• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça o satélite espacial que funciona como uma grande ''vela solar''

POR Arthur Porto    EM Ciência e Tecnologia      01/08/19 às 18h25

Lançada ao espaço no final de junho, a nave LightSail 2, da Sociedade Planetária, foi idealizada pela Planetary Society. A pequena espaçonave já está em órbita. O LightSail 2 é um CubeSat modular, que mede 10 × 10 × 30 cm. Já suas velas solares possuem 32 metros quadrados. O acontecimento é considerado um grande avanço no setor. Essa é primeira vez que uma espaçonave na órbita do nosso planeta usou a navegação solar para mudar sua rota e se locomover ao redor da Terra.

Para aqueles que gostam e desejar ver pessoalmente o satélite, basta ficar de olho no céu. Especialmente, ao anoitecer e ao amanhecer. Isso porque é possível saber onde e quando o LightSail 2 vai passar. Para tal, basta acessar a plataforma criada especificamente para para que as pessoas acompanhem a missão em tempo real. Na plataforma, é possível ter acesso a todo tipo de informações, como dados atualizados e um mapa do globo mostrando por onde o satélite está passando no momento.

Desde o lançamento, a LightSail 2 já aumentou sua posição em órbita. A equipe envolvida na missão confirmou que até o momento a nave completou, com sucesso, seu principal objetivo: provar que o impulso exclusivamente por energia solar em voos espaciais de pequenas naves é possível.

A Planetary Society, uma organização sem fins lucrativos, explicou que o projeto foi possível de executar porque as partículas de luz, mesmo não possuindo massa, são capazes de gerar impulso. É por esse motivo que os objetos podem ser empurrados no espaço. Através de uma vela grande, fina e reflexiva, uma espaçonave pode capturar o suficiente desse desse impulso para mudar sua posição.

Acredita-se que o LightSail 2 deve se manter em órbita até agosto e 2020. O projeto tem como objetivo criar uma exploração limpa do espaço. A ideia é tentar buscas novas opções que substituam os foguetes, que utilizam tóxicos propelentes. Além de serem caros, tais combustíveis aumentam o peso da espaçonave. 

O LightSail 2 é o sucessor do LightSail, uma nave espacial lançada em 2015. Muitos imprevistos ocorreram durante a primeira versão. A equipe, por exemplo, perdeu e ganhou a conexão várias vezes. Cerca de 23.331 pessoas contribuíram para a campanha Kickstarter. No total, US$ 1.241.615 foram arrecadados como incentivo.

O satélite já está fazendo belas imagens da Terra. A última sequência foi feita no mês de julho, enquanto os controladores de voo reviam seu equipamento. Por outro lado, a mais recente atualização afetou o software do sistema de estabilidade da nave. No entanto, a mudança não é preocupante. De acordo com a organização, "houve um refinamento da operação das barras de torque eletromagnéticas da espaçonave, que são responsáveis por mantê-la estável enquanto circunda a Terra".

Velas de luz

A ideia é do astrônomo Carl Sagan. Foi concebida nos anos 1970. De acordo com o cientista Bill Nye, atual CEO da Sociedade Planetária, "Carl Sagan falava sobre velas solares quando eu frequentava suas aulas em 1977. Mas a ideia remonta a pelo menos 1607, quando Johannes Kepler notou que as caudas dos cometas deviam surgir por causa da ação da energia do Sol. A missão LightSail 2 mudará os voos espaciais e o avanço da exploração espacial".

A Planetary Society foi fundada pelo astrônomo Carl Sagan, famoso pelo programa Cosmos na década de 1980 e que, na época, já defendia o uso da tecnologia de vela solar.

Próxima Matéria
Via   Science Alert  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+