Você sabe como são os bastidores da vida de uma garota de programa? Aqui no site da Fatos Desconhecidos nós já exibimos para você os segredos sobre esse estilo de vida.

Ensaiar coreografias, escolher músicas que estão bombando, pensar em apresentações, customizar fantasias, divertir, alegrar e promover o entretenimento do público por meio de um trabalho, é mais ou menos esse o resumo da vida de um stripper.

Mas por trás de um belo e esculpido corpo, uma apresentação sensual e excitante existe um bastidor desse estilo de vida que você não conhece. Conheça alguns segredos de ser stripper que eles não te contam:

1 - Existe futuro nessa profissão sim

Matthew McConaughey teve que estudar, viver e conhecer um pouco da vida de stripper para viver um personagem no filme sobre o tema, "Magic Mike". Em entrevista ao portal UOL, ele conta que a profissão tem futuro para homens. Ele conta que "não sabia nada sobre strippers, homens ou mulheres.

Devo ter ido a um clube de strip-tease umas duas vezes  em toda a minha vida. E nem sabia que homens podiam ter uma carreira tirando a roupa, também. A primeira vez que fui a um clube como o do filme, foi em Nova Orleans, com Channing. Estávamos lá trabalhando em dois filmes diferentes, mas o projeto de “Magic Mike” já estava em andamento e resolvemos começar a pesquisa juntos”.

2 - O ganho de dinheiro

O ator Channing Tatum já foi stripper, em anos anteriores, viveu o protagonista de "Magic Mike" e contou ao portal uol que o ganho financeiro não é muito bacana. Segundo ele, "não é exatamente uma profissão de sonho. Ganha-se menos dinheiro do que se imagina, há um lado decadente e sombrio, muita droga, muito beco sem saída".

3 - O ego de ser stripper

Segundo Channing, "não é tão satisfatório para o ego como se pensa – muito rapidamente você percebe que as mulheres estão ali em primeiro lugar para se divertir. Qualquer outra coisa elas conseguem com ou sem você – você é apenas a distração.”

4 - É fácil de entrar na carreira

Channing contou da facilidade de entrar na carreira de stripper. Ele conta que "tinha 18, 19 anos, e um dos meus melhores amigos me jurou que era a maneira mais rápida de ganhar dinheiro e garotas.

Nós morávamos em Tampa, na Flórida, e tinha um anúncio local chamando "rapazes em boa forma" para um teste numa boate "só para moças". Meu amigo me garantiu que já tinha feito e que era super fácil, grana na certa..."

5 - Quem encara esse trabalho são pessoas com vidas normais também

Por trás da profissão de stripper, existem pessoas com outras profissões ou até mesmo com famílias para sustentar. Channing conta que quando conheceu os colegas de trabalho viu que "os caras eram inteiramente normais.

Quando entramos, um estava conversando com a esposa e os quatro filhos. O outro era um militar de folga e o terceiro era um advogado. Gente boa, todos eles. Estavam conversando conosco no bar e, quando as luzes se acenderam, subiram ao palco. Eles eram os astros e nós não tínhamos noção disso!"

6 - O segredo para fazer um bom trabalho

Os strippers têm suas técnicas e táticas para lidar com o público nas apresentações e fazer um trabalho bacana. Segundo Tatum, "o mais apavorante de tudo é saber que você está praticamente nu e rebolando[...]. Mas depois que você faz uma vez, fica mais fácil. O essencial é não se levar a sério."

7 - O cuidado extremo com o corpo

Ser stripper não é nada fácil. É uma profissão que exige horas de ensaio de coreografias, planejamento de shows, criação de roteiro de apresentações, seleção de músicas para os show, sem contar o investimento alto em alimentação e cuidado com o corpo. Não é nada fácil ser um profissional como esse.

O que você achou dos bastidores da vida de stripper? Mande seu comentário para gente!

Publicado em: 09/02/17 21h48