Fatos Nerd

Conheça Beastars, o anime que está fazendo o maior sucesso na Netflix

0

Todos os anos, somos bombardeados com dezenas de novos animes, alguns muito bons e outros nem tanto. Hoje vamos falar sobre um título que tem dividido opiniões entre os fãs de desenhos japoneses, mas que certamente merece a sua atenção. Beastars, o anime que acaba de estrear na Netflix, conta uma história atípica que vai te prender logo no primeiro episódio.

Antes de começar, vamos contar um pouco sobre o mundo e a trama do anime. A história tem como plano de fundo uma civilização de animais antropomorfos. Esses seres têm empregos, se relacionam e também vão para escola, exatamente como nós. O personagem principal se chama Legosi, um lobo cinzento tímido que estuda na Escola Cherryton. Ele é membro do clube de teatro, como assistente de palco. Tudo parecia normal na escola até que Tem, a alpaca, é brutalmente assassinado. Esse episódio cria uma desconfiança entre estudantes herbívoros e carnívoros. Simultaneamente, Legosi conhece uma coelha anã, chamada Haru, e começa e criar uma relação complexa com ela.

Uma premissa bastante interessante, mas agora vamos nos aprofundar nela.

Um drama com personagens complexos

Como já deu para notar, apesar de Beastars ser considerado um shounen, ele foge um pouco da receita. Acima de tudo, trata-se de um anime dramático que trata de assuntos bem complexos. Ele explora de maneira interessante o conceito de morte, sempre com a metáfora entre humanos e animais. Animais que na sua essência são programados para matar outros animais. O conflito entre instinto e racionalidade.

Ao mesmo tempo, em meio a todas essas perguntas, temos personagens bem complexos na receita. O protagonista Legosi é o oposto de qualquer protagonista de shounen. Extremamente quieto e reservado, não se destaca em meio aos demais, como é o caso do Naruto, por exemplo. Legosi evolui muito com o passar dos episódios, tornando-se bastante complexo.

Por fim, temos os personagens secundários, igualmente interessante. Mesmo que Legosi seja o protagonista, Haru e Louis, o veado-vermelho, também tem muito tempo de desenvolvimento em tela.

Críticas

Beatars

Ainda assim, o anime divide muitas opiniões entre o público. Em primeiro lugar, a principal crítica é a animação. Muitos fãs de anime têm preconceito com o CGI e, por conta disso, evitam animes com essa característica. Contudo, Beastars é um ótimo exemplo de um anime com um CGI que deu certo. É perceptível, mas não é ruim como outras obras já lançadas (olá, Berserk).

Em segundo lugar, há a comparação direta, principalmente no ocidente, com Zootopia. O filme da Disney possui uma construção de mundo bastante similar, mas ainda mais profunda. São detalhes infinitos, especialmente em torno dos animais, que fazem o universo ser bastante rico e particular. Em Beastars, por outro lado, as coisas não funcionam assim. Em suma, o mundo é exatamente como o nosso mundo, apenas trocando humanos por animais antropomorfos. Um ponto negativo, mas que deixa tudo ainda mais centrado na relação entre “presa e caça”.

Enfim, Beastars é um anime para maiores de 16 anos que tem uma história incrível. Ele estava liberado apenas para o Japão nas últimas semanas, mas agora ninguém tem desculpas para não assistir. Os doze episódios já estão disponíveis na Netflix para qualquer assinante conferir.

Atraso de Viúva Negra irá afetar a Fase 4 do MCU?

Matéria anterior

Por que a Princesa Diana usava 2 relógios no pulso?

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.