• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Casal de adolescentes com síndrome de down é coroado como rei e rainha do baile

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      18/07/19 às 19h32

Após a votação de alguns colegas, um casal de adolescentes com síndrome de Down foi corado como rei e rainha no baile de formatura da escola. Os galeses Dylan Hughes e Amelie Barker, ambos com 16 anos, ficaram encantados ao saberem que haviam sido coroados pelos outros alunos da escola Monmouth Comprehensive School, em Monmouth, localizada em Gales do Sul, no País de Gales.

Os jovens foram juntos para seu baile de formatura. Eles são muito populares na escola e não contiveram a emoção após o anúncio da coroação. Seus colegas os aplaudiram de pé no momento em que eles receberem a coroa e a tiara durante o baile. Segundo o que informaram os pais dos jovens, eles se conheceram quando tinham três anos e têm planos para se casarem no futuro.

"Ele chegou em casa um jovem muito feliz. Ele não queria tirar sua coroa. A coisa toda ficou muito séria e eles estão declarando amor eterno um pelo outro." disse Victoria Hughes, de 45 anos, mãe de Dylan. A mãe de Amelie, Katharina Barker, contou como sua filha ficou satisfeita e emocionada com o resultado da votação. "Ela estava muito, muito satisfeita - ela estava radiante", disse a mãe da garota.

Alguns de seus colegas comentaram sobre a noite especial do casal durante o baile. "Só havia uma garota que Dylan queria levar para o baile de formatura", disse Victoria. "Eles não foram escolhidos como rei e rainha do baile porque têm síndrome de Down, mas porque são realmente populares e todos estão muito felizes por eles", completou a jovem.

O amor está no ar

No entanto, apesar de se conhecerem há tanto tempo, o relacionamento amoroso deles começou há apenas alguns meses. "Quando adolescentes, eles começaram a olhar um para o outro com olhos diferentes e aí surgiu o interesse", explicou a mãe de Amelie. "A iniciativa partiu de ambos os lados - eles nos contaram que eram namorado e namorada e que querem se casar futuramente. Tudo foi planejado".

Hughes, há algum tempo, representou a Grã-Bretanha no Campeonato Mundial de Natação para Atletas com Síndrome de Down, no Canadá. Agora, o jovem se prepara para competir no Campeonato Europeu, em Sardenha. Segundo a mãe de Hughes, ele é completamente apaixonado por esportes e se divide no sonho de se tornar professor de futebol ou de jogar rúgbi no País de Gales.

Em setembro, Amelie iniciara um curo de assistência infantil, no Gwent College, em Newport. "Ela gosta muito de trabalhar com crianças - ela tem uma grande habilidade para isso", disse Katharina. As mães dos dois, Victoria e Katharina, se conheceram quando seus filhos ainda eram muito jovens e, juntas, criaram a 21 Plus. Esta foi criada há cerca de 10 anos. Trata-se de uma instituição de caridade que visa apoiar as famílias de crianças com síndrome de Down.

Depois de concluírem as etapas escolares, Hughes e Amelie podem não conseguir mais se encontrarem tanto quanto estão acostumados. Entretanto, as famílias dos jovens se comprometeram em ajudá-los, para que eles consigam se encontrar o máximo possível.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+