Curiosidades

O que acontece se Donald Trump se recusar a deixar a Casa Branca?

0
O que acontece se Donald Trump se recusar a deixar a Casa Branca?

Depois de uma disputa histórica, o democrata Joe Biden venceu o republicano Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Com isso, muitas pessoas ficaram com medo de Trump não lidar bem com a notícia, afinal, ele sempre foi muito imprevisível e, durante seu governo, agiu, muitas vezes, por impulso. Por isso, há quem diga que ele não entregará o cargo tão fácil assim. Desse modo, o que acontece se Donald Trump se recusar a deixar a Casa Branca?

Em toda a história estadunidense, isso nunca aconteceu. No entanto, 2020 não para de nos surpreender e uma notícia como essas não seria a mais chocante do ano. De toda maneira, nesse cenário hipotético, podemos imaginar o que aconteceria.

Na história dos EUA, um presidente nunca se recusou a deixar a Casa Branca

Oficialmente, Donald Trump tem até o dia 20 de janeiro de 2021 para deixar a Casa Branca. Ou seja, o republicano tem pouco mais de 70 dias para fazer suas malas e deixar a residência presidencial. Caso isso não acontecer, a partir dessa data, ele poderá ser retirado à força da Casa Branca, o que geraria uma cena nada agradável. Por esse e outros motivos, é que imaginamos que isso nunca aconteceu antes.

De toda maneira, até o dia 20 de janeiro, teremos parte do processo eleitoral em trâmite. Com isso, dentro desse prazo, ainda é possível entrar com ações para uma segunda contagem e até apontar possíveis falhas no sistema. Porém, ainda que Trump tente fazer isso, ele precisará ter aliados e, principalmente, provas contundentes. Até o momento, o republicano não se manifestou sobre o caso, mas, ao que tudo indica, ele deverá deixar a Casa Branca de maneira pacífica.

Enquanto o processo eleitoral está em andamento, Joe Biden somente será oficialmente anunciado como o próximo presidente dos Estados Unidos no dia seis de janeiro de 2021.

O que ainda falta para o término do processo eleitoral?

Vale lembrar também que, os delegados ainda não votaram. Até o momento, somente os cidadãos votaram. E, como bem sabemos, as eleições são indiretas nos EUA. Portanto, a votação com os delegados somente acontecerá no dia 14 de dezembro. Depois disso, os votos chegarão até a capital de Washington até 23 de dezembro.

Após a entrega dos votos, somente no dia três de janeiro de 2021 é que a contagem será feita. Então, o Congresso se reúne com Mike Pence, atual presidente do Senado, para ler e contar os nomeados pela Câmera e pelo Senado. Por fim, o resultado é anunciado e a casa abre espaço para objeções. Com tudo ocorrendo conforme imaginado, enquanto Joe Biden assume o cargo de presidente, Donald Trump se torna um cidadão americano novamente.

Em todo caso, uma vez que Trump se recuse a deixar a Casa Branca, ele enfrentará consequências legais sobre a escolha. No término da contagem de votos da população estadunidense no último sábado (07/11), Trump não reconheceu a derrota. “Todos nós sabemos por que Joe Biden está se apressando em fingir que é o vencedor e porque seus aliados da mídia estão se esforçando tanto para ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja exposta. O simples fato é que esta eleição está longe de terminar”, afirma Trump. Agora é esperar os próximos capítulos dessa trama.

Essa nova mutante tem o melhor super-poder da Marvel

Matéria anterior

Batman com Robert Pattinson vem aí: relembre 7 curiosidades sobre o herói

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.