Brasileiro descobre a cura do câncer e não consegue registrar, será verdade?

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      14/09/15 às 14h59

O câncer é considerado uma das doenças que mais matam pessoas no mundo. Ele consiste em um crescimento inexplicado e desordenado de células do corpo que atacam qualquer órgão ou tecido. O câncer também consegue se espalhar para outras regiões do seu corpo.

E a doença é um dos distúrbios do corpo que a ciência mais busca por pesquisas e experimentos para conseguir uma cura para este mal que atinge pacientes pelo mundo todo. Existem alguns fatos que mostram que a cura do câncer pode estar próxima e já mostramos para você aqui no site da Fatos Desconhecidos 5 fatos que relatam isso(Clique aqui e confira a matéria).

Já pensou se a cura para o câncer fosse descoberta? O número de vidas e quimioterapias dolorosas reduziriam em mais da metade nos altos índices que batem. Um especialista brasileiro diz ter descoberto a cura para o câncer e afirma: "está aí, à disposição, para quem quiser curar câncer".

Como será que funciona esta nova "cura"? Será mesmo que o câncer terá um remédio que o combata?

Confira na matéria:

captura_de_tela_inteira_19082015_142355

Uma possível substância que pode trazer a cura do câncer foi desenvolvida por um professor aposentado da Universidade de São Paulo, a USP. Durante mais de 20 anos, o professor Gilberto Orivaldo Chierice desenvolveu a fosfoetanolamina sintética.

A substância funciona como uma imitação de uma outra substância que se encontra em nosso organismo e faz uma espécie de sinalização para que o sistema imunológico remova as células cancerosas.

143984381055d245e211edf2.32133225

Segundo Gilberto, em entrevista ao G1, o tumor do câncer desaparece entre o período de seis a oito meses de tratamento. A fosfoamina é um composto com cápsulas que matam as células cancerosas, depois de ingeridas.

O período pode variar de acordo com o sistema imunológico de cada paciente. A possível cura é fornecida gratuitamente em São Carlos e os pacientes que fazem tratamento com ela encontraram um problema.

Uma portaria da USP proibiu a distribuição até o registro mediante a Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA). Segundo a ANVISA, a universidade não teve nenhuma iniciativa em registrar o produto e transformá-lo em medicamento.

O professor afirma que a fosfoamina não está disponível para as pessoas com câncer se tratarem por conta de "má vontade" das autoridades.

cura-do-cancer

O especialista conta que a fosfoamina é encontrada em xampus para cabelo. Ela é resultado da junção da chamada monoetanolamina e o ácido fosfórico, um conservante de alimentos que, juntos, geram um marcador de células diferenciado(as famosas células cancerosas).

A fosfoetanolamina é fabricada pelo nosso organismo dentro de células de músculo longo e na área do retículo endoplasmático, no fígado. O propósito dela, quando o organismo a produz, é exatamente promover a defesa integral de células que se diferenciam.

hqdefault

Ela chega até o fígado, por meio do trato digestivo, indo para o sistema sanguíneo, e forma uma reação junto com o ácido graxo. E é este ácido que vai alimentar o tumor e obrigar a mitocôndria da célula parada a trabalhar.

Quando esse processo acontece, ela se denuncia para o sistema imunológico e a célula é liquidada.

Segundo o especialista, cerca de 10 mil pessoas por mês foram beneficiadas com o tratamento gratuito com as cápsulas e que a quantidade exata de cura ele não tem registro.

O fato da demora na aprovação para que a substância vire medicamento é por conta de simples e má vontade do governo, segundo ele. A fosfoamina já possui até dados experimentais de fase I, II e III que já estão prontas e o que falta é são só os amparos clínicos e o amparo da lei, segundo a ANVISA.

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+