icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Como funciona o cinto de castidade?

POR Erik Ely EM Curiosidades 27/01/20 às 17h19

capa do post Como funciona o cinto de castidade?

Conhecido pelos filmes que datam do período medieval, muitos mitos cercam o cinto de castidade. No entanto, há muito mais por trás do funcionamento desse dispositivo. Afinal, como funciona o cinto de castidade?

Popularmente, os cintos de castidade são lembrados como um método de impor fidelidade. No entanto, esses dispositivos não aparecem na maioria dos textos medievais legítimos. Dessa forma, muitos historiadores acabaram ficando confusos com a situação.

Cintos de castidade não existiram

De acordo com Albrecht Classen, autor do livro The Medieval Chastity Belt: A Myth-Making Process (O Cinto de Castidade Medieval: O Processo de Criar um Mito), os dispositivos foram mencionados somente em 1405. Com isso, os cintos foram descritos como uma brincadeira imaginativa da época. Mas os cintos acabaram se tornando um tema popular e satírico na época.

Inicialmente, os cintos foram pensados para serem apresentados, como uma resposta à promiscuidade feminina descontrolada, uma vez que os cavaleiros partiam para batalhas, peregrinações ou cruzadas religiosas. No entanto, muitos acadêmicos começaram a questionar a autenticidade, dos tais dispositivos. De fato, ele não foi mencionado em nenhum texto histórico considerado sério.

Segundo Classen, nenhum autor mencionou o cinto porque, provavelmente, o cinto desafia as necessidades básicas de um corpo feminino. Além de não haver evidências histórias da existência dos cintos na Idade Média, não há nenhuma lógica para apoiar seu funcionamento. Por exemplo, em poucos de uso, o dispositivo poderia causar feridas profundas. Além disso, infecções seriam invitáveis.

Conforme Lesley Smith, historiadora do final do século XVI, afirma, Classen estava certo. Ao viajar para o exterior, a historiadora não encontrou nenhum cinto que provasse sua origem medieval. Dessa forma, o mito do cinto pode ser comparado com a crença de que, na Terra Média, as pessoas acreditavam que a terra era plana. Contudo, recentes invenções podem apontar uma verdadeira criação de um cinto de castidade.

Um cinto de castidade moderno

Em 2015, a AR Wear, uma marca de roupas, lançou uma peça, que chamou a atenção da internet. De acordo com a marca, essa seria "uma proteção para quando as coisas dão errado". Em suma, a linha de roupas íntimas deveria ser difícil, se não impossível para outra pessoa remover. Contudo, ao contrário dos cintos do mito, essas peças que não podem ser cortadas ou rasgadas, serviriam para ajudar em casos de agressão sexual.

Por outro lado, homens também possuem sua própria versão do cinto de castidade. Em linhas gerais, eles servem como uma forma de controlar o comportamento masculino. Dessa forma, ele bloqueia fisicamente possibilidades de relações sexuais, ou até mesmo, masturbação.

Para aplicar esse jogo, é preciso do cinto moderno. Mais conhecido como cinto de castidade para homens, ele é uma pequena capa rígida para ser colocada no pênis. Além disso, ela é muita das vezes, presa por um cadeado. Enquanto isso, a chave fica com a pessoa que está sob a posição de dominante. Com o dispositivo, o homem só poderá chegar lá, quando a outra pessoa permitisse.

Mesmo após as relações, o cinto deverá ser utilizado durante todo o dia, até mesmo no trabalho e em outras situações. No entanto, não é preciso se preocupar com as necessidades fisiológicas. Para os interessados, o dispositivo conta com um pequeno orifício, para que seja possível urinar.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest