• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Como é o interior de uma prisão de segurança máxima no Brasil?

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      06/04/15 às 20h48

Desde 2006, o governo federal começou a implantar unidades prisionais de segurança máxima em nosso país. Elas tem como objetivo abrigar os presos de alta periculosidade que possam comprometer a ordem e a segurança nos seus estados de origem. O sistema penitenciário federal passou a ser o gestor (quem cuida) e fiscalizador das penitenciárias federais já construídas e que estão sendo construídas.

Uma grande diferença entre as penitenciárias norte-americanas de segurança máxima e as nossas é que aqui o os presos não cumprem toda a sua pena nesse tipo de estabelecimento. Eles geralmente ficam nesses locais por aproximadamente 2 anos e acabam sendo transferidos para outras unidades comuns.

As penitenciárias de segurança máxima geralmente são chamadas de 'Supermax'. Há atualmente quatro presídios federais no Brasil, todos com capacidade para 208 presos e dotados de modernos sistemas de vigilância, incluindo detectores de metais, sensores por aproximação, coleta de impressões digitais e câmeras que monitoram ambientes durante 24 horas por dia - nessas unidades prisionais, os presos devem permanecer 22 horas por dia encarcerados.

Conheça a seguir o interior de um penitenciária de segurança máxima no Brasil:

Entrada

12

Somente parentes de 1º grau podem visitar o preso. As pessoas precisam ser previamente cadastradas e sua vida é exaustivamente investigada antes de receber uma autorização para visitas. As visitas íntimas também seguem o mesmo modelo das visitas comuns e só são liberadas se o preso tem bom comportamento. O preso só pode receber visitas a cada 15 dias por um período de 1 hora.

Parlatório

14

É aquele lugar que você vê nos filmes e séries onde os presos conversam com seus advogados e parentes por meio de um telefone e separados por um vidro blindado.

Sistemas anti-fuga

11

Para evitar possíveis fugas, as Supermax são cobertas com uma camada de 1 metro de concreto além de chapas de aço altamente resistentes. As paredes e pisos podem suportar um impacto de até 300 kg. É impossível fugir de helicóptero também: cabos de aço cercam todo o pátio do presídio.

Celas

9

As celas tem aproximadamente 7 metros quadrados, cama, pia, vaso sanitário e mesa com banquinho feitos de concreto além de um chuveiro. Os detentos ficam nessas celas entre 22 ou 23 horas por dia. Eles recebem uniformes (assim como aqueles que vemos na TV) e tem a cabeça raspada para evitar piolhos. Uma vez na semana eles podem ficar 3 horas fora da cela para receber visitas, banho de sol e assistir um filme na cinemateca.

Solário

10

É onde os presos tomam o banho de sol. Esse local tem 500 metros quadrados e é cercado por um muro de 7 metros de altura fechado por cima com cabos de aço. Um grupo máximo de 13 presos é liberado para o banho de sol, para evitar tumultos.

Torres de Vigilância

15

As torres de vigilância são extremamente bem equipadas com agentes federais utilizando capacete e colete a prova de balas, fuzis de alto calibre, granadas, pistolas de vários calibres e munição extra para todos os tipos de armamento. Mais de 200 câmeras monitoram as atividades dentro do presídios.

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+