icone menu logo logo-fatosnerd.png


7 razões pelas quais Star Wars: Os Últimos Jedi é o melhor filme do ano

POR Gabi Noronha EM Fatos Nerd 15/12/17 às 14h09

capa do post 7 razões pelas quais Star Wars: Os Últimos Jedi é o melhor filme do ano

Para os fãs de cultura pop o mês de dezembro significa mais do que Natal. O período no calendário normalmente vem acompanhado de algum mega lançamento cinematográfico no ano. Um costume que, talvez seja seguro dizer, começou ali em 2001 com Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel. Desde então, franquias tendem a revezar o perído e, desde 2015 dezembro tem sido o mês de Star Wars! A saga criada por George Lucas foi ressuscitada por Kathleen Kennedy, Lawrence Kasdan, Michael Arndt e J.J Abrams.

O Despertar da Força foi o primeiro filme de uma nova trilogia. Um longa que não apenas daria continuidade ao legado da primeira trilogia como também seria responsável por apresentar o universo de Star Wars para uma nova geração. O plano foi melhor do que o esperado e a saga da família Skywalker voltou com mais energia do que nunca. Com novos personagens, mais ação e o respeito por seus antecessores, a o filme agradou os antigos fãs e conquistou mais alguns milhares de novos. Sendo assim, este ano Star Wars: Os Últimos Jedi era um dos longas mais aguardados de 2017.

Com uma espiada para trás, podemos dizer que este ano foi ótimo para os admiradores da cultura pop. Tivemos diversos filmes de super heróis e a maioria não decepcionou. Apesar disso, no ano que tivemos Logan, Mulher Maravilha, Thor: Ragnarok, Guardiões da Galáxia Vol. 2, It: A Coisa, Homem Aranha: De Volta ao Lar, Kong: A Ilha da Caveira, Planeta dos Macacos: A Guerra, Liga da Justiça e tantos outros, o filme que mais brilhou teve sua história iniciada há algumas décadas. Não é fácil dar continuidade a uma história desse tamanho e fazer isso funcionar é mais complicado ainda. Por isso, vamos aos méritos da obra.

1 - Não é uma mera reprise de O Império Contra-Ataca

O primeiro longa , embora muito elogiado, foi bastante comparado com o Episódio IV: Uma Nova Esperança. Tanto em sua linguagem técnica quanto em sua narrativa. Assim, algumas pessoas se perguntaram se a nova trilogia seria apenas uma espécie de releitura do original. A grande questão era se Star Wars: Os Últimos Jedi também seria semelhante a Império Contra-Ataca. Mas não há nada o que se preocupar. Rian Johnson e companhia conseguiram explorar a mitologia desse universo se distanciando em partes dos filmes originais. Sua história e direção possuem elementos nunca antes visto nos filmes da saga.

2 - Apresentação de novos personagens

Um dos feitos mais incríveis no filme é como ele consegue apresentar vários personagens novos sem esquecer os outros. A quantidade de pessoas que aparecem ao longo da história é impressionante. Mesmo assim, cada uma delas é aproveitada da melhor forma possível. Todas possuem seus momentos chaves e sua importância dentro na narrativa. Elas são apresentadas e realmente fazem a diferença dentro da história. É necessária muita Força para manejar um feito desses.

3 - Cheio de surpresas

Nos atuais filmes de super heróis a audiência normalmente já sabe o que esperar da história. O que talvez possa surpreender seja uma cena de luta aqui e ali. Porém, o caminho costuma ser o mesmo. Os Últimos Jedi provou que Star Wars amadureceu bastante com o tempo e hoje tem coragem para se arriscar mais. As surpresas aqui não acontecem apenas nas batalhas (que são genais!), mas também na própria história. Tudo o que você espera, acontece de uma forma diferente e isso é muito bom.

4 - Cenas de ação

O filme possui as melhores sequências de ação de toda a franquia. Sem precisar gastar tempo com apresentação dos principais personagens, o longa pôde se concentrar em conceder ao público ótimas coreografias de luta, perseguições emocionantes e algumas explosões surpreendentes.

5 - Deixa espaço para inúmeras teorias

Criar, desenvolver e alimentar teorias é uma das coisas que todo nerd adora fazer. Após o lançamento de O Despertar da Força, os fãs não perderam tempo e já elaboraram diversas delas. Boa parte do que foi comentado por cerca de dois anos na rede tem sua resposta em Os Últimos Jedi. De uma forma inesperada, o filme resolve muito das questões levantadas em seu antecessor. Mesmo assim, ele deixa lacunas suficiente para serem preenchidas com mais ideias absurdas e geniais.

6 - Admiravelmente na medida

Um elemento complicado de ser ajustado na produção de um filme é o tempo. Muitas vezes ou ele é longo demais e se torna cansativo, ou então não tem duração suficiente para explorar alguns detalhes da história. Os Últimos Jedi realiza essa difícil tarefa com um equilíbrio admirável. O filme é um pouco longo, são 2h30min, mesmo assim, o tempo passa rápido e tudo se se encaixa dentro disso. Algumas pessoas insistem que ele poderia ter menos, no entanto, cada cena mostrada ali foi essencial para o desenvolvimento narrativo da obra.

7 - Visualmente esplêndido

Os Últimos Jedi, visualmente, é o filme mais lindo da saga. Os efeitos especiais foram usados com genialidade por Rian Johnson. A captura de performance de Snoke é impressionante, apresentando uma ótima atuação de Andy Serkis. A computação gráfica bem trabalhada destacou o filme e fez diversas cenas que já podem ser consideradas icônicas. Batalhas, veículos, cenários, criaturas, foram cuidadosamente trabalhados para tudo parecer o mais real possível. A fotografia, direção de arte, figurino e cores usadas na produção da obra formaram um conjunto visualmente maravilhoso.

Já assistiu a Star Wars: Os Últimos? O que achou do filme? Concorda com a lista? Compartilhe sua opinião com a gente.


Próxima Matéria
Via   WC     IMDB  
Imagens MB GS ID CNET AFF CNET WPP TC WPM
avatar Gabi Noronha
Gabi Noronha
Assisto, leio, jogo, escrevo! Insta | @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest