• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 pessoas que realmente viviam com cadáveres humanos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      10/12/18 às 16h27

Muitas pessoas não gostam de se aproximar ou terem que lidar com um cadáver, afinal, a morte de alguém não costuma ser algo agradável a ninguém. Muito menos cogitar a ideia de passar algum tempo ao lado do corpo morto de alguém que amamos. Alguns profissionais, como os médicos-legistas, são treinados para poderem lidar com as emoções de enfrentar a morte de modo mais natural, mas isso ainda não torna a tarefa mais fácil.

Enquanto algumas pessoas se aproximam de um cadáver por fins profissionais, parece haver algumas pessoas que não se incomodam se estão assistindo algum programa na TV sentadas ao lado de um corpo que já não abriga mais o calor humano. Pensando nisso, hoje, trouxemos para vocês algumas pessoas que já teriam convivido com cadáveres humanos. Confira!

1 - Robert Calvin Mark

Um cidadão do estado do Tennessee, nos Estados Unidos, recentemente foi preso por manter um cadáver em sua casa. A polícia recebeu uma denúncia anônima e foi até a casa de Robert Calvin Mark, de 64 anos, para investigações. Uma vez na casa, os agentes encontraram o corpo de Dorris Ann Braithwaite, de 72 anos. O homem foi preso no local e a perícia constatou que Braithwaite havia morrido há algumas semanas, ou meses, devido ao estado de decomposição do corpo.

2 - Robert James Kuefler

O estadunidense Robert James Kuefler foi bastante colaborativo com a polícia sobre viver com um cadáver. Na verdade, Kuefler estava vivendo com dois cadáveres. Sendo um, o corpo de sua mãe, que morreu em agosto de 2015, e o outro, o corpo de seu irmão, que teria morrido alguns meses antes. Kuefler manteve os corpos em sua residência até serem descobertos em 2016.

Segundo o médico-legista que analisou os corpos, as mortes foram de causas naturais, embora ele não tenha conseguido identificar a razão exata devido ao estado dos corpos. A probabilidade de assassinato então foi descartada.

3 - Doris Kirby

Doris Kirby, cidadã do estado do Alabama, nos EUA, sofria da doença de Alzheimer, bem como seu marido que sofria com alguns outros problemas de saúde. O marido de Kirby cuidava da senhora e dos dois cachorros do casal. Tragicamente, o homem morreu em 2014, e Doris acabou convivendo com seu cadáver por muitos meses, até que a polícia foi até sua residencia, o identificando ao olhar pela janela. Além do marido de Kirby, a policia encontrou os animais mortos devido a fome.

4 - O homem de Rhode Island

Os bombeiros do estado de Rhode Island, nos EUA, receberam uma ligação de um senhor de 71 anos que estava sofrendo de um caso avançado da doença de Alzheimer e demência. Ao chegarem em sua residência, os bombeiros tiveram uma ingrata surpresa ao descobrirem o corpo de sua esposa no porão da casa. Sua esposa havia falecido e o homem sequer sabia. O cachorro do casal também foi encontrado morto. Não haviam sinais de crime e a polícia constatou que ambos morreram de causas naturais.

5 - David Hall

Em janeiro de 2018, David Hall, de 49 anos, foi preso por estar vivendo com o corpo de sua falecida namorada, Kandance Simmons, de 56 anos, por cerca de um mês. A polícia não encontrou sinais de violência ou abuso, e eles sabiam que Simmons possuía um histórico de problemas de saúde. Ao chegarem na casa de Hall, o corpo de Simmons foi encontrado sobre a cama do casal e o homem foi preso, por esconder uma morte.

6 - Alfred Guerrero

Em 2015, em Ontário, no estado da Califórnia, EUA, a polícia recebeu uma denúncia sobre um forte odor que estava vindo de um quarto de hotel da cidade. Quando foi ao local, a polícia bateu na porta e um homem, Alfred Guerrero, que morava no local, há cerca de dois anos abriu a porta e a ele foi questionado sobre o cheiro. Guerrero se recusou a responder as perguntas.

A polícia então invadiu o quarto e encontrou um corpo morto coberto de moscas. Detetives e legistas foram acionados e o homem foi preso. O cadáver já se encontrava em estado de decomposição e foi estimado que sua morte havia acontecido há vários dias, mesmo que não tenha sido possível constatar a causa exata.

7 - Michael Eugene Sticken

Em maio de 2015, a polícia do estado da Flórida foi acionada para ir até um endereço onde estava localizada a casa de Joyce Willis, de 81 anos. A idosa morava com seu filho, Michael Eugene Sticken. Um odor muito forte foi prontamente percebido pelas autoridades ao chegarem no local. Ao entrarem na residência, encontraram o corpo morto de Willis sobre o sofá.

Uma autopsia realizada posteriormente descobriu que a mulher estava morta entre há no mínimo 1 mês. Sticken pode ter mantido o corpo morto de sua mãe para conseguir manter benefícios da Previdência Social. O homem foi então preso.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+