• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 pequenas coisas que você pode fazer para manter as abelhas vivas

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      03/04/19 às 18h40

Que as abelhas são importantes para a natureza e sua biodiversidade, todo mundo sabe, mas você já parou para pensar no que aconteceria se as abelhas fossem extintas? E se abelhas não fossem mais vivas?

A preocupação deve ir além do mel. Se as abelhas deixassem de existir, a humanidade correria sérios riscos. Albert Einstein certa vez disse: "Quando as abelhas desaparecerem da face da Terra, o homem terá apenas quatro anos de vida". Não há como saber se essa previsão está correta, porém, as consequências não seriam nada boas. "Mais de 20.000 espécies de abelhas em todo o mundo são o grupo mais importante de polinizadores para agricultura e plantas silvestres", disse um representante da The Honeybee Conservancy.

Mesmo com toda essa importância, a preocupação com as abelhas tem aumentado. Principalmente com relação ao seu número e o que isso pode significar. "As populações estão em declínio devido a uma variedade de fatores, incluindo o desenvolvimento humano, pesticidas, doenças e um clima em mudança", explicou o representante.

Por essa razão, várias pessoas e organizações estão se juntando para conscientizar as pessoas sobre a importância das abelhas para a nossa existência. E pensando nisso, mostramos aqui algumas formas que podem manter as abelhas vivas.

1 - Habitat

Uma das maiores ameaças é a destruição ou diminuição do habitat natural delas. Para ajudar com isso, as pessoas podem construir espaços urbanos que ajudem. Como por exemplo jardins, áreas verdes e corredores com plantas e flores ricas em néctar. E os espaços podem ser pequenos, como na esquina de uma rua.

2 - Pesticidas

Pesticidas sintéticos, fertilizantes e herbicidas são um perigo para as abelhas. Se você quiser tratar o seu jardim, é recomendável escolher opções orgânicas para fazê-lo. Além de pulverizar à noite, porque aí agentes polinizadores como as abelhas são menos ativos nessa hora.

3 - Banho para abelha

Assim como as pessoas criam lugares para passarinhos irem tomar água e tomar um banho, é possível fazer o mesmo também para as abelhas. Basta encher um prato raso com água limpa e colocar dentro algumas pedras para que elas consigam sair dali. Esse lugar será ótimo para as abelhas descansarem ou fazerem uma pausa durante a sua polinização.

4 - Casa

É de conhecimento geral que as abelhas vivem em colmeias, mas apenas algumas fazem isso. A maioria é solitária e 70% vive no subsolo, sendo que 30% delas habita buracos nas árvores. Assim, construir casas para que elas possam ficar, ajuda a polinização como um todo.

5 - Árvores

Pode ser que a maioria das pessoas ache que as abelhas vão somente nas flores. Mas a verdade é que elas amam também as árvores. E além de uma fonte de alimento, elas servem também como habitat."As folhas das árvores e a resina proporcionam material de nidificação para as abelhas, enquanto suas cavidades de madeira naturais são excelentes abrigos", explica o site da The Conservancy da Honeybee. E podemos ajudar as abelhas plantando mais árvores e cuidando das já existentes.

6 - Apicultor

Uma boa alternativa para ajudar as abelhas é apoiar o seu apicultor local. Eles se esforçam bastante para cuidar das abelhas e mantê-las nutridas e saudáveis. E comprando seus produtos, você está os encorajando a continuar o trabalho que fazem bem não só para eles mesmos, mas para todos.

7 - Colmeia patrocinada

E se na sua região não tiver um apicultor local, é legal também patrocinar iniciativas que construam colmeias. A Honeybee Conservancy mesmo tem iniciativas para instalar colmeias por todos os Estados Unidos. "Ao patrocinar uma colmeia, você não está apenas ajudando a salvar as abelhas, mas a melhorar as comunidades em todo o país", explica.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+