Conheça o lado humanitário de Rihanna que poucas pessoas conhecem

Conheça o lado humanitário de Rihanna que poucas pessoas conhecem
26/08/20 às 14h51

O mundo vai mal e precisamos de boas pessoas, não é mesmo? Por sorte, existem diversos famosos que dedicam parte do seu tempo à ações sociais que mudam a vida de várias pessoas. Um exemplo claro disso é Rihanna, uma das maiores popstars de todos os tempos. Robyn Rihanna Fenty é, atualmente, uma das cantoras mais famosas do mundo. A artista nasceu em Saint Michael, Barbados, no dia 20 de fevereiro de 1988. Hoje, aos 32 anos, Rihanna se destaca ainda como atriz, diplomata, escritora e uma grande empresária. Na infância, Rihanna enfrentou diversas dificuldades e isso despertou na cantora uma vontade de se superar.

Seu passado de muita luta faz com que as conquistas de hoje sejam ainda mais louváveis. Por causa de sua história de vida e todas as lutas que precisou vencer, hoje Rihanna apoia diversas causas sociais. Todo ano a cantora mostra um lado seu que poucas pessoas conhecem. Isso tudo dando apoio a diferentes fundações, de vários países. E foi pensando um pouco sobre isso que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos trouxe um lado humanitário de Rihanna que poucas pessoas conhecem.

A Rihanna que poucos conhecem

1 - Primeiros passos altruístas

Aos 18 anos, Rihanna criou a associação Believe. Trata-se de um centro que oferece ajuda para crianças com doenças graves, como AIDS, câncer e leucemia. Essa fundação fornece os suprimentos necessários para escolar que necessitam de auxílio e não estão sendo financiadas da forma correta. Além disso, a associação ainda arrecada roupas para crianças de famílias carentes que ficaram sem abrigos.

No ano de 2008, Rihanna se juntou a outras celebridades para conscientizar a população sobre a luta contra a AIDS. Isso foi feito em uma campanha de moda da marca H&M. A conhecida marca destinou boa parte do seu faturamento para a luta contra a doença. Foram, no total, milhões de dólares. Nesse mesmo ano, a artista, ao lado de outras 15 mulheres, participou de um especial de televisão chamado Stand Up to Cancer. Isso serviu para arrecadar fundos para pesquisas contra o câncer. Juntas, conseguiram um total de cem milhões de dólares.

Fundação global

Em 2012, Rihanna se apresentou no House of Blues de Los Angeles. Ela buscava arrecadar dinheiro para o Centro Ortopédico Infantil e para o programa para artistas de Mark-Johnny Merceren, do hospital infantil. Foi ainda nesse ano que ela criou a fundação Clara Lionel (nome em homenagem aos seus avós). Essa fundação tem como propósito ajudar com saúde e educação a população de Barbados, sobretudo as pessoas que sofreram com o furacão Dorian. Esse desastre causou danos catastróficos em Barbados e Bahamas. Hoje, a fundação oferece programas de educação, saúde e ajuda emergencial.

Tempos depois, Rihanna doou equipamentos de radioterapia para o Hospital Queen Elizabeth, de Barbados. Após isso, mudou de nome para Centro Clara Braithwaite de Oncologia e Medicina Nuclear, em homenagem à avó da cantora. Todo ano a celebridade organiza uma gala beneficente chamada The Diamond Ball para a Fundação Clara Lionel. Ela ainda recebe atrizes, atores, cantoras, cantores e diversos famosos e o objetivo é arrecadar dinheiro.

Em 2013, Rihanna participou de duas campanhas publicitárias para a empresa MAC. Na primeira, arrecadou 60 milhões de dólares para mulheres vítimas da AIDS. Um ano depois, a cantora trabalhou no programa ONUSIDA das Nações Unidas. Esse programa tem como função criar soluções para ajudar nações no combate à doença. Além disso, proporciona o tratamento e informações de prevenção.

Ações e mais ações

Em 2016, cirou uma aliança coma Global Partnership for Education com a Global Citizen Project. Isso, para lutar contra a crise global que tange à educação escolar. Já no ano de 2017, Rihanna visitou o Malawi como embaixadora da Global Partnership for Education. Durante essa vioagem, a cantora se encontrou com educadores, estudantes e funcionários para melhorar a qualidade da educação das futuras gerações do país.

Foi nesse ano que criou a Fenty Beauty, sua marca de cosméticos inclusiva para todos os tons de pele. Rihanna recebeu da Fundação Harvard o prêmio Peter J. Gomes Humanitarian Award no campus de Massachussetts por seu trabalho em causas humanitárias. Rihanna é, de longe, uma das cantoras mais humanitárias da história.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Via   Incrivel Club  
avatar usuario
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.

Matérias selecionadas para você!

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.