Como seria o mundo se a bíblia não tivesse sido escrita?

POR Ultra Curioso    EM História      24/09/15 às 13h45

A Bíblia pode ser considerada como o livro mais importante já escrito na história da Terra: afinal, ela decidiu princípios morais de inúmeras civilizações, ditou regras de comportamento, instituiu a adoração a um único Deus, descreveu épocas e guerras e criou até feriados!

O livro sagrado símbolo do Cristianismo foi o primeiro na história do mundo a ser fabricado numa prensa móvel (a famosa Bíblia de Gutemberg). Cogita-se que vários tenham sido os autores dela, e que a mesma tenha passado por diversas alterações - e até fraudes - com o passar dos séculos. Mas como seria o mundo se a bíblia não tivesse sido escrita?

É uma pergunta no mínimo perturbadora, uma vez que é uma dos pilares da civilização como a conhecemos. O Ultra Curioso vai te mostrar uma série de coisas que poderiam acontecer caso o livro sagrado não existisse, e acredite: o mundo seria muito, mas muito diferente!

Vários deuses para adorar

Lugh 0003 - www.templodeapolo.net - Lugh, o guerreiro solar

A Bíblia foi um dos marcos que fez imperar o monoteísmo - adoração a um só deus. Sem ela, o politeísmo (adoração a vários deuses) seria uma prática padrão e totalmente aceita. Deuses como a Lua, o Sol, as divindades da natureza e até as sexuais seriam amplamente glorificadas, e a aparência dos mesmos teriam tido, nas Américas por exemplo,  influência da cultura indígena pré-colonização.

Ciência mais avançada

evolution-science-tech

Acredita-se que, sem o Cristianismo, a ciência teria avançado 10 vezes mais. A religião cristã através dos séculos reprimiu pensadores e cientistas que eram acusados de questionar o poder de Deus com suas "invenções e descobertas profanas".

A astronomia, por exemplo, seria bem mais avançado uma vez que não teria seus estudos duramente silenciados desde o século IV.

Tudo liberado

a-prova-do-que-pintura-grega-representando-um-casal-480-bc

A Bíblia foi um dos fenômenos sociais estabeleceu padrões a serem seguidos, e um deles foi a sexualidade. Na Grécia antiga, por exemplo, a homossexualidade era tida como algo perfeitamente normal.

Era aconselhável, por exemplo, que jovens rapazes adquirissem instrutores mais vividos para lhes ensinar as artes e outras coisas. Dentre essas "outras coisas" estavam as relações sexuais. O Cristianismo condenou duramente essa prática, e ela é até hoje tida como pecaminosa.

Ainda com Natal

Swedish_julbord

A data do Natal, instituída como uma celebração pelo nascimento de Jesus, continuaria a existir - mas com um propósito diferente. A data que hoje se comemora no dia 25 de dezembro foi apropriada pela Cristandade de outra cultura, a dedicada ao deus Mitra, popular na Pérsia e Roma antiga. Portanto, mesmo sem a Bíblia e o Cristianismo o natal seria comemorado - mas em homenagem a Mitra!

Mulheres livres

feminismo-blog

A Bíblia é considerada por muitos estudiosos como sendo machista. A submissão da mulher em relação ao homem é pregada todo o tempo. Segundo as histórias do livro sagrado, o "homem é sempre a cabeça" da relação, ficando a mulher em segundo plano.

Esse conceito de submissão impregnou a histórica e a civilização com a ideia de que o homem fosse superior à mulher. Se não houvesse Bíblia, provavelmente não existiria tal ideia. Uma vez que cultos de adoração ao Sagrado Feminino entrariam em ascensão, a mulher com certeza poderia ser até mais importante que o homem na sociedade.

E você, acha que o mundo seria melhor ou pior sem a Bíblia?

 

 

Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+