Você já ouviu falar da Sociedade da Justiça? Podemos afirmar que muitas pessoas já ouviram falar do primeiro grupo de heróis das histórias em quadrinhos, afinal, eles sempre acabam sendo mencionados de uma forma ou outro. Entretanto, mesmo sendo um grupo bastante importante dentro do universo de heróis, poucas pessoas realmente leram suas histórias.

Recentemente, muitos heróis desse grupo vêm sendo trabalhados na série Stargirl, do DC Universe. Contudo, algumas perguntas ainda permanecem no ar. Afinal, quem compõe essa equipe? Como ela nasceu? Como ela influenciou na criação da Liga da Justiça? Tudo isso e pouco mais será respondido logo a seguir!

Por que não juntar super-heróis icônico em uma equipe?

Publicidade
continue a leitura

No ano de 1940, tivemos a estreia da Sociedade da Justiça (JSA, em inglês) no quadrinho "All-Star Comics #3). Com isso, a equipe se tornou o primeiro e um dos mais importantes grupos dos quadrinhos. Mas, para que a reunião dos heróis fosse possível, uma série de soluções editoriais foram necessárias.

No ano de lançamento da revista, Batman e Superman já eram heróis bastante populares. Porém, eles não estavam consolidados como são hoje. Isso porque, esses ainda eram os primeiros anos de publicação dos heróis. Portanto, a DC Comics estava em busca de mais espaço dentro do mercado. Com o tempo, ela foi ampliando sua linha e comprando editoras e personagens menores. Junte tudo isso e a solução perfeita para abrigar heróis "sem casa" é criar uma equipe onde eles poderão ter espaço para serem trabalhos.

Na formação da Sociedade da Justiça, tivemos Jay Garrick assumindo o manto de Flash e Alan Scott como Lanterna Verde, que se tornaram os líderes da equipe. Assim, ainda na equipe, também tínhamos Doutor Meia-Noite, Senhor Incrível, Pantera, Starman, Espectro, Homem-Hora, o Sandman, e outros heróis. Em edições especiais, também era comum encontrar "membros honorários" que apareciam para fazer um pequeno "crossover".

Publicidade
continue a leitura

Diversas versões do grupo foram escritas

Durante a Era de Prata dos quadrinhos (1956 - 1970), tivemos os poderes dos heróis sendo mais aprofundados. Nesse sentido, por exemplo, descobrimos que o Lanterna Verde recebeu uma lanterna mágica que lhe deu um anel energético. Nessa época, Batman e Superman também foram incluídos como membros fundadores. Porém, para não deixarem os heróis "aposentados", foi explicado que essa se tratava da Terra-2.

Nos anos 1980, vimos menos do grupo. Isso porque, a Liga da Justiça estava ganhando força. Aos poucos, a equipe foi caindo no esquecimento e toda uma geração acabou esquecendo do grupo. Até que, em 1991, o grupo voltou na minissérie "Armageddon 2001". Depois disso, o grupo ganhou o próprio título mensal, mas acabou sendo cancelado no final dos anos 1990.

Publicidade
continue a leitura

Com a ajuda de Geoff Johns, o grupo voltou com uma nova série e ganhou novos heróis icônicos. Entre eles, tivemos Stargirl e Shazam, que se tornaram uma parte importante da equipe. De lá para cá, as coisas não foram muito boas para a equipe. Nos "Novos 52", uma versão mais jovem e diversa da equipe acabou não funcionando por parecer demais com a própria Liga da Justiça.

Parecia o fim, mas, novamente, Geoff Johns apareceu para salvar os heróis. Em "O Relógio do Juízo Final" (2017-2019), descobrimos que a Sociedade da Justiça foi apagada da história pelo Doutor Manhattan. Ao perceber o erro, Manhattan corrigiu a história e um "efeito borboleta" foi criado. Dessa forma, a origem foi restabelecida.

Publicado em: 21/08/20 22h28