• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 horrores da exploração espacial

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      07/08/19 às 17h36

Assim como tudo na vida, a exploração espacial tem o seu lado positivo e o lado negativo. Nem tudo são rosas quando se trata de um negócio arriscado, como é explorar o universo. São muitos riscos e aqueles que se dispõem a isso estão cientes dos perigos possíveis. É claro que já conquistamos muito quando falamos sobre exploração espacial, afinal, o homem só foi à Lua graças a toda essa gana de explorar o espaço. Mas até chegar nesse ponto, muita coisa deu errado e saiu do previsto, causando alguns acidentes fatais.

Por exemplo, toda a tripulação da Apollo 1, que incluía os astronautas Gus Grissom, Edward White II e Roger Chaffee morreram durante missões espaciais. E eles não foram os únicos. Desde a década de 1960 quando a exploração espacial começou a decolar, mais de 20 astronautas e cosmonautas já morreram na busca da exploração espacial. Mas isso faz parte, os perigos e a excitação caminham de mãos dadas. Confira a seguir, 7 vezes que a exploração espacial não deu tão certo e acabou sendo um horror.

1 - Cegueira momentânea no espaço

A ideia de caminhar no espaço já aterrorizante por si só. Agora imagine um astronauta sair da segurança da sua espaçonave, apenas preso a uma corda, que o impede de se soltar na imensidão do universo, e assim, perder um dos sentidos mais importantes, como a visão. E foi exatamente isso que aconteceu com o astronauta Chris Hadfield, durante uma missão, em 2001.

Para manter a sua visão ininterrupta durante a caminhada espacial, eles usaram uma solução a base de óleo e sabão para cobrir a viseira do traje, para evitar o embaçamento. Mas o que tinha o intuito de melhorar a visão, acabou prejudicando totalmente a capacidade do astronauta de enxergar. O seu suor e lágrimas entraram em contato com a solução e foram direto para os olhos de Hadfield, o que causou uma cegueira momentânea. Ele estava completamente cego e sozinho no espaço. Mas, felizmente, depois de algum tempo, o seu corpo produziu lágrimas suficientes para diluir a solução sob os seus olhos. Daí, ele conseguiu voltar a enxergar. Mas foi uma situação realmente assustadora como ele relata, em uma palestra, ao Ted Talk.

2 - Quase se afogando no espaço

Entre os medos envolvendo o espaço, morrer afogado até então não era um deles. Mas o astronauta Luca Parmitano passou um susto durante uma missão espacial em julho de 2013. Na ocasião ele percebeu um líquido desconhecido se acumulando na parte de trás do seu capacete espacial. Ele experimentou uma gota do líquido e percebeu que era metálico e muito frio, nada parecido com a água potável que estava dentro do seu traje.

Quando noticiou o fato a sua tripulação a caminhada espacial foi cancelada e ele poderia voltar para a espaçonave. Luca então voltou com o seu capacete parcialmente cheio de um líquido misterioso. Enquanto voltava para a nave, devido aos seus movimentos, o líquido se espalhou dentro do capacete entrando em seus olhos e narinas. Naquele momento ele estava cego e desesperado tentado respirar. Ele ficou 11 minutos nessa situação até conseguir chegar a nave e retirar o capacete.

3 - Pouso balístico

Diferentemente da descida controlada, que é um plano de voo que não sobrecarrega muito o veículo ou a tripulação, o pouso balístico é uma queda severa e íngreme para a Terra. Quando isso acontece, exerce muita pressão sobre a nave e seus ocupantes, o que se torna um perigo real. No caso da cápsula de Soyuz, que transportava astronautas da ISS, uma entrada balística era como uma rocha em queda, que poderia chegar à Terra, em uma velocidade tão alta, que poderia matar todas as pessoas a bordo.

Quando a primeira coreana no espaço voltou da sua visita à ISS, juntamente com outros dois astronautas, não teve um pouso de descida controlada. Até hoje, não se sabe o que casou, mas a cápsula tomou uma abordagem muito mais agressiva e acabou a quase 480 quilômetros de curso no Cazaquistão. Felizmente, os três astronautas conseguiram aterrissar ilesos, embora o perigo fosse real. Um deles chegou a dizer que pensou que iria morrer naquele momento.

4 - Exposição a um gás tóxico

Em 1975, o que parecia impossível, se tornou realidade. Os Estados Unidos e a União Soviética se uniram uma missão espacial conjunta, o projeto de teste Apollo-Soyuz. A missão foi um sucesso. Porém, na viagem de volta, a tripulação americana passou por uma situação aterrorizante. A uma altitude de cerca de 7 mil metros, a cabine da nave espacial começou a se encher de um gás amarelo, que poderia ter sido o mortal tetróxido de nitrogênio, que é usado como combustível de foguetes. A tripulação ficou exposta a essa fumaça durante 11 minutos, o que foi suficiente para deixar o astronauta, Vance Brand, inconsciente. Quando pousou na Terra, a tripulação foi resgatada e recebeu os cuidados médicos. Felizmente, a exposição ao gás tóxico não teve efeitos duradouros. Eles apenas tiveram uma irritação respiratória temporária.

5 - Preso na Sibéria

O astronauta Alexei Leonov quase morreu depois da sua caminhada histórica, a primeira já realizada. Quando ele e seu companheiro, o astronauta Pavel Belyayev, estavam voltando para a Terra, o seu sistema de orientação automática parou de funcionar, e eles tiveram que selecionar o seu destino manualmente. A falha no sistema fez com que a espaçonave desviasse o seu curso. Leonov tinha apontado para a cidade de Perm, mas acabou aterrissando a cerca de 2 mil quilômetros de lá, no meio do deserto frio da Sibéria.

Os dois homens tiveram que retirar parte do traje espacial, para aliviar o acúmulo de umidade das roupas. Àquela altura, os dois não conseguiram encontrar nenhum abrigo e tiveram que se refugiar dentro da cápsula estragada. Eles passaram duas noites no meio do deserto, sobrevivendo ao frio extremo, até finalmente serem resgatados.

6 - Desastre de lançamento

No dia 28 de janeiro de 1986, milhares de americanos pararam para assistir ao lançamento do ônibus espacial Challenger. Mas ninguém imaginava que estaria prestes a presenciar um dos maiores desastres espaciais da história da exploração espacial. Pouco mais de 1 minuto após a decolagem, a espaçonave explodiu no ar. O acidente acabou matando toda a tripulação, que era composta por seis astronautas e a professora Christa McAuliffe, que foi a primeira civil a participar de um voo espacial.

7 - Queda da Soyuz 1

A Soyuz 1 foi uma das primeiras missões tripuladas do programa espacial da União Soviética. A nave foi lançada ao espaço no dia 23 de abril de 1967, levando a bordo o coronel Komarov. No entanto, a espaçonave apresentou diversos problemas técnicos durante a viagem, o que acabou causando um terrível acidente.

A nave até chegou à 18° órbita, e tudo parecia bem, mesmo com falhas técnicas. Mas quando Komarov tentou acionar o paraquedas principal para aliviar a queda, o dispositivo falhou. Ele então recorreu ao paraquedas reserva, acionado manualmente, mas esse também não funcionou. O coronel morreu devido ao impacto da nave em solo terrestre, a uma velocidade de 140 km/h, seguida de uma explosão. Esse acabou sendo o primeiro acidente de voo espacial da história.

E você, o que acha da exploração espacial? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+