• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 táticas de guerra bizarras que surpreendentemente funcionaram

POR Diogo Quiareli    EM História      08/04/19 às 16h52

No decorrer da história, diversas guerras aconteceram e marcaram o mundo para sempre. Guerras aconteciam com frequência para definir territórios, poder de todos os tipos e obter bens de outros países. Tivemos as duas maiores guerras, que foram a Primeira e Segunda Guerra Mundial. Ambas ocorreram antes mesmo da metade do século passado. Os eventos, que foram os maiores, deixaram milhões de pessoas mortas no mundo inteiro. Além dessas, houve a Guerra Fria, a Guerra dos Estados Unidos contra o Vietnã e várias outras. De pequenos a grandes confrontos, basicamente todos deixam uma grande quantidade de pessoas mortas ou feridas. Para vencer uma batalha, é preciso usar algumas táticas especiais.

Como as culturas e civilizações lutam entre si há milhares de anos, não é surpresa alguma que os líderes tenham tido bastante tempo para bolar táticas e estratégias únicas. Foi pensando nisso que resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou para você, caro leitor, algumas táticas de guerra bizarras que surpreendentemente funcionaram. Se você souber algum outro artifício que não listamos aqui, manda pra gente nos comentários aí embaixo. Aproveite desde já para compartilhar com seus amigos e, sem mais delongas, confira conosco a seguir e surpreenda-se.

1 - Escudo de gato

A batalha de Pelusium foi o ponto culminante de uma guerra entre o Egito e a Pérsia. O confronto terminou em uma derrota maciça para o Faraó Psamético. Isso aconteceu principalmente porque o líder persa Cambises II utilizou a dedicação do egípcio aos gatos. Ele fez com que os soldados pintassem os animais em seus escudos e marcharam com alguns gatos na linha de frente. Os arqueiros egípcios não quiseram atirar nos soldados por medo de ferir os animais. Isso acabou com uma vitória decisiva.

2 - Ataque de Cobra de Hannibal

Aníbal tornou-se um dos maiores líderes militares do tempo em que viveu. Ele teve uma série de vitórias impressionantes. Uma delas foi na batalha naval com o rei Eumenes II. Sabendo de sua desvantagem, ele primeiro enviou um arauto ao rei para descobrir em qual dos navios ele estava antes de mandar seu ataque. Ele coletou diversas cobras selvagens e colocou em vasos que foram jogados nos navios inimigos. As cobras fizeram com que diversos marinheiros abandonassem os navios, dando a Hannibal a vitória.

3 - Cerco Duplo de César

Quando César estava cercando Alessia durante as Guerras Gálias, primeiro montou-se uma enorme muralha ao redor da força para garantir que ninguém saísse da fortaleza. No entanto, posteriormente, uma força gálica de alívio começou a chegar nas linhas traseiras. Em vez de recuar para não ficar cercado, ele simplesmente construiu outro muro de quatro metros de altura fora de suas forças. A tática funcionou e ele conseguiu manter os inimigos longe e vencer a batalha.

4 - Planos Inferiores da Rússia

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Rússia também desenvolveu suas táticas. O país implantou um esquadrão de aviões antigos contra as tropas alemãs. A Alemanha tinha aviões mais rápidos e potentes, mas eram inúteis, pois não conseguiam voar tão lentos a ponto de se igualar aos aviões russos.

5 - Camelos Flamejantes

Diante de um enorme exército indiano e uma fileira de elefantes de guerra avançando, Timur decidiu enviar seus camelos. A estratégia era arriscada, mas deu certo. Eram colocados nos camelos feno e esse era incendiado, assim espantando os elefantes. Os elefantes acabaram atacando suas próprias forças, permitindo que Timur capturasse Dheli.

6 - Batalha de Fishguard

A Batalha de Fishguard viu as forças do Barão Cawdor, que eram em grande parte compostas de reservistas e milícias. Elas foram superadas em número pelo exército da França. Sem fim à vista e ambas as forças desmoralizando, o líder francês enviou uma mensagem a Cawdor e perguntou se ele negociaria uma rendição condicional e uma retirada. O Barão decidiu fazer um blefe. Ele dizia aos franceses que ele recebia reforços a todo o momento. Isso fez com que as forças francesas perdessem a moral e fugissem.

7 - Navios Alemães

Os U-boats alemães representaram uma grande ameaça durante a Primeira Guerra Mundial. Eles impediam que os navios aliados viajassem longas distâncias sem o risco de serem afundados. Para combater isso, os britânicos disfarçaram seus navios como comerciais ou mercantes. Dessa forma, os submarinos não atacavam. Essa tática de disfarce deu certo e eles conseguiram bons resultados.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Lolwot  
Imagens FD
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+