Curiosidades

Empresa britânica diz ter encontrado Atlântida na costa espanhola

0

Platão escreveu há mais de dois mil anos sobre Atlântida, uma cidade onde a tecnologia era avançada, havia 10 mil carruagens, torres e canais altos e centenas de elefantes e touros. Um grupo de pesquisadores particulares diz, num documentário que eles lançaram, que a cidade perdida de Atlântida está no litoral da Espanha.

O lugar onde os pesquisadores dizem ter achado a cidade perdida não foi apontado como lar de Atlântida pela primeira vez. Em um estudo de 2004, da National Geographic, foi afirmado que a cidade estaria no parque espanhol. Mas o lugar de Atlântida já foi afirmado por outros arqueólogos em localizações diferentes como Bolívia, Turquia, Alemanha, Malta, Caribe e até mesmo na Antártida.

O antropólogo, especialista nas citações de Platão, Ken Feder, da Universidade de Connecticut, conseguiu identificar 53 passagens onde o filósofo descreve a cidade. Ele faz uma crítica aos pesquisadores que dizem ter encontrado a cidade, porque segundo ele, pega-se somente algumas partes da descrição e deixam as que não os convêm de lado.

Outro ponto que o antropólogo levanta é o de não acreditar em pesquisas ou achados que não foram publicados em revistas e não passaram pela comunidade científica. Aquilo que vai diretamente para a imprensa ou é apresentado em algum documentário pronto é sempre algo a se desconfiar.

Descobertas

https://www.youtube.com/watch?v=HvjHpCkXUak

Um caso desses é o trabalho da empresa Merlin Burrows, que produziu uma série de documentários chamado Legendary Discoveries.“Nós encontramos qualquer coisa que foi perdida, esquecida ou escondida com precisão impressionante”, diz o site da Merlin Burrows.

O que eles procuram vai desde tesouros nacionais, passando por aviões perdidos no mar, sítios arqueológicos, até minas terrestres. Eles usam de registros históricos e dados de satélites para encontrar as coisas que lhes são pedidas.

Para encontrar a cidade perdida de Atlântida, eles usaram dados de satélites comerciais, como o Landsat 5 e Landsat 8. “Todos vão ter uma das duas opiniões. Uma é ‘isso é ótimo, vamos dar uma olhada’, e a outra é ‘isso é um monte de lixo’”, admite Bruce Blackburn, o CEO da Merlin Burrows.

Fontes

Depois de verem dois diálogos específicos sobre Atlântida na obra de Platão, eles decidiram investigar mais o parque espanhol. “Não vamos compartilhar isso em um fórum público nesta etapa”, disse Blackburn.

As ruínas, que foram encontradas pela equipe, casam com as descrições de Platão. Eles encontraram fundações antigas para as torres, uma cobertura verde-azulada cobrindo algumas das ruínas, o que leva a acreditar que era o Templo de Poseidon além de uma muralha, que acompanhava o mar e sinais de que um tsunami teria destruído a cidade.

As amostras que a equipe tirou das ruínas foram analisadas e dataram de 10 a 12 mil anos. E segundo um artigo publicado em 2017, evidências mostraram que humanos viveram na região do parque nacional Doñana há cinco mil anos.

O estudo mostrou que o parque estava acima do nível do mar durante alguns períodos como o Neolítico.

Autoridades revelam trechos de diário de missionário morto na Ilha Sentinela do Norte

Matéria anterior

Confira em quais dias cairão os feriados de 2019

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.