Muitos artistas são famosos por inventarem as mais loucas artimanhas já vistas no mundo. Assim, a própria profissão exige criatividade. Por isso, é preciso de criatividade para continuar se mantendo no ramo. Assim, isso vêm sendo visto há muito tempo na História. Mas, às vezes, a condição ultrapassa o limite da originalidade e se torna algo essencialmente insano. Hoje, vamos contar a história por trás da banda de rock mais insana do mundo.

Na música, a experimentação com sons de objetos que não necessariamente são instrumentos musicais vêm sendo amplamente testada. Por exemplo, no Japão, a prática se difundiu tanto, que se tornou a marca registrada de algumas bandas, como a Hanatarash.

Performances mais perigosas do que podemos imaginar

Publicidade
continue a leitura

Em 1984, o grupo foi fundado por Yamantaka Eye e Mitsuru Tabata. Isso aconteceu depois deles terem se conhecido durante um trabalho musical que fizeram juntos. Na época, eles haviam sido ajudantes de palco em um show de uma banda alemã, a  Einstürzende Neubauten. Nos anos 1980, a banda fazia um trabalho bastante experimental em Berlim. Depois isso, as inovações chegaram a Ásia e inspiraram os novos talentos.

Assim nasceu o Hanatarashi, que com a letra "i" no final, em japonês, significa "nariz com catarro". No entanto, por conta de um erro de impressão, eles ficaram conhecidos como Hanatarash.

Inspirado na banda alemã, o grupo passou a utilizar correntes, galões, ferramentas elétricas e um maquinário bastante pesado. No início, a Hanatarash tinha um estilo voltado ao punk-hardcore. Contudo, com o tempo, ela se tornou algo bastante "diferente".

Por mais que muitos se interessassem pelas músicas, o diferencial da banda estava nas performances bizarras. Algumas de suas maiores artimanhas incluíam cortar um gato ao meio com um facão, após encontra-lo na rua antes do show. Além de ainda, destruir parte de uma casa de shows com uma retroescavadeira.

Publicidade
continue a leitura

E as apresentações só ficaram mais bizarras

Com o tempo, a situação começou a ficar ainda mais drástica. Assim, Yamantaka quase cortou sua própria perna em uma apresentação depois de amarrar uma serra elétrica em suas costas. Durante a apresentação, o objeto acabou se soltando e ferindo sua perna. Mas mesmo assim, isso não o impediu de continuar o show.

Em outra exibição ao vivo, a banda teve seu show cancelado porque um dos membros havia adentrado no local carregando um coquetel molotov. O integrante da banda estava prestes a incendiar o local, mas seguranças o impediram de realizar tal ato.

Publicidade
continue a leitura

Por essas e por outras, o grupo ficou conhecido como a banda de rock mais insana do mundo. Contudo, a loucura não durou muito tempo. Com o tempo, as casas de shows começaram a boicotar a banda, não permitindo que eles se apresentassem. O público também começou a ficar preocupado com o nível de insanidade que tudo estava tomando.

Depois de uma pausa, a banda só voltou a se reunir nos anos 1990. No entanto, estavam com muitas restrições do que podiam fazer, Mas uma coisa ainda era certa, eles ainda possuíam o mesmo espírito das apresentações anteriores.

Publicado em: 15/04/20 21h07