Alicia Vikander comentou sobre a sequência de Tom Raider. Durante uma entrevista ao programa Good Morning America (via EW), ela revelou suas expectativas para a franquia. De acordo com ela, o mais provável é que eles retomem a produção no próximo ano.

Aliás, a Warner Bros. tinha agendado o lançamento para a segunda parte 19 de março de 2021. Contudo, o início das gravações precisou ser adiado devido às circunstâncias.

"O plano era começarmos a produção esse ano, mas claro, devido a situação pandêmica, isso agora é diferente", disse Vikander. Segundo a atriz, apesar disso, nada foi definido ainda. "Nós ainda estamos discutindo a respeito. Então, eu espero que possamos retomar no próximo ano", finalizou.

Dessa vez, o diretor Ben Wheatley (Free Fire) irá substituir o norueguês, Roar Uthaug (A Onda). Apesar de o filme ter tido uma recepção morna tanto pela crítica quanto pelo público, a bilheteria não desagradou o estúdio.

Publicidade
continue a leitura

O reboot cinematográfico de Tomb Raider teve orçamento médio de U$ 94 milhões de dólares, fazendo média global de U$ 274,7 milhões.

Apesar dos comentários de Vikander, depois do adiamento ainda não há datas confirmadas pelo estúdio.

O reboot de Tomb Raider

Publicidade
continue a leitura

Lara Croft tem lugar de honra nos games. Ela circula pelo meio desde 1996, com uma extensa história de aventura. Depois de ficar afasta por um tempo, a heroína ganhou reboot em 2013.

O jogo teve elementos de nostalgia para os antigos fãs da franquia, contudo, conseguiu conquistar novos admirados. Em especial por causa da humanização da personagem.

Lara, dessa vez, foi apresentada como uma jovem explorada muito mais próxima da realidade. Cheia de dúvidas e falhas, porém, com a mesma garra e dedicação da sua versão anterior.

A Crystal Dynamic foi a grande responsável por trazer de volta Tomb Raider, com uma nova história de origem que redefiniu a franquia. Foi tão bom que a adaptação cinematográfica foi baseada no primeiro jogo do reboot.

Publicidade
continue a leitura

A história é ótima e traz uma Lara Croft ainda inexperiente e vulnerável, tendo que aprender a sobreviver a situações extremas e contando apenas consigo mesma para isso.

Nesse game, por exemplo, temos um desenvolvimento de personagem nunca visto antes em jogos da franquia. Lara agora é uma personagem muito mais complexa, ela precisa enfrentar as consequências de suas escolhas. No fim, não apenas vemos, como também sentimos que ela é, acima de tudo, humana.

Imagens: Warner Bros., Crystal Dynamic

Publicado em: 08/10/20 11h27