Você já parou para pensar quais são os momentos mais icônicos da história da música? Em 25 de março de 1983, Michael Jackson cantou sua nova música, Billie Jean. Em seguida, ele deslizou pelos palcos e realizou seu lendário moonwalk para o deleite do público que estava assistindo. Em apenas dois meses, o passo já havia se tornado a marca do Rei do Pop e entrado para a história.

O que seria da indústria musical sem as influências de artistas ousados ao longo da história? Para muitos de nós, não é possível imaginar um mundo sem as criações de David Bowie, Prince, Michael Jackson, Tina Turner ou Elvis Presley. Pensando nisso, separamos os 7 momentos mais icônicos da história da música e que valem a pena serem lembrados novamente.

1 - O dia que Freddie Mercury roubou o show do Queen

Se você é fã da banda ou assistiu ao filme Bohemian Rhapsody, de 2018, provavelmente, sabe do que estamos falando. Em 1985, artistas se reuniram em apresentações que tinham como objetivo combater a fome na África. Assim, mesmo com a apresentação de artistas como David Bowie, Madonna, Sting, Phil Collins e Santana a apresentação mais memorável foi da banda Queen. Em 20 minutos, a banda tocou os sucessos "Bohemian Rhapsody", "We Will Rock You" e "We Are The Champions", deixando todos estasiados em uma apresentação única.

2 - ABBA fez história na Suécia

Publicidade
continue a leitura

Em 1974, o grupo ABBA venceu o Eurovision Song Contest. Com isso, o grupo se tornou a primeira equipe sueca a vencer a competição. Com isso, pode-se dizer que esse o momento mais importante da banda. Isso porque, entre 1974 e 1983, o grupo liderou todas as paradas com as músicas "Waterloo", "Dancing Queen" e "Mamma Mia".

3 - Elvis Presley mudou tudo que conhecíamos

Para o compositor Leonard Bernstein, Elvis Presley foi a "maior força cultura do século XX". E claro, isso não é a toa. Em sua carreira, o cantor atraiu multidões e hipnotizou o público. Com isso, um de seus momentos mais icônicos se deu em 1968, quando Elvis voltou aos palcos após ter servido ao exército e não aparecer na televisão.

4 - Aretha Franklin é coroada a Rainha do Soul

Publicidade
continue a leitura

Tendo vendido mais de 75 milhões de discos e recebendo 18 Grammy Awards, Aretha Franklin se consagrou como uma das maiores artistas de todos os tempos. No entanto, para ela, um de seus momentos mais especiais se deu em 1964, quando ela foi coroada a Rainha do Soul. Assim, na época, o promotor de eventos Pervis Spann fez questão de colocar uma coroa na cabeça da cantora. "As únicas rainhas que eu conhecia eram Dinah Washington e Elizabeth I e II. Ser considerada digna do mesmo título de Dinah, era uma honra da mais alta ordem. Era a última coisa que eu esperava quando ele saiu com aquela coroa e realmente a colocou na minha cabeça", escreveu Aretha em sua biografia.

5 - Os primeiros passos da carreira de Prince

Em 1981, Prince ainda não era tão conhecido como é hoje. Por isso, ele ainda estava abrindo shows para artistas maiores. Com isso, ele estava programado para vir antes do Rolling Stones. No entanto, sua apresentação foi um tanto quanto polêmica, tudo porque Prine entrou usando botas, um sobretudo aberto e apenas uma cueca. Depois de 15 minutos, Prince foi vaiado e deixou o palco em lágrimas. Porém, ele não deixou essa experiência o abalar e se tornou um dos maiores artistas da história.

6 - Jimmy Hendrix mostra toda sua habilidade musical

Publicidade
continue a leitura

Depois de fazer sucesso nas televisões e rádios britânicas com as músicas "Hey Joe" e "Purple Haze", Jimmy Hendrix fez uma apresentação que entraria para a história. Isso porque, ainda que gravada em Londres, um show de 1967 o apresentou para o mundo todo. Até hoje, esse é um dos registros mais claros da habilidade do músico.

7 - Barbra Streisand em 'Nasce Uma Estrela'

Com mais de 150 milhões de discos vendidos em todo o mundo, Barbra Streisand é uma das artistas mais vendidas de todos os tempos. Mas, além disso, Barbra também atua como atriz e cineasta. Dessa forma, em 1977, Barbra recebeu o Oscar de Melhor Canção pelo filme "Nasce Uma Estrela" e, para receber a premiação, ela escolheu um traje bastante polêmico. Mas, não foi sua intenção. "Eu não tinha ideia de que quando as luzes atingissem a roupa, ela ficaria transparente!", afirma Barbra, na época. De toda maneira, ainda que sua roupa tenha ganhado destaque, sua apresentação foi o que realmente entrou para a história.

Publicado em: 25/10/20 16h32