• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 mortes que aconteceram dentro da Casa Branca

POR Isabela Ferreira    EM Curiosidades      20/02/18 às 15h16

Quem é que nunca ouviu falar da Casa Branca? Localizada em Washington, nos Estados Unidos, é a residência oficial e também o principal local de trabalho de cada presidente norte americano que assume o poder. Foi construída entre os anos de 1792 e 1800, inspirada no estilo georgiano, que dá aquele ar sofisticado, mas que também nos remete à arquitetura clássica. Embora seja um dos edifícios mais conhecidos do mundo, ainda carrega diversos segredos.

Existem muitas lendas que envolvem o local e talvez isso se deva ao fato da quantidade de pessoas que já morreram por lá. Acredite, não foram poucas. Vão desde filhos, até esposas e os próprios presidentes. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo algumas mortes que aconteceram dentro da Casa Branca. Confere aí!

1 - Rebecca Van Buren

Martin Van Buren, o oitavo presidente dos Estados Unidos, perdeu sua esposa Hannah dezoito anos antes de assumir sua posse. O fato fez com que ele não se sentisse tão completo quanto antes e nunca mais voltou a se casar. No entanto, anos depois a nora de Van Buren, chamada Angelica e esposa de seu filho Abraham, começou a desempenhar as atividades de uma primeira dama. Logo ela ganhou a confiança do povo e seu relacionamento com o filho do presidente servia de inspiração para todos.

Não demorou muito até que o jovem casal se instalasse na Casa Branca junto ao presidente. O ápice de alegria se deu principalmente quando a jovem anunciou sua gravidez, mas isso acabou durando pouco. Assim que Rebecca nasceu, no ano de 1840, sofreu com uma grave doença e nunca conseguiu se recuperar. Foram seis meses de luta para que a bebê sobrevivesse, mas nada resolveu o problema. Ela foi a primeira a morrer no local, matando também a felicidade do presidente Martin Van Buren.

2 - Madge Wallace

Segundo relatos, Madge era aquele tipo estereotipado de sogra, que faz o inferno da vida do genro, no caso, do 33º presidente dos Estados Unidos: Harry S. Truman. Apesar de ter se tornado presidente, ele nunca conseguiu agradar a sogra que ainda o julgava uma péssima escolha da filha, Bess. Estima-se que Madge tenha assumido tal comportamento depois que o marido cometeu suicídio, o que foi um caso de vergonha e amargura para toda a família.

No entanto, a mulher era uma declarada antissemita e constantemente criticava a postura positiva de Truman em relação a Israel. Como se não bastasse, ainda apoiava os opositores de seu governo. Em certo momento, ela adoeceu gravemente, fazendo com que a filha Bess ficasse responsável por seus cuidados. Entretanto, ela não resistiu e morreu ali mesmo, na Casa Branca. Truman ainda afirmou: "Ela era uma grande dama. Quando ouço essas piadas de sogra, não sorrio".

3 - Ellen Wilson

Ellen Wilson foi esposa do 28º presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson. Durante o tempo que esteva na Casa Branca, adorava promover recitais, musicais e peças teatrais no local. Sem dúvida, uma grande fã das artes, mas que também se preocupava muito com a família. Em segredo, ela sofria da chamada "doença de Bright" e sabia que já estava em seus últimos dias, mas não comentou nada com o marido.

No dia 23 de julho de 1914, o médico Cary Grayson se instalou na Casa Branca para avaliar o estado de saúde da mulher... E apenas para que você tenha noção, o presidente recebeu a notícia do estado grave de sua esposa apenas 48 horas antes da morte dela. Dessa forma, Ellen se tornou a terceira esposa presidencial a morrer na casa.

4 - Frederick Dent

Antes de assumir a presidência dos Estados Unidos como o 18º presidente, Ulysses S. Grant sofreu bastante nas mãos do pai de sua esposa Julia, Frederick Dent. Ulysses passava por grandes dificuldades financeiras e tinha um acordo com Dent, para que pudesse conduzir plantações agrícolas e dali tirar seu sustento e o de sua esposa. No entanto, Dent sempre o julgava como incapaz e incompetente.

A situação não mudou nem mesmo quando Grant tomou posse. Os três ainda viviam juntos na Casa Branca e eram obrigados a conviver com a frieza de Dent. No dia 15 de dezembro de 1873, Grant decidiu levar Julia e o filho para jantarem fora. Quando retornaram, veio a surpresa... Um médico havia sido chamado para examinar Dent, mas quando chegou na casa já o encontrou em um "sono profundo". Embora tenha sido trágico, o presidente ainda afirmou que foi um fardo a menos em seus ombros, pois sempre tentava agradar um homem que era extremamente difícil.

5 - Caroline Harrison

Ela foi a esposa do 23º presidente dos Estados Unidos, Benjamin Harrison. Podemos dizer que ela teve um papel fundamental na remodelação da Casa Branca, solicitando a inclusão de eletricidade no local e usando suas habilidades em pintura para decorar alguns ambientes, que por sinal, ainda permanecem da mesma forma atualmente.

No entanto, todo seu entusiasmo pela redecoração da casa cessou de forma repentina, quando adoeceu gravemente. Ela sofria com infecções bronquiais e precisou ficar um bom tempo confinada em sua cama. Seu estado de saúde apenas se agravava, até que foi oficialmente diagnosticada com tuberculose e pouquíssimas chances de recuperação. Embora tenha passado por diversas tentativas para se curar, incluindo cirurgias, sua intensa luta teve fim no dia 25 de outubro de 1892, às 1h40 da manhã... Quando faleceu, ao lado do marido.

6 - Zachary Taylor

Durante longos quatro dias, o 12º presidente dos Estados Unidos, Zachary Taylor, agonizou em seu leito. Dentre tantos sintomas que sentia, os principais eram severas cãibras, náuseas, diarreia e desidratação. Passado esse tempo, o presidente apenas sucumbiu à sua doença, falecendo no dia 9 de julho de 1850, na Casa Branca... Apenas 16 meses após tomar posse.

A causa da morte não ficou muito clara na época,. Historiadores relatam que  o motivo foi cólera, enquanto outros rebatiam, afirmando que na verdade, ele havia sido envenenado. Mais de 140 anos após a morte, foi autorizada a exumação do corpo para confirmar o real motivo. No entanto, as análises não conseguiram encontrar nenhum tipo de substância tóxica nos ossos ou pelos ainda restantes, reforçando a ideia de que foi apenas a cólera.

7 - William Henry Harrison

O 9º presidente dos Estados Unidos foi obrigado a permanecer acamado durante longos dias. As suspeitas eram de que ele estava com pneumonia, de acordo com o diagnóstico de seu médico Thomas Miller. Entretanto, mais tarde a real causa da morte foi questionada e o mais provável é que ele tenha sofrido com febre entérica, também conhecida como febre tifoide, que poderia ter sido contraída por agentes patogênicos presentes no abastecimento de água da Casa Branca.

A alguns quarteirões dali, havia um depósito repleto de excrementos humanos, que poderia ter se tornado um viveiro de bactérias mortais. De alguma forma, a água da Casa Branca poderia ter sido contaminada, explicando os sintomas que Harrison apresentava.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+