Curiosidades

Aluno desrespeita professora e tem surpresa ao ver que sua mãe se senta com ele na aula

0

Ao receber informações sobre o comportamento inadequado de seu filho Harley na escola Sittingbourne em Kent, no sudeste da Inglaterra, Becky Crandley, de 30 anos, decidiu agir.

Como mãe de cinco filhos, ela estava determinada a enfrentar o problema e encontrou uma solução única. Ela iria acompanhá-lo durante uma aula de matemática e sentar ao seu lado.

De acordo com Becky, seu filho de 12 anos não é uma criança má. No entanto, seu comportamento desrespeitoso e a indiferença com os professores estavam se tornando um problema.

Via Freepik

Harley não prestava atenção nas aulas, e parecia mais querer se enturmar com os colegas e brincar. Isso era frustrante para sua mãe, já que ele é inteligente, mas estava deixando isso de lado para se encaixar.

Harley não fazia ideia de que sua mãe planejava surpreendê-lo ao participar de sua aula de matemática. Assim, quando Becky entrou pela porta, o menino ficou constrangido, com o rosto vermelho.

Embora seu nome já estivesse escrito no quadro branco por ter interrompido a aula, ele continuou com seu trabalho, e Becky acredita que sua presença tenha causado um impacto duradouro em seu comportamento.

Surpresa

Enquanto estavam juntos na sala de aula, Becky aproveitou a oportunidade para conversar com seu filho sobre sua presença na aula.

Ela explicou a ele que estava lá por causa de seu comportamento desrespeitoso com os professores.

Becky encorajou Harley a fazer seu trabalho e seguir as instruções, e ele seguiu suas orientações.

Para Becky, sua abordagem pouco convencional foi necessária para lidar com o problema. Agora, ela espera que Harley pense duas vezes antes de desrespeitar seus professores novamente.

Após compartilhar sua experiência com outras pessoas, Becky recebeu muitos comentários positivos e mensagens de apoio de outros pais.

Ela enfatiza que suas ações não foram para envergonhar seu filho, mas sim para mostrar aos outros pais que eles também podem tomar medidas e fazer a diferença na vida de seus filhos.

Via Mistérios do Mundo

Motivação para Becky Crandley

Becky deixou claro que sua ação não tinha a intenção de envergonhar seu filho, mas sim de fazer o que é certo e incentivar outros pais a fazerem a diferença na vida de seus filhos.

Ela observou que muitos pais culpam os professores por problemas comportamentais, mas acredita que é importante responsabilizar os alunos por suas próprias ações.

Becky reconheceu que se seu filho não levar a educação a sério agora, isso pode ter um impacto negativo em seu futuro, e ela não estava disposta a permitir isso.

Além disso, Becky Crandley elogiou a escola Sittingbourne por permitir que ela participasse da aula de seu filho. Também sugeriu que a escola considere implementar intervenções semelhantes para outros alunos no futuro.

Importância da educação positiva

A educação parental é uma tarefa desafiadora e, muitas vezes, os pais se sentem perdidos quando se trata de ensinar seus filhos sobre o que é certo e errado.

Em vez de punir as crianças por comportamentos inadequados, é importante que os pais adotem medidas criativas que visem reforçar comportamentos positivos.

O reforço positivo é uma técnica comprovada que incentiva comportamentos positivos e ajuda a eliminar os negativos.

Via Happy Codes

Em vez de focar no que a criança está fazendo de errado, os pais devem se concentrar no que a criança está fazendo de certo e elogiá-la por isso. Elogiar a criança por pequenos comportamentos positivos pode ajudá-la a se sentir valorizada e a continuar a agir de maneira positiva.

Outra abordagem é o uso de medidas criativas para ensinar aos filhos sobre o que é certo e errado. Por exemplo, em vez de punir a criança por ter mentido, os pais podem criar um cenário onde a criança tenha a oportunidade de contar a verdade e ser recompensada por isso.

Essa abordagem incentiva a criança a entender a importância de falar a verdade e reforça o comportamento positivo.

Além disso, os pais também podem ajudar a ensinar sobre o que é certo e errado por meio de histórias e exemplos.

As histórias são uma ótima maneira de ensinar às crianças sobre o que é certo e errado sem fazer com que se sintam julgadas ou envergonhadas. Exemplos da vida real também podem ser úteis para ensinar às crianças como agir em diferentes situações.

Assim, Becky Crandley se saiu bem ao ensinar ao filho sobre respeito em sala de aula frequentando o local com ele.

 

Fonte: Mistérios do Mundo

Imagens: Mistérios do Mundo, Happy Code, Freepik

Polícia avalia coincidências sobre ataque com machado em creche de Blumenau

Artigo anterior

ChatGPT inventa casos de abuso sexual e até cita reportagem fictícia; entenda

Próximo artigo