• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

8 ficções científicas leais à realidade

POR Nelyne Mota    EM Ciência e Tecnologia      17/05/19 às 15h18

Arte capaz de unir pessoas de diversos nichos, realidades, ideologias, condutas e tantas coisas mais. O cinema pode se tornar uma verdadeira paixão para muitos de nós. E ainda que você não ame exatamente essa arte, com certeza, você já se distraiu ou relaxou através dela por algumas vezes na sua vida.

E quando falamos de produções no segmento de ficção científica, você sem dúvidas lembra de algum clássico futurista. Algum que assistia na infância. O que vamos ressaltar aqui, é algumas vezes em que filmes acertaram a fórmula da ficção tão bem que poderiam ser confundidos com a realidade da ciência.

1 - Perdido em Marte (2015)

Além de mostrar as reais dificuldades do que seria sobreviver "perdido" em Marte, o filme chamou atenção pela riqueza de detalhes que envolveria a ciência nesse tipo de possibilidade. Um dos detalhes mais comentados foi o trato que o diretor Hayden Planetarium conseguiu dar ao que diz respeito à gravidade de Marte. A técnica usada para que o personagem, vivido pelo ator Matt Damon, conseguisse desenvolver movimentos bem próximos do que seriam, recebe o nome de estilingue gravitacional. E segundo o Dr. Robert  Zubrin, é uma técnica desenvolvida pelo matemático Michael Minovitch e foi usada para lançar as sondas Pioneer 10, Mariner 10 e Voyager 1 para planetas como Júpiter.

2 - Moon (2009)

Antes de ser lançado no cinema, o diretor Duncan Jones fez uma exibição de seu filme para a NASA, no Space Center Houston. Os então telespectadores ficaram surpresos com a precisão com que o filme mostrava os conhecimentos lunares. Um dos cientistas que assistiram a essa pré-exibição contou que estava trabalhando em uma maneira de usar rochas lunares e sujeira para produzir concreto. Coisa que foi representada no filme e que, segundo o cientista, de forma absurdamente próxima do que seria na realidade.

3 - Primer (2004)

Sob a direção de Shane Carruth, o filme conta a história de dois jovens engenheiros que realizam experiências científicas em uma garagem. E durante o enredo da produção, o detalhe que merece nossa atenção quanto à proximidade do real científico, é a degradação da gravidade na qual os dois personagens principais trabalham. No meio disso, a viagem no tempo é descoberta acidentalmente. E, de acordo com o efeito Meissner, os supercondutores podem ser usados ??para degradar a gravidade. O que significa que as coisas flutuam.

4 - Fonte da Vida (2006)

Contando o drama de Izzi, diagnosticado com um tumor cerebral em estágio terminal, o filme dirigido por Darren Aronofsky traz complexidade e reflexão. O personagem principal acredita que tudo está conectado. Desde as vidas mais simples existentes na Terra, ao Universo como um todo. E é exatamente esse posicionamento que traz o filme para nossa lista. É fato comprovado que todos os elementos que temos na tabela periódica e que dão forma a tudo que existe em nosso mundo, foram forjados nos corações nucleares das estrelas. Logo, esses elementos foram espalhados por todo o universo à medida que a vida das estrelas chega ao fim e elas explodem.

5 - Brilho Eterno da Mente Sem Lembranças (2004)

Produção de uma sensibilidade e atuação de se arrancar suspiros. O filme dirigido por Michel Gondry vai além do "esquecimento das memórias de quem ama". Uma representação clara da perda de memória seletiva ou direcionada de forma voluntária, o modo como isso é tratado mostra precisão e fundamento. E apesar de se tratar de um ato ainda impossível, caso algo nesse sentido seja construído, seguirá exatamente o modo do filme. Em outras palavras, para que procedimentos assim funcionem, uma síntese de proteína no cérebro teria que ser bloqueada enquanto uma memória é acionada. Na medida em que apreendemos e nos lembramos de situações, as conexões cerebrais mudam. Quando uma memória é acessada, novas conexões entre essa memória e o que está acontecendo no momento da coleta são criadas. Assim, seria possível reconstruir e mesmo apagar memórias indesejadas.

6 - Minority Report - A Nova Lei (2002)

O longa mostra a rotina de uma empresa que, através de uma invenção e muita tecnologia, consegue prever crimes antes que eles aconteçam. E embora inventar algum tipo de máquina que proporcione isso ainda esteja bem além de nossas capacidades, outras ciências mostradas na trama do filme são possíveis. Ou já existem. Ao longo da história, o personagem vivido por Tom Cruise e a empresa, da qual ele toma conta, fazem uso de todos os tipos de gadgets com interfaces multi-touch e scanners de retina. Ou seja, o diretor Spielberg, além de ter previsto a invenção dessa tecnologia, previu também como ela seria difundida. Além de também antever o que ela se tornaria com exatidão. Além disso, o filme fez com que empresas de tecnologia começassem a desenvolver outras inovações baseadas no longa.

7 - Interestelar (2014)

Com alguns detalhes não tão bem vistos aos olhos da comunidade científica, a produção acabou perdendo um pouco de reconhecimento quanto aos detalhes que desenvolveu com precisão. Com a ajuda de Kip Thorne PhD., o diretor Nolan usou as equações da relatividade geral de Einstein. E assim, conseguiu representar visualmente os buracos negros e de minhoca. De acordo com o PhD Kip, a imagem foi construída de forma tão metódica que chegou a bater 23 milhões de pixels. Todos inteiramente baseados na solução das equações de Einstein. O estudioso afirma ainda que eles desenvolveram novas maneiras de criar essas simulações.

8 - 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968)

Além de se tratar de uma produção épica e genial de Stanley Kubrick, o clássico retrata o tipo de tecnologia que temos hoje. Ou seja, mais um caso de premonição cinematográfica. O filme merece atenção por sua representação do silêncio do espaço, levando em conta o vácuo e a ausência absoluta de todo e qualquer som ou ruído. Junta-se a isso, o fato de que o diretor consultou especialistas aeroespaciais da época para desenvolver projetos como o navio do filme e os ternos usados pelos astronautas. Ele encarregou o especialista de projetar naves espaciais com precisão até os botões, alavancas e luzes. O resultado final da produção foi um filme que ultrapassou décadas mantendo renome. Além de uma história de respeito na comunidade cinematográfica e científica. Um filme extremamente à frente de seu tempo.




Matérias selecionadas especialmente para você

Nelyne Mota
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+