• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Ele comprou 10 mil bicicletas que seriam jogadas fora e doou para crianças pobres

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      18/06/19 às 15h37

Ao contrário do que lemos nas notícias do jornais e do que estamos acostumados a ver na TV, ainda existem muitas pessoas boas no mundo. E muitas delas trabalham muito duro para transformar este planeta em um lugar muito melhor para todos nós. Por isso, às vezes, é tão importante nos desligarmos um pouco dos noticiários e focarmos nossa atenção nas coisas boas que existem lá fora.

Uma dessas pessoas é o empreendedor Mike Than Tun Win. Ao saber que milhares de bicicletas em perfeito estado de conservação estavam estragando com a ação do sol e das chuvas, ele decidiu que faria algo. A ideia surgiu, na verdade, após o fechamento da empresa de compartilhamento de bicicletas, a OBike, em 2018. A OBike se retirou do mercado de Cingapura. Além disso, a companhia iniciou um processo de liquidação.

Uma grande ideia

Win então se lembrou das inúmeras crianças pobres de Mianmar, na Ásia, que vão para escola a pé, por falta de transporte. E naquele momento, ele soube o que fazer. "Senti-me extremamente triste por ver todas estas bicicletas acumularem-se em ferros-velhos, deixadas em estradas e parques sem vigilância e com ferrugem", escreveu ele em um blog.

Ele ainda comentou sobre todo o processo de fabricação das bicicletas. Bem como do desperdício de recursos numa publicação. "A fabricação dessas bicicletas pode custar de US$ 300 a US$ 500 por unidade e muitos recursos naturais são agora desperdiçados e enviados para fornos ardentes para serem reciclados (se tivermos sorte) ou simplesmente deixados enferrujados em outro lugar".

Assim, o empreendedor comprou 10 mil novas bicicletas da empresa. Estas serão enviadas para serem doadas às crianças em Mianmar. "É comum ver longas filas de estudantes caminhando longas distâncias de casa para a escola em aldeias rurais", explicou Win. "Alguns alunos podem caminhar até uma hora de casa para a escola e as famílias dificilmente podem pagar por uma forma simples de transporte, como bicicleta ou motocicleta... um ônibus escolar é algo quase inédito para os estudantes nas aldeias rurais".

Para tornar tudo isso possível, Win criou uma organização sem fins lucrativos. A organização, chamada LessWalk, servirá para a compra das bicicletas. Além de visar fazer alguns ajustes necessários nelas antes de enviar. Tudo isso para torná-las mais adequadas ao uso dos alunos. O que significa ajustá-las. Será colocado um segundo assento, além de se retirarem os bloqueadores utilizados pela antiga empresa.

Satisfação em ajudar

Os custos de envio de cada uma das bicicleta foi estimado em cerca de US$ 35 a US$ 40 por unidade. Entretanto, esses valores foram descritos como "uma oportunidade única e rara". É uma chance de causar um impacto positivo. Mesmo existindo um custo significativo associado ao projeto e "montanhas de burocracia" em relação ao seu envio de Cingapura para Mianmar.

"A iniciativa é melhor do que o esperado, já que eu estava tentando comprar bicicletas usadas de cemitérios de reciclagem, mas consegui obter bicicletas 100% novas a um preço muito bom!", escreveu Win. "Todas as bicicletas são gratuitas para os estudantes que vivem abaixo da linha da pobreza em Mianmar e precisam andar 2 quilômetros até a escola", acrescentou.

Já foram enviados para o país asiático cerca de 4.700 bicicletas e outras 5.300 serão enviadas em breve. A equipe de Win está entrando em contato com organizações governamentais e algumas instituições de caridade para ajudarem na distribuição adequada dos veículos. "Estou planejando isso desde 1º de março, quando publiquei [minha ideia] no Facebook e no Linkedin", disse Win. "Três meses depois do meu post, estou super feliz por poder finalmente começar a trabalhar nisso!".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. E não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+