Todos sabem que os quadrinhos são fontes inesgotáveis de histórias. Podemos tirar desde as mais simples, até as mais complexas, como é a de Batman: Ego, escrita por Darwyn Cooke. Essa HQ, que traz diversos elementos diferentes para a história de Bruce Wayne, servirá de inspiração para seu novo filme, The Batman. Nessa matéria vamos entender mais sobre ela e os motivos que a tornam tão diferentes das histórias que já vimos.

Primeiramente, precisamos dizer que essa informação foi confirmada no DC Fandome. Matt Reeves, diretor de The Batman, revelou que a história de Cooke foi uma de suas inspirações. E é sobre ela que vamos falar. Portanto, a partir daqui teremos alguns spoilers de Batman: Ego.

A trama tem como principal vilão Ego, que é basicamente uma versão completamente corrompida de Batman. Contudo, a história começa com o Coringa, que é perseguido até que nosso herói fique esgotado fisicamente e mentalmente. Coringa é preso, mas as coisas não terminam por aí, uma vez que ele ainda tem aliados soltos.

Publicidade
continue a leitura

O Homem-Morcego vai atrás de Buster Snibbs, um dos capangas do Coringa mais leais. Entretanto, temendo a fúria do seu mestre, ele mata toda a família e comete o suicídio. Antes de se matar, ele amaldiçoa Bruce e isso traz um grande peso para o resto da história.

Batman e Ego

Publicidade
continue a leitura

A morte de Snibbs faz com que Bruce prometa a si mesmo que nunca mais será o Batman. Entretanto, todo o esgotamento mental dos últimos dias faz com que sua mente se divida em duas. A primeira é Bruce Wayne, um ser racional e mais humano, enquanto a segunda seria o próprio Batman, que vai buscar vingança e justiça a todo custo. O resto da história gira em torno do personagem tentando encontrar um equilíbrio entre essas duas personalidades.

É provável que diversos elementos citados acima possam aparecer em The Batman. No trailer, por exemplo, podemos ver que o personagem está bastante violento, dando alguns socos extras. Além disso, ele fala com todas as palavras que ele “é a vingança”, que são características de Ego. Outro ponto importante são as cenas onde Bruce aparece sem o uniforme e sozinho, parecendo completamente perturbado.

Conhecer esse Batman mais sombrio, mais jovem e completamente perturbado, pode se tornar uma das melhores experiências do cinema. Robert Pattinson parece ter encontrado um equilíbrio perfeito na atuação, apesar de ainda termos visto pouco dela. Além disso, o elenco de vilões está de fazer inveja a qualquer filme de super-herói. Charada será interpretado por Paul Dano, Pinguim por Collin Ferrel e Mulher-Gato por Zoe Kravitz. Ainda não sabemos muito sobre cada um deles, mas Reeves informou na DC Fandome, que todos eles estarão no “início de suas carreiras”.

Publicidade
continue a leitura

Enfim, o que achou de Batman: Ego? Comenta aí e compartilha com todo mundo que vai adorar essa história.

Publicado em: 17/09/20 09h00