• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


E se você parasse de dormir?

POR Toni Nascimento    EM Curiosidades      12/02/19 às 16h43

Não tem como negar que o ser humano dorme muito, na verdade, mais do que deveria. Quer ver alguns números? Um ser humano, ao atingir 78 anos anos, terá passado nove deles assistindo televisão, quatro anos dirigindo, 92 dias no banheiro e 48 dias fazendo sexo. Mais do que tudo, essa pessoa terá levado quase 25 anos de sua vida dormindo.

E se você parasse de dormir? Sinceramente, isso é impossível em uma pessoa normal. O seu corpo tem necessidade de dormir, você querendo ou não. "A vontade de dormir é tão forte que chega a superar a vontade de comer", afirma Erin Hanlon, professora no Centro de Sono, Metabolismo e Saúde da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos. "O cérebro simplesmente embarca no sono, apesar de todos os esforços conscientes para espantá-lo", conclui ela.

Por que dormimos?

A verdade é que ainda não sabemos para que a função do sono é essencial para a vida humana. Apesar disso, sabemos de alguns benefícios do sono como curar doenças, fortalecer o sistema imunológico, melhorar o metabolismo e trazer muitas outras vantagens.

Ao contrário disso, a falta de sono pode estar ligada a um maior risco de diabetes, problemas cardíacos, obesidade, depressão e outras doenças. Para evitar tudo isso, seu corpo começa a enviar sinais quando você precisa dormir, como peso nas pálpebras, energia no limite, corpo cambaleando, etc.

Você acha que adianta resistir ao sono? Quanto mais você resiste, mais sinais negativos começam a surgir. Se no fim das contas, ignorarmos todos esse sinais, nossa mente começa a entrar em colapso. Alterações de humor, paranoias e alucinações começam a acontecer, levando ao declínio do corpo. Além disso, ansiedade e sistema imunológico também correm perigo máximo nessa situação. Isso tudo desaparece, se a pessoa dormir. Se não dormir, levá-a a morte.

Doença rara

Existe uma rara doença genética rara, a insônia familiar fatal (IFF), que causa a falta extrema de sono. Apenas 40 famílias possuem esse problema em todo o mundo. Um defeito nesse gene faz com que proteínas no sistema nervoso se deformem em príons, perdendo sua funcionalidade normal.

Esse príon começa a se aglomerar no tecido neural, matando-o e formando cavidades no cérebro. Uma das regiões mais afetadas, é a responsável pelo sono. Após algumas semanas, entram em uma espécie de adormecer superficial, apresentando sonambulismo ou movimentos musculares involuntários. A situação pode levar à perda de peso e à demência, e ainda terminar em morte.

E aí, o que você achou dessa doença? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que está tá louco para tirar uma soninho, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   BBC  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+