• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 mortes mais dolorosas da história

POR Mateus Graff    EM Terror & Sobrenatural      13/08/18 às 16h59

Você já deve ter escutado por aí que a única certeza que temos nessa vida é que um dia morreremos. O problema é como isso vai acontecer. Bom, muitos desejam morrer de uma forma tranquila e sem sofrimento, mas vocês sabem bem que nem sempre é isso que acontece. Separamos para os nossos leitores algumas formas dolorosas que algumas pessoas infelizmente morreram.

São crimes ou mesmo acidentes, mas que em todos os casos nos dão uma pequena agonia só de imaginar. Caso você tenha problemas em escutar história de pessoas que sofreram muito, talvez seja melhor nem acabar de ler a nossa matéria. Então, caros leitores da Fatos Desconhecidos, confiram agora a nossa matéria com as 7 mortes mais dolorosas da história:

1 - Hiroshi Ouchi

Em 1999, o japonês Hiroshi Ouchi foi atingido por uma dose de radiação mortal enquanto trabalhava com material radioativo em uma usina. Depois de ser contaminado pelo material, sua pele começou a se soltar, como se estivesse derretendo. Os relatos contam que ele agonizou por mais ou menos uma semana. Em um certo momento, não aguentando mais a dor, Hiroshi Ouchi disse as seguintes palavras: "Eu não aguento mais. … Eu não sou um rato de laboratório".

Os médicos ficaram chocados com o que ouviram, mas infelizmente não havia cura para Hiroshi. Seu coração chegou a parar de bater três vezes, mas os médicos fizeram questão de ressuscitá-lo. Ele teve o corpo destruído de dentro para fora, de uma forma bem lenta e dolorosa. Vocês podem encontrar fotos de Hiroshi na internet, mas já deixamos avisado que as imagens são muito, mas muito fortes.

2. Junko Furuta

Junko Furuta era uma adolescente japonesa de 17 anos que foi sequestrada por um grupo de jovens. Eles a mantiveram em cativeiro na casa de propriedade de um dos pais deles. Esse foi o começo de seus 44 dias de tortura que levaram à sua morte. Eles a alimentavam apenas com baratas e ela bebia apenas sua própria urina. Objetos estranhos foram inseridos em sua vagina e ânus, incluindo uma lâmpada acesa, garrafas quebradas, cigarros e até fogos de artifício.

Houve estupro e sodomia. Estima-se que ela tenha passado por aproximadamente 500 estupros. Ela sofreu espancamentos físicos constantes, incluindo golpes com tacos de golfe. Perdeu o controle do intestino após halteres serem lançados sobre seu estômago enquanto ela estava deitada no chão, com as mãos e pés atados. Ela foi pendurada no teto e usada como um saco de pancadas.

Em seu último dia, ela implorou para que eles simplesmente a matassem. Eles a desafiaram para um jogo de Mahjong Solitaire e disseram a ela se ela vencesse, eles a deixariam ir. Ela ganhou, mas em vez de soltá-la, bateram nela com halteres de ferro e queimaram as pernas, braços, rosto e estômago. Ela entrou em choque e morreu no dia seguinte. Seu cadáver foi encontrado enfiado em um barril cheio de concreto.

3 - Grigori Rasputin

Talvez esse cara tenha sido a inspiração para o filme "Duro de Matar". Bom, depois de ser envenenado e sobreviver, Grigori Rasputin resolveu ir atrás dos caras que tentaram matá-lo. Então, ele foi esfaqueado, mas ainda continuou perseguindo os assassinos. Os criminosos atiraram nele, achando que finalmente tinham matado Grigori Rasputin. Mas seus olhos abriram e quando eles menos esperavam, Grigori começou a estrangular um dos criminosos. Eles atiraram de novo, fazendo com que Grigori começasse a rastejar.

Pensando em acabar com ele de vez, os assassinos o amarraram, colocaram em um saco e jogaram no rio. Neva. Ele morreu não pelos ferimentos e nem por afogamento, mas sim por hipotermia. Existe um relato de que, após o seu corpo ter sido recuperado, foi encontrada água nos pulmões, dando apoio à ideia de que ele ainda estava vivo quando jogado no rio, parcialmente congelado.

4 - David Allen Kirwan

No dia 20 de julho de 1981, David Allen Kirwan estava dirigindo pela área do Parque Nacional de Yellowstone com seu amigo Ronald Ratliff e o seu cão, Moosie. Eles estacionaram o carro para darem uma olhada nas fontes termais e Moosie acabou saindo do carro e correndo em direção a Celestine (fonte termal cuja temperatura da água chega a 200°). Ele saltou na fonte, onde começou a latir em agonia. Kirwan não pensou duas vezes antes de entrar na água para salvar o cão.

Ele pulou, nadou até o cachorro e tentou levá-lo para a borda da fonte. Depois, ele desistiu do cachorro e tentou sair para fora da água quente. Ratliff ajudou a puxar Kirwan para fora da água (resultando em queimaduras de segundo grau nos pés).

Kirman estava muito mal. Ele ficou cego e quando um dos turistas do parque tentou remover um de seus sapatos, sua pele saiu junto. Ele sofreu queimaduras de terceiro grau em 100% do seu corpo, incluindo na cabeça e morreu na manhã seguinte em um hospital de Salt Lake City.

5 - Deborah Gail Stone

Em 8 de julho de 1974, exatanente 9 dias após a abertura da atração America Sings na Disney, a atriz de 18 anos Deborah Gail Stone morreu esmagada entre duas paredes do cenário. Um canal estreito entre uma parede estacionária e uma parede giratória estava aberto e Deborah teve a infelicidade de atravessar esse espaço enquanto a parede giratória começava a se mover.

Um dos membros da plateia escutou os gritos de Deborah e avisou os funcionários do parque, mas a maioria das pessoas escutou os gritos e pensou que tudo fazia parte do show. Deborah infelizmente morreu no local.

6 - Balthasar Gerards

Ele foi executado pelo assassinato de Guilherme I, Príncipe de Orange. A tortura começou com uma longa sessão de chicoteamento, depois suas feridas foram untadas com mel e lambidas por uma cabra. Ele foi forçado a dormir com as mãos e pés atados juntos e aguentar um peso de 140 quilos amarrado nos dedões dos pés durante meia hora.

Ele calçou sapatos pequenos de pele de cachorro que, quando colocado em frente ao fogo, o calor fazia com que os sapatos encolhessem e assim esmagassem os pés de Gerards. O restante da pele queimada foi arrancada. Ele teve as axilas marcadas por ferro quente e foi obrigado a vestir uma camisa embebida de álcool. Ah, também derramaram gordura quente sobre seu corpo.

Acha que ele sofreu demais? Eles também colocaram pregos entre a carne e as unhas das mãos e dos pés. Os magistrados, por fim, decretaram que sua mão direita deveria ser queimada com ferro em brasa e sua carne arrancada de seus ossos com pinças em lugares diferentes. Por fim, ele seria esquartejado e estripado vivo. Talvez essa tenha sido a morte mais dolorosa e lenta dessa lista.

7 - György Dózsa

Para zombar da sua ambição em ser rei, György Dózsa foi capturado e condenado a sentar-se em um trono de ferro fumegante e aquecido, com uma coroa de ferro aquecida na cabeça e um cetro quente na mão.

Enquanto ele sofria, cerca de nove rebeldes que estavam sem comer há dias foram levados até o tal trono de ferro aquecido. O irmão mais novo de Dózsa foi cortado em três na frente dele e, sem seguida, a pele de Dózsa foi queimada com alicates quentes em brasa e sua pele foi puxada. Os carrascos mandaram então os rebeldes famintos comerem as partes de Dózsa que estavam em carne viva.

Os rebeldes que se recusaram a obedecer as ordens foram cortados, assim como o irmão de Dózsa. No final, Dózsa morreu no trono de ferro e os rebeldes que obedeceram as ordens foram libertados.

E você, já conhecia todas essas terríveis maneiras que pessoas vieram a morrer? Comente!

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+