• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 formas vergonhosas de ser multado em uma viagem para o exterior

POR Arthur Porto    EM Entretenimento      23/07/19 às 16h07

Todos nós sabemos que, se estamos em outro país, é preciso respeitar as leis e os costumes dali. Até porque, se infringimos a lei, seremos julgados de acordo com a justiça local. E olha que, para a infringir a lei de um determinado país, não é necessário muito. Mascar chiclete, levar sorvete no bolso da calça (oi?), cantar no chuveiro ou se casar virgem são práticas proibidas em certos países. Algumas são tão antigas que não foram revogadas e já até perderam o sentido, mesmo sobrevivendo no papel. Outras, por exemplo, nunca tiveram sentido, mas se transformaram em leis e, portanto, devem ser cumpridas.

O problema é que, como muitas vezes saímos de férias, não damos muita importância às leis do país que estamos visitando. Talvez, seja porque o que queremos é nos divertir, e a intenção de causar algum problema é um fator que não combina nada com os nossos dias de descanso. No entanto, é importante verificar ao menos algumas informações sobre o destino. A falta de conhecimento, para muitos, já gerou muita confusão e situações desagradáveis. Algumas vezes, as leis podem ser muito estranhas e difíceis de acreditar, eu sei. Mas não custa nada ter cuidado, né?

Confira o que pode acontecer (leia-se, multa) caso você não tenha cuidado nesses lugares.

1 - Lembrancinhas

Não, certas coisas não podemos levar pra casa. Na Cornualha, por exemplo, as autoridades locais, preocupadas com os efeitos ambientais que milhares de turistas são capazes de causar, começaram a multar aqueles que retiram qualquer objeto natural de suas praias. Na Sardenha, as autoridades adotaram uma postura semelhante. No entanto, a lei, ali, é bem mais restrita. Não se pode nem remover um pouquinho de areia.

2 - Comer em público

Os moradores de Florença já não aguentam mais as hordas de turistas. Entendo, se eu vivesse ali, provavelmente, eu não aguentaria também. Por quê? Porque o turista está sempre tão feliz, que parece não perceber a bagunça que faz. Em Florença, por exemplo, os turistas começaram a fazer piqueniques nos lugares mais inóspitos da cidade. Alguns, por exemplo, ocorrem nas portas das casas dos moradores locais. Outros, nos degraus da igreja. O fato é que todo o lixo fica ali depois. Alguns turistas já se tornaram tão inconvenientes que locais turísticos começaram a ser danificados. Sendo assim, a partir de uns tempos para cá, quem foi pego comendo na rua levou uma multa que variou de 150 a 500 euros. Melhor se alimentar no restaurante, verdade?

3 - Sem camisa, não

As autoridades de Veneza decidiram colocar um pouco de ordem nos turistas. É proibido sair sem camisa ou usar roupas de banho em qualquer local próximo aos canais. Nesse caso, a multa pode ser de até 500 euros a depender da infração. Andar de bicicleta pela cidade também não pode. A multa é de 100 euros.

4 - Fonte é pra fazer pedido

Não é pra tomar banho, gente. Não é. Não pode. Não é piscina. Em Roma, por exemplo, parecia até moda. Os turistas chegavam ali no verão e, pronto, achavam que era clube. Por esse motivo, as autoridades locais decidiram também multar os turistas indisciplinados. Além disso, é proibido ficar sentado nas bordas das fontes, nos degraus e fazer piquenique nas proximidades.

5 - Chinelinhas

Planejando uma viagem para a estância balnear italiana de Cinque Terre neste verão? Eu não, mas caso você vá, atenção. Não esqueça as botas ou os sapatos fechados, em geral. Isso mesmo, usar sandálias ou "chinelos" em áreas do popular resort à beira-mar lhe garantirá uma multa na certa. E multa pesada, tá? De até 4 mil dólares.

6 - Nada de plástico

Os moradores da idílica ilha italiana de Capri orgulham-se de manter o local paradisíaco em perfeitas condições. Portanto, não é surpresa que e a comunidade local tenha resolvido seguir a tendência mundial de proibir o uso de plástico. Canudos e copos de plástico não estão mais disponíveis em nenhum dos restaurantes e cafés da ilha. Para ajudar a preservar ainda mais a beleza do local, os turistas, que são pegos com itens de plástico, podem pagar até 500 euros de multa.

7 - Pistola de água não pode

Em Camboja, uma lei estipula que é proibido o uso de pistolas de água, durante as cerimônias de celebração da virada do ano. Acredita-se que tais brinquedos podem trazer azar, no que diz respeito a conflitos, para o ano que se inicia. Em todas as demais datas comemorativas, a brincadeira está liberada.

Próxima Matéria
Via   List Verse  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+