Então você acha que seu lar é o lugar mais seguro do mundo? Se esse é seu conceito, pode ir mudando de opinião. Isso porque, milhares de intrusos nada limpos estão espalhado na comunidade de sua casa, fazendo presença nos locais menos prováveis possíveis, desde o seu travesseiro até o ar que você respira. Sem contar o que existe em seu celular, mas esse é outra história, que você pode clicar aqui para conhecer.

Confira a lista que preparamos abaixo e entenda melhor sobre esse assunto:

1. ÁCAROS

1

Parece estranho dizer isso, mas mesmo que você só se deite de banho tomado, sua cama é a maior fonte de poluição da casa. Isso porque ela se trata de um ambiente quentinho, úmido e com pedaços de pele ... é, suas peles mortas, eliminadas naturalmente pelo corpo.

Tudo isso é como uma colônia de férias para os ácaros que se proliferam sem regras! Além de ser ruim saber disso, os resultados do acúmulo desses micro-organismos pode ser negativo, causando alergias e doenças respiratórias.

Solução: Arejar o quarto e lavar sua roupa de cama com água quente uma vez por semana.

2. MATERIAL PARTICULADO

2

Outro vilão que não parece grande coisa são os cigarros. A fumaça que eles produzem pode chegar a responder por 85% da degradação do ar nos ambientes fechados. Ela ainda aumenta o risco de problemas respiratórios, como asma e bronquite.

Publicidade
continue a leitura

Solução: Se não conseguir largar de vez esse hábito mortal, tente pelo menos não fumar em lugares em que não haja exaustão da fumaça, especialmente dentro de sua própria casa!

3. BOLOR

3

Esses fungos, como todo mundo já deve ter visto por aí, proliferam em locais que acumulam umidade. Além do teto, o bolor costuma ocorrer em paredes e armários (sem falar dos alimentos vencidos), causando micoses, rinite e asma.

Solução: A melhor forma de conter esse intruso em seu lar é impedindo a umidade de se espalhar pela casa. Conserte vazamentos e use produtos antimofo com regularidade.

4. POLUIÇÃO EXTERNA

4

Não estamos falando somente da poluição que entra pela janela. Os aparelhos de ar condicionado são um convite à proliferação de bactérias, fungos e ácaros, por causa da umidade em seu interior. Quando mal posicionados, então, eles trazem ar poluído para dentro de casa!

Solução: O ideal é estar sempre atento à manutenção desses aparelhos, além de cuidar para que eles sejam instalados a pelo menos 3 metros do nível da rua.

5. COVS

Publicidade
continue a leitura

5

Resinas, colas e tintas contêm substâncias químicas, chamadas de compostos orgânicos voláteis, ou COVs; que se desprendem durante a aplicação e podem intoxicar o organismo, causando dores de cabeça, tontura e fraqueza.

Solução: O ideal é que casa recém-pintadas só sejam ocupadas depois de três semanas.

6. BACTÉRIA

6

As Legionella pneumophila são bactérias, fãs de água quente, que causam um tipo de pneumonia difícil de ser curada. Normalmente, ela se instalam dentro do chuveiro e pode descer junto com a água ou permanecer no vapor do banho.

Solução: Para evitar esse transtorno é preciso limpar, regularmente, o chuveiro com desinfetante, inclusive, sua parte interior.

7. MONÓXIDO DE CARBONO

7

Embora a grande fonte desse gás tóxico sejam os escapamentos dos carros e as chaminés das fábricas, ele também aparece nos processos de combustão de aquecedores. Se estiver concentrado em altas quantidades em ambiente fechado, o monóxido de carbono pode causar enjoos, tonturas, respiração irregular e dores de cabeça.

Publicidade
continue a leitura

Solução: Para evitar problemas com isso, mantenha aquecedores em locais bem ventilados e com a manutenção em dia.

8. COMPOSTOS TÓXICOS

8

Desodorantes, perfumes e cremes e demais cosméticos podem conter um tipo específico de substâncias tóxicas. No caso dos aerossóis, alguns produtos ainda contêm fréon, um tipo de CFC super nocivo à camada de ozônio

Solução: Se quiser se proteger e, ao mesmo tempo, cuidar do meio ambiente, use sprays com o selo "inofensivo para a camada de ozônio".

9. BACTÉRIAS FECAIS

9

Não adianta limpar só a privada. Se você costuma dar descarga com a tampa do vaso levantada, saiba que sua escova de dentes está contaminada. Ao mandar sua "obra-prima" esgoto abaixo, com a tampa aberta, as bactérias do cocô se dispersam no ar e ficam no ambiente por até duas horas! Se sua escova estiver dando bobeira sobre a via, já sabe, né?

Solução: Se não tiver jeito de guardar a escova de dente em um armário fechado, use uma capinha de plástico para proteger as cerdas.

Publicado em: 20/09/14 01h35