História

7 maiores massacres que poucas pessoas conhecem

0

Apesar da interação humana ser um ponto muito importante, e sermos considerados seres sociáveis, a vida em conjunto já fez com que muitos ataques hediondos e perturbadores acontecessem. Alguns conflitos acabam terminando de forma trágica e trazendo a morte de muitas pessoas que acabam, de uma forma ou de outra, se relacionando com eles. Infelizmente, isso acabou fazendo com que a nossa história ficasse marcada por sangue.

Em algum momento, seja através da ficção ou de relatos verídicos, acabamos nos deparando com histórias horríveis de massacres. Nas quais, uma pessoa ou um grupo delas, é responsável por um grande número de mortes. Algumas delas, como o holocausto, são bastante conhecidas e repercutidas mesmo depois de muitos anos. Ainda assim, esses não são os únicos casos de massacre que preenchem a história da humanidade. Muitos deles acabam não sendo amplamente conhecidos mas, apesar disso, merecem ser lembrados. Esses são alguns deles.

1 – Massacre dos Valdenses

Em 1546, aproximadamente 2.000 soldados foram enviados por Francisco I, na França, para matar os Valdenses da Vila Meridol e mais 20 cidades. O ato foi apoiado pelo Papa Paulo III e a Igreja Católica em geral, já que eles tinham grande conexão com os protestantes, calvinistas e demais heterodoxos. Grade parte deles foram assassinados, enquanto outros acabaram tendo que se submeter a trabalhos forçados.

2 – Família real dissolvida

A imagem que se tem das famílias reais, em geral, é de harmonia, respeito e bons modos. Eles são, em sua maioria, vistos com bons olhos mas, o caso relacionado esta elite de Nepal muda completamente essa visão. Em junho de 2001, durante a noite do dia primeiro, grande parte da família acabou morta depois que o jovem e herdeiro príncipe, Dipendra, executou grande parte de seus membros. Dentre eles o seu pai, Rei Birendra, e sua mãe, além de outros 7 familiares.

3 – O massacre australiano

Esse pode ter sido, sem dúvidas, o maior massacre da Austrália dos últimos tempos. Promovido por Martin Bryant, um homem de 20 anos, o ataque aconteceu na Tasmânia em 1996. O grande ponto turístico do país foi alvo do massacre que tirou a vida de 35 pessoas presentes no local.

4 – Ataque escolar

Muitos massacres envolvendo alunos e ex-alunos em escolas acabam repercutindo várias partes do mundo, inclusive nosso país. Casos tristes como esses trazem a morte de muitos estudantes jovens e chocam as pessoas da região. A Alemanha foi palco de um caso como esse, feito por um garoto de 19 anos chamado Robert Steinhauser. Ele foi responsável pela morte de 17 pessoas em uma escola de Erfurt em 2002.

5 – Extremista noruegues

No dia 22 de julho de 2011, Anders Behring Breivik, explodiu uma bomba próximo a sede do governo, em Oslo. Depois disso ele ainda teria atirado em pessoas que estavam em um encontro de jovens trabalhistas na ilha de Utoya, próxima a capital norueguesa. Ele foi responsável pela morte de 77 pessoas em seus ataques e foi condenado a 21 anos de prisão pelo feito.

6 – Massacre de Fort Hood

O ex-psiquiatra militar palestino, Nidal Hasan, foi considerado culpado pela morte de 13 militares e pela tentativa de homicídio de mais 32. Tudo aconteceu na base de Fort Hood, no Texas, no dia 5 de novembro de 2009. Outras pessoas acabaram se ferindo durante o ataque, apesar de não terem ido a óbito. Ao final do ataque, depois de também ser ferido, Nidal acabou sendo dominado.

7 – Sul-coreano em ataque escolar

Mais uma vez as escolas acabaram sendo palco de um enorme massacre. Desta vez o seu autor foi o sul-coreano Cho Seung-Hui. Tudo aconteceu na Universidade de Virginia Tech, na Virgínia, e acabou com a morte de 32 pessoas. O aluno, que cursava o ultimo ano de letras, apresentava seu comportamento instável através de suas redações. O perturbador ataque foi considerado o pior ataque a mão armada em uma escola dos Estados Unidos.

Como você pode ver, os massacres fizeram, e ainda fazem, parte da história da humanidade. Alguns relatos, como o do primeiro tópico, deixam evidente que essas histórias já acontecem a muito tempo, enquanto as demais nos alertam sobre como muitos deles ainda compõem nosso cenário. O que acharam de tudo isso?

Esses são os países europeus onde podemos estudar de graça

Artigo anterior

Arqueólogos descobriram uma possível prova da existência de profeta bíblico, será?

Próximo artigo