• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Conheça a origem do polêmico mascote da seleção brasileira, o Canarinho Pistola

POR Gustavo Camargo    EM Copa do Mundo      19/06/18 às 13h33

Em 2017, muitas discussões políticas estavam em alta, mas a internet estava preocupada com um "sorriso". Em maio daquele ano, torcedores expressavam sua revolta com a mudança do temperamento do mascote da seleção brasileira.

Com tudo o que estava acontecendo, a equipe de marketing da CBF pressentia que algo deveria ser mudado. A CBF postou algumas notas em redes sociais para acalmar os ânimos dos fãs sobre o tal 'Canarinho Pistola'. Ela ainda esclarecia que o Canarinho sorridente era uma versão alternativa, criada para eventos com presença de crianças.

A nova ideia era construir um mascote com cara de mau, meio que traumatizado com a tragédia do 7x1 da Alemanha na Copa do Mundo de 2014. Eles entenderam que era preciso criar algo a altura do que os brasileiros sentiram na hora. "O briefing era que ele tivesse uma fisionomia enfezada, como é o nosso torcedor, que não gosta de perder", disse o assessor da Confederação.

E eles conseguiram o que queriam. Pra dizer no mínimo. Em poucas horas já existiam diversas páginas no Facebook parodiando o canarinho da seleção. Mas o fato é que o 'Pistola' virou uma espécie de sobrenome não oficial do boneco.

O marketing da CBF percebeu esse fenômeno e buscou aproveitar-se dele. "Incentivamos que as páginas continuassem a divulgação". Por uma questão estratégica, porém, o Canarinho não se apropriou dos adjetivos. "Existe uma questão de duplo sentido. Pistola, por exemplo, poderia passar uma conotação negativa", indica.

Problemas com o nome

Canarinho

Por orientações da CBF, algumas emissoras deveriam evitar o termo "pistola" em transmissões. Ainda é permitido falar de seu jeito mal humorado e encrenqueiro, mas nunca chamá-lo de pistola.

A confederação defende que "Canarinho é o nome real" do bicho e que a palavra "pistola", que viralizou nas redes sociais, é politicamente incorreta, fora do tom, além de associar a uma arma de fogo.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Próxima Matéria
Via   Vice     diarioonline  
Gustavo Camargo
A verdade é que eu queria ser astronauta, mas na minha cidade ainda não tem a escolinha. Instagram: gustavoloopi
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+