icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


A China está em estado de alerta por perigo de nova epidemia misteriosa

POR Arthur Porto EM Curiosidades 08/01/20 às 13h19

capa do post A China está em estado de alerta por perigo de nova epidemia misteriosa

Autoridades de saúde da China estão em alerta. Acredita-se que o país esteja vivendo hoje, o risco de uma nova epidemia. Até o momento, cerca de 59 pessoas foram infectadas por um misterioso vírus. De acordo com as autoridades do país, o vírus é o responsável por ocasionar uma onda de pneumonia.

Segundo informações, divulgadas pela imprensa, todos os casos foram registrados na cidade de Wuhan, na região central do país. Apenas sete dos casos foram considerados críticos. O primeiro caso foi registrado em 12 de dezembro, e o mais recente em 29 de dezembro.

Em comunicado, emitido pelo Comitê Municipal de Saúde de Wuhan, a doença foi classificada como "pneumonia viral inexplicável". Ainda segundo o comunicado, todos os pacientes estão em quarentena.

Além dos pacientes, que estão em quarentena, 163 pessoas, que tiveram contato com esses pacientes, estão em observação. Segundo autoridades de saúde da China, não há "evidências claras de transmissão de humano para humano e nenhuma infecção da equipe médica".

A China, recentemente, descartou alguns vírus já conhecidos, como a gripe aviária e a SARS (síndrome respiratória aguda grave). Como todos sabem, esta última, em 2003, provocou uma epidemia no país. Na época, centenas de pessoas morreram.

Pistas

As vítimas do vírus misterioso têm ligação com um mercado de frutos do mar, que funciona na cidade. Para tentar controlar a situação, o mercado foi interditado. Medidas sanitárias estão sendo tomadas, porém, ainda não se sabe a origem provável da infecção com certeza.

O caso está sendo acompanhado pela Organização Mundial de Saúde, que solicitou, às autoridades da China, mais informações. Dentre os pedidos feitos pela OMS, estão os exames realizados e os diagnósticos considerados.

"Existem muitas causas potenciais de pneumonia viral, muitas das quais são mais comuns que o coronovírus da síndrome respiratória aguda grave", disse um porta-voz da Organização Mundial da Saúde. "A OMS está monitorando de perto este evento e compartilhará mais detalhes como os temos".

Wuhan, cuja população tem 19 milhões de pessoas, é a capital da província de Hubei. Para que o vírus não se espalhe, algumas medidas já foram adotadas na China e em Hong Kong. Ali, viajantes procedentes de Wuhan estão passando por processos de triagem.

Além disso, a Tailândia também informou que está realizando escaneamento térmico, em passageiros que chegam da cidade chinesa.

Aqueles que especularam, nas mídias sociais, sobre uma possível conexão com a SARS, foram detidos. Segundo a polícia de Wuhan, oito pessoas foram punidas por "publicar ou encaminhar informações falsas na internet sem verificação".

Medos provocados por uma epidemia mais antiga

De acordo com Philippa Roxby, da BBC Health, o surto tem despertado memórias naqueles que lidaram com a epidemia de Sars. A epidemia ocorreu há 18 anos. Na época, a OMS criticou a China por subnotificar o número de casos de Sars, em uma província do sul da China.

Entre 2002/2003, o vírus afetou mais de 8.000 pessoas, em 26 países. Estima-se que 349 pessoas morreram na China continental e 299 em Hong Kong. O Sars se espalha rapidamente, caso a doença não seja tratada rápido.

A China demitiu seu ministro da saúde na época, por lidar mal com a crise. Além disso, o país está livre de Sars, desde maio de 2004.


Próxima Matéria
Via   BBC  
Imagens BBC
avatar Arthur Porto
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest