Um domador de elefantes, junto de um outro funcionário da equipe que abriga os animais, decidiram fazer uma simulação de uma briga em Chiang Mai, na Tailândia. Na batalha, o cuidador dos elefantes, que é especialista em treinamento de animais, acaba caído no chão. E é então que algo inesperado acontece.

Há poucos metros dali, um elefante de 17 anos de idade, conhecido como Thongsri, observava toda a ação. Quando o homem caiu, o animal então se aproximou. Apesar de tudo passar de uma armação, a reação do animal é totalmente espontânea. O mais impressionante é que o elefante ainda tentou, aparentemente, levantar o homem que estava caído com o auxilio de sua tromba.

A empatia do elefante

Publicidade
continue a leitura

Recentemente o vídeo de um elefante entrando em ação para defender seu cuidador encantou os internautas. As imagens claramente conseguem mostrar a proximidade e o vinculo do cuidador com o animal. Mas, seu comportamento, apesar de fofo, é perfeitamente explicado pela ciência.

Publicidade
continue a leitura

Uma pesquisa da Universidade de Stirling, sobre o comportamento dos animais conclui que:

“Quando um indivíduo cai, fica preso na lama, água ou outro terreno traiçoeiro, ou não pode avançar por qualquer outro motivo, outros elefantes podem ajudar o sujeito preso a retomar a viagem. Os atos usados para ajudar na mobilidade incluem levantar, empurrar e puxar, usando o tronco, presas ou pés. Portanto, consideramos que os elefantes mostram um certo tipo de empatia.”, afirmam os pesquisadores da universidade.

Publicidade
continue a leitura

Elefantes são animais tranquilos, sociais e muito carinhosos, o que facilita bastante a sua relação com os humanos. Esses animais ainda são conhecidos por sua inteligência e por viverem em comunidades. Como vivem reunidos eles têm por instinto, o cuidado de uns com os outros.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Publicado em: 09/07/18 15h09