icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 maiores falhas de construção na história moderna

POR Bruno Dias EM Curiosidades 18/03/20 às 16h11

capa do post 7 maiores falhas de construção na história moderna

A humanidade, mesmo com todos os seus gênios e suas surpreendentes realizações, ainda está longe de ser infalível. Edifícios e qualquer trabalho de engenharia precisam ser construídos, levando o "know-how" para centenas de pessoas. E em algum lugar ao longo dessa cadeia de assistência humana poderia facilmente surgir um elo enfraquecido. Por  isso, quando vemos pontes, fábricas, andaimes, plataformas ou edifícios caindo podem ser por duas coisas: ou desastres naturais ou erro humano.

Os motivos para essas falhas podem ser erros de cálculo, construção de má qualidade, tetar dar um jeitinho na construção ou então pura incompetência. E por serem construções, os resultados dessas falhas podem ser mortais. Mostramos aqui algumas dessas falhas de construção.

1 - Deepwater Horizon

Essa era uma plataforma de petróleo semissubmersível que ficava perto da Louisiana. O que aconteceu foi que o gás metano de alta pressão do poço que a plataforma estava explorando se expandiu para a plataforma de perfuração. Quando ele chegou à plataforma, ela se incendiou e explodiu, no dia 20 de abril de 2010.

Antes da plataforma afundar o acidente matou 11 pessoas e deixou 17 feridos. Com a explosão, foram derramados no oceano cerca de cinco milhões de barris de petróleo bruto, no Golfo do México, durante 87 dias. Até ser contido, o derramamento já tinha causado danos horríveis ao meio ambiente e comércio marítimo dos EUA e região costeira.

2 - Três prédios no Rio de Janeiro

O desastre aconteceu em janeiro de 2012, com três prédios comerciais lado a lado. O prédio dois era um edifício comercial de 23 andares e começou a cair para o lado do prédio três, com seis andares. A inclinação do prédio dois levou consigo o prédio um, com 22 andares, ao qual era ligado estruturalmente.

O prédio um foi o primeiro a  cair quando suas colunas de suporte já não aguentavam mais a pressão. O prédio dois foi colapsando mais devagar. E quanto mais ele se inclinava, mais coisas caiam no teto do prédio três, de seis andares. O peso em seu teto fez com que o prédio três caísse e depois o prédio dois finalmente cedeu. O acidente matou 17 pessoas. E foi determinado que o começo do acidente foi por problemas estruturais no prédio dois. Além do prédio não ter nenhuma licença para construção, em primeiro lugar.

3 - Colapso do Edifício Savar

O prédio era uma fábrica de roupas, no distrito de Dhaka, em Bangladesh. Antes do edifício desabar, os geradores de energia dos andares de cima foram ligados por causa de uma queda de energia, no dia 24 de abril de 2013. No momento, cerca de 3.122 trabalhadores estavam na fábrica.

Depois que o prédio colapsou, a falta de comunicação e esforços para o resgate das pessoas foi uma confusão. A ajuda do Grupo Consultivo Internacional para Busca e Resgate (INSARAG) foi negada. E mesmo antes do desastre acontecer, a organização tinha dito que Bangladesh não tinha equipamentos para fazer operações de resgate, que fossem eficazes.

E contrariando essa decisão, o governo local decidiu tentar fazer o resgate sozinho. Mas vários dos voluntários não tinham equipamento de segurança adequado. E isso fez com que as operações levassem mais tempo. Os sobreviventes tinham que beber sua própria urina para tentar continuar vivos. Infelizmente, morreram 1.134 pessoas por causa de uma falha estrutural. Mais da metade das vítimas eram mulheres. E várias crianças também estavam no berçário da fábrica.

4 - Guindaste da Meca

É claro que uma falha de construção nunca tem um bom momento para acontecer. Mas seria melhor que ela acontecesse sem ninguém por perto. Infelizmente, esse não foi o caso que aconteceu, no dia 11 de setembro de 2015. Um guindaste caiu sobre a Grande Mesquita Meca, bem antes de uma peregrinação maciça.

No acidente, morreram 111 pessoas, dos quais 25 eram de Bangladesh, e 23 eram egípcios. Além de outras 10 nacionalidades, dentre os mortos. E ficaram feridos 394 pessoas. O pior dessa falha é que ela aconteceu, tentando prevenir que coisas assim acontecessem. O guindaste estava lá porque eles estavam querendo atualizar a arquitetura da Meca.

5 - Ponte de Kolkata

O viaduto da estrada Vivekananda na Índia, Kolkata, não estava realmente pronto. Mesmo que, em teoria, era para estar finalizado em 2010. Mas o prazo para que ele ficasse pronto foi adiado várias vezes. Até que licitações foram feitas para que o viaduto fosse concluído em 18 meses.

Mesmo assim, até fevereiro de 2016, apenas 60% estava concluído. E a empresa que tinha vencido a licitação, estava sem dinheiro. No dia 30 de março, eles colocaram concreto em cima das partes existentes do viadutos. E no dia seguinte, uma parte da ponte desabou e matou 50 pedestres e feriu vários outros. E mais de 90 sobreviventes foram tirados dos escombros. Cinco executivos da empresa foram acusado de assassinato e presos.

6 - Colapso de condomínio chinês

O caso desse colapso é comum a vários outros prédios, que já caíram. Eram prédios já estruturalmente doentes e que, com sua superlotação, os quatro prédios de seis andares em Wenzhou, na China, desmoronaram. O acidente aconteceu em outubro de 2016 e matou 22 pessoas.

O pior do acidente era que o governo chinês sabia dos perigos, que os prédios tinham já que eles tinham sido construídos, na década de 1970. O governo chinês queria demolir e substituir os prédios. Mas os moradores preferiram assumir os riscos e manter seu aluguel baixo. O governo tentou negociar, mas as demandas dos moradores eram bastante altas.

7 - Ponte de pedestres da Universidade Internacional da Flórida

A ponte, que ligava a universidade ao Unversity Park, caiu no dia 15 de março de 2018. O colapso aconteceu durante um ajuste rotineiro da haste de pós-tensão. Na ponte, não tinha ninguém exatamente por causa da manutenção, mas o tráfego de carros estava liberado. Por isso, essa tragédia fez seis mortos e deixou vários feridos.

Vários foram apontados como responsáveis por essa tragédia. E no final foi determinado que todos os envolvidos no projeto não tinham feito suas respectivas tarefas de forma satisfatória. E várias empresas foram processadas, por negligência imprudente.


Próxima Matéria
Via   Toptenz  
Imagens Youtube
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest