• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 serial killers que deixaram as autoridades enfurecidas

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      09/08/19 às 17h24

Em toda a história do crime, sempre houve uma espécie de jogo sádico. Neste, os criminosos mais espertos simplesmente não conseguem resistir. O famoso gato e rato, na versão criminoso e policial. Alguns serial killers fazem questão de atiçar as autoridades e mostrar como é inteligente a mente com que eles estão lidando. Alguns mais ousados, chegaram a escrever cartas à polícia, ou deixaram propositalmente pistas na cena do crime. Alguns chegaram até a desenhar mapas, onde os corpos poderiam ser encontrados . Ou fizeram telefonemas assustadores. Isso é só para se ter uma ideia do que eles são capazes para provocar a polícia.

Pelo visto, o verdadeiro mal gosta de expor a sua inteligência e capacidade de enganar as autoridades. Os serial killers, dessa lista, são experts em fazer isso de forma magistral. Se você ficou curioso, confira a seguir, 7 deles que deixaram as autoridades completamente enfurecidas.

1 - Dennis Rader      

                 

Dennis Rader, hoje, está vivendo atrás das grades, em uma prisão de segurança máxima no Kansas, Estados Unidos. Mas até ser capturado, em 2005, o serial killer assassinou 10 pessoas entre 1974 e 1991. Ele deu um trabalhão para as autoridades. O serial killer aterrorizou os bairros da cidade de Wichita, o que fez com que os moradores começassem a usar sistemas de segurança doméstica. Porém, era Rader quem fazia esse serviço. Ele instalou diversos alarmes para a empresa de segurança. Isso, entre 1974 até 1988. Com isso, Rader conseguia monitorar esses sistemas e evitou ser pego por cerca de três décadas. Além de enganar a polícia, ele ainda fazia questão de deixar recados irônicos. Alguns como "Boa sorte para caçar". Além disso, ele descrever com precisão as posições as quais havia deixado os corpos em cada cena de crime.

2 - O assassino do zodíaco

O assassino do zodíaco é um serial killer, que nunca foi identificado. Até hoje, se sabe que ele assassinou cinco pessoas. Os crimes foram cometidos entre dezembro de 1968 e outubro de 1969. Os cinco assassinatos se tornaram um pesadelo para os detetives. Isso porque nunca conseguiram desvendar o crime. O misterioso assassino fazia questão de enviar mensagens codificadas aos jornais, depois de cada crime. Uma dessas mensagens dizia o seguinte: "Este é o zodíaco falando. A propósito, vocês conseguiram decifrar o último enigma que eu lhes enviei? Meu nome é.." e seguia com uma série de letras e símbolos, que nunca foram decifrados. Em outra mensagem, ele dizia "Eu gosto de matar pessoas porque é muito divertido, mais divertido do que matar em caça selvagem na floresta, porque o homem é o animal mais perigoso de todos".

Se não fosse o bastante, o assassino do zodíaco também deu detalhes dos assassinatos à polícia. Coisas que só o verdadeiro assassino poderia saber. Inclusive, o mistério do assassino do zodíaco permanece sem solução.

3 - Jack, o estripador

Jack, o estripador se tornou um dos mais notórios serial killers da história. Mais de um século atrás, o misterioso assassino aterrorizou as ruas de Whitechapel, em Londres. Em 1888, os corpos de cinco mulheres foram encontrados massacrados, com as gargantas cortadas até o abdômen. Logo depois que começaram os assassinatos, o serial killer enviou uma carta à Agência Central de Notícias. Na carta, ele deixava explicito que atacaria novamente e que dessa vez "arrancaria as orelhas da criança". Três dias depois, foi encontrada a próxima vítima sem a orelha, exatamente como a carta descrevia.

Em outra carta, dessa vez enviada ao líder do Comitê de Vigilância de Whitechapel, o assassino contava que "fritou e comeu" metade do rim da vítima anterior. E para provar, ele enviou uma caixa as autoridades com a outra metade do rim da vítima. Apesar de várias investigações, até hoje, o caso de Jack, o Estripador é tido como um dos mais conhecidos casos de assassinatos em série não resolvidos.

4 - O assassino feliz

No início dos anos de 1990, Keith Hunter Jesperson assassinou oito mulheres, em seis estados diferentes dos Estados Unidos. Jesperson era motorista de caminhão interestadual, o que lhe permitia viajar pelo país assassinando mulheres a sangue frio. Mas acontece que ele queria chamar atenção para os seus crimes e começou a insultar as autoridades através da mídia. Além de enviar cartas para o jornal local, nas quais detalhava os seus assassinatos, ele as assinava com um sorriso feliz. Esse sorriso acabou se tornando a sua marca registrada. Ele sempre deixava rostos sorridentes em todas a cenas dos assassinatos. Por esse motivo, ele foi apelidado de "o assassino feliz". Ele foi preso em 1995, quando uma ex-namorada o entregou para a polícia. Preso, ele confessou ter matado oito mulheres. Juntamente com a confissão, vieram as confirmações. Posteriormente, ele disse ainda que a contagem real de vítimas passava de 185.

5 - Ted Bundy

Ted Bundy foi um dos serial killer mais distorcidos da história. Entre 1974 e 1978, ele assassinou mais de 30 mulheres. Da mesma forma, em sete estados diferentes. O mais curioso é como ele conseguiu escapar dos policiais por tanto tempo. Além de continuar sua matança brutal. Embora a sua namorada, Elizabeth Kloepfer, tenha ido à polícia, informar sobre um machado encontrado no carro de Bundy, eles não deram ouvidos à ela. Ann Rule, também o denunciou à polícia. Entretanto, novamente a denúncia foi ignorada. Sem provas, o assassino continuou fazendo vítimas. Quando foi capturado e levado a julgamento, ele foi o seu próprio advogado. Na ocasião, ele interrogou os policiais, mostrando exatamente os seus furos nas investigações. Ele foi condenado e executado em uma prisão estadual da Flórida, em 1989.

6 - Todd Kohlhepp

Todd Kohlhepp matou sete pessoas, na Carolina do Sul, entre 2003 e 2016. Ele foi preso, depois de uma denúncia de uma mulher, que estava desaparecida. Kala Brown foi mantida acorrentada por ele, enquanto presenciava o assassinato do namorado. Depois de preso, o assassino afirmou que havia mais vítimas. Todavia, ele disse que não via motivos para dar números exatos. Da mesma forma, não quis revelar os locais. Eventualmente, ele revelou sobre o assassinato das sete pessoas. Por outro lado, ele disse que ainda tinha mais outros dois. Contudo, estes, ele não ia dar detalhes às autoridades.

7 - Joseph DeAngelo

Joseph DeAngelo ficou conhecido por muitos nomes, como o "Estuprador de East Side", "O assassino do estado dourado", "O assassino do diamante", entre outros. Entre 1974 e 1986, ele assassinou pelo menos 13 pessoas, cometeu 50 estupros e roubou mais de 120 casas. Ele só foi capturado pelas autoridades, décadas depois dos crimes, quando já tinha 72 anos de idade.

O assassino gostava de se exibir e sempre, depois de um ataque, ele fazia telefones assustadores e ameaçadores para a polícia, no qual era possível ouvir a vítima pedindo socorro. Em 1977, o assassino ligou para o gabinete do Xerife do Condado de Sacramento e disse a eles: "Eu sou o Estuprador do East Side e já tenho a minha próxima vítima escolhida e vocês não podem me pegar". Enfim, a notícia da sua prisão, em 2018, foi um alívio para a população e para as autoridades.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+