Se você acompanha os noticiários, recentemente deve ter ouvido falar do coronavírus. A China e vários outros países, como a Itália, estão sob alerta, pois há diversos casos nesses países. Os coronavírus são, na verdade, um grupo de vírus de genoma de RNA simples de sentido positivo. São conhecidos desde meados dos anos 1960. A maior parte das pessoas se infecta com os coronavírus comuns no decorrer da vida. Eles são uma causa comum de infecções respiratórias brancas e moderadas, porém, de curta duração. Devido aos relatos sobre a situação da China, o mundo todo voltou seus olhos para o país asiático.

Na quarta-feira (26), o governo confirmou o primeiro caso do coronavírus no Brasil. Os brasileiros que temiam a chegada da doença no país, tiveram um forte choque ao saber da notícia. Nesta quinta-feira (27), o Ministério da Saúde fez um comunicado ainda mais preocupante. Foi divulgado que há 132 suspeitos de coronavírus no Brasil. Além disso, ainda há outras 213 notificações que até então não foram analisadas pela equipe do ministério. A vítima confirmada do vírus é um homem, morador de São Paulo, que tem 61 anos. Ele veio recentemente da Itália, um dos países, onde há mais afetados.

Publicidade
continue a leitura

Em um novo boletim, nenhum outro caso foi confirmado até o momento. No entanto, o número de novas suspeitas alcançou o maior número, desde o início do monitoramento. Até quarta-feira, eram apenas 20 casos suspeitos. Segundo o secretário-executivo da pasta, João Gabbardo dos Reis, os profissionais ainda não tiveram tempo para analisar todas as notificações. Sendo assim, o número de casos suspeitos vai além dos 132 que eles já têm conhecimento. O secretário chegou a apostar em cerca de 300 casos.

Os casos suspeitos de Coronavírus no Brasil

Publicidade
continue a leitura

Pelo país, os casos suspeitos estão distribuídos da seguinte forma, até o momento: São Paulo (55), Rio de Janeiro (9), Santa Catarina (8), Rio Grande do Sul (24), Paraná (5), Distrito Federal (5), Goiás (3), Mato Grosso do Sul (2), Alagoas (1), Bahia (1), Ceará (5), Paraíba (1), Pernambuco (3) e Rio Grande do Norte (4). As autoridades fizeram alguns alertas de prevenção. Uma das principais formas de prevenir a contaminação do vírus é lavar as mãos, constantemente.

Além da lavagem comum, é recomendado usar álcool 70, para limpá-las. Faça isso sempre que for encostar as mãos nos olhos, nariz ou boca. Se puder, evite multidões, principalmente nos lugares em que tiver com mais suspeitas, como São Paulo, por exemplo. Se for em lugar fechado com muitas pessoas, opte por usar máscaras. Todo o cuidado é pouco, diante de toda essa situação. Governos de várias partes do mundo já demonstraram preocupação, e aqui no Brasil, não é diferente.

Publicidade
continue a leitura

O Governo Federal anunciou ainda que vai antecipar a campanha de vacinação, para o dia 23 de março. De acordo com o ministro, Luiz Henrique Mandetta, com a vacina da gripe, será mais fácil identificar o corona. Isso porque os pacientes, que chegarem procurando ajuda médica, com os sintomas da gripe, mesmo já tendo se vacinado, viram suspeitos também.

E aí, o que você achou disso? Está acompanhando os noticiários? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Publicado em: 27/02/20 18h36