma seriada e começou a ser transmitida completa. Apesar disso, é quase impossível desgrudar os olhos da tela. Na história, a chegada de um misterioso homem abala os habitantes de uma cidade pequena nos Estados Unidos. Ele comete um assassinato, se deixa ser preso e diz apenas: “Dai-me o que quero e eu vou embora”. O homem estabelece um prazo para conseguir o que deseja, caso contrário, algo muito ruim irá acontecer. Todas as ameaças são feitas enquanto ele está preso. Os personagens, então, precisam correr contra o tempo para descobrir quem ele é, o que deseja e como detê-lo.

6 – O Poderoso Chefão Parte II (3h22min)

Publicidade
continue a leitura

Um filme que dispensa apresentações, obrigatório para todos aqueles que curtem um bom cinema. O ideal é assistir sempre a trilogia, porém, levando em consideração que o primeiro tem menos de três horas, ficamos com a segunda parte. Tão genial – se não mais – que a primeira, o filme integra a obra-prima de Francis Ford Coppola. A história dá continuidade à saga da família de Vito Corleone (Marlon Brando), com seu filho Michael (Al Pacino) assumindo seus negócios.

7 – O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (3h21min)

A trilogia de O Senhor dos Anéis é uma ode de Peter Jackson do gênio J.R.R. Tolkien. Se pegarmos a versão estendida, todos os três filmes terão muito mais que três horas. E, no fundo, cada minuto vale a pena. A jornada de Frodo e companhia pela Terra-Média para destruir o anel é uma das fantasias mais belas já filmadas. Jackson conseguiu a proeza de fazer uma adaptação cinematográfica decente de uma mitologia complexa. Deixou os fãs orgulhosos, conquistou mais alguns, arrecadou prêmios, quebrou recordes, entrou para a história e cravou a obra de vez na cultura pop.

Concorda com a lista? Quais dos filmes citados você já assistiu? Comente conosco outras obras de longa duração que valem a pena assistir.

Publicado em: 12/07/18 14h00