Notícias

Enem 2023: resultado já está disponível para consulta, diz Inep; saiba como acessar e usar a nota

0

A nota do ENEM 2023 já está liberada para consulta na Página do Participante, conforme informado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No entanto, muitas pessoas reclamaram de não conseguir ver sua classificação, por conta de problemas de instabilidade, o que está dificultando o acesso aos resultados para muitos candidatos.

Para visualizar as notas, é necessário utilizar o login gov.br, inserindo CPF e a senha do candidato.

É importante destacar que as notas dos treineiros, que são estudantes que ainda não concluíram o ensino médio e realizaram a prova para avaliar seus conhecimentos, serão divulgadas em um prazo máximo de 60 dias.

Dados de 2023

Via Globo

Conforme informações do Inep, 60 candidatos obtiveram pontuação mil na redação, sendo que quatro deles eram provenientes da rede pública. Em comparação com o ano de 2022, quando 18 redações alcançaram a pontuação máxima, houve um aumento significativo.

No que diz respeito à participação de estudantes da rede pública, observou-se um incremento nesse índice. Em 2022, 38,1% dos concluintes do ensino médio realizaram o exame, enquanto em 2023 esse percentual aumentou para 46,7%.

O Enem desempenha um papel fundamental como principal meio de acesso ao ensino superior no Brasil. Ele permite que os participantes concorram a vagas em instituições de ensino públicas e privadas, além de possibilitar o acesso a financiamentos e bolsas privadas. Além disso, é reconhecido por diversas instituições de ensino internacional.

As provas foram aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro na versão regular do exame, e nos dias 12 e 13 de dezembro na versão PPL (para pessoas privadas de liberdade) e de reaplicação.

Como acessar a nota do Enem 2023

Para consultar seu resultado no Enem 2023, vá até a Página do Participante no endereço enem.inep.gov.br/participante/e e clique em “Página do Participante – entrar com gov.br”.

Em seguida, insira seu CPF, clique em “Continuar”, insira sua senha e selecione “Entrar”. Posteriormente, clique na aba “Resultado” e escolha a opção correspondente ao ano de 2023.

Onde usar as notas do ENEM

Existem três programas nacionais do governo federal que utilizam as notas do Enem como critério de seleção para o ingresso no ensino superior.

Esses programas têm o propósito de viabilizar a admissão em universidades públicas, oferecer bolsas em instituições privadas e proporcionar financiamento de cursos em faculdades particulares.

SISU

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o programa do Ministério da Educação (MEC) responsável pela seleção de estudantes para ingresso em universidades públicas. A partir de 2024, o programa adotará uma única edição anual.

Quanto às vagas, serão disponibilizadas 264.360, distribuídas entre 127 instituições de educação superior no ano em questão.

Para participar, é necessário ter realizado o Enem 2023 e obtido uma nota acima de zero na redação. As inscrições ocorrerão de 22 a 25 de janeiro, por meio da página acessounico.mec.gov.br/sisu.

No processo de inscrição, os candidatos podem selecionar até duas opções de cursos e/ou instituições. Ao longo do período de inscrição, é possível modificar as escolhas quantas vezes desejar, considerando as notas de corte parciais divulgadas diariamente. O programa também oferece vagas destinadas a cotistas, com regras variáveis de acordo com cada instituição.

Os pré-requisitos incluem a participação na edição mais recente do Enem, com pontuação superior a zero na redação.

É importante destacar que, com a implementação da edição única, o Sisu seguirá um calendário unificado para todos os participantes. Isso significa que mesmo os candidatos que iniciarão o curso no segundo semestre deverão efetuar a matrícula na mesma data daqueles que ingressam no primeiro semestre.

Via G1

PROUNI

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) que oferece bolsas integrais (100%) e parciais (50% de desconto) em instituições de ensino privadas.

O MEC informou que está em avaliação a manutenção da nota de corte para o programa de concessão de bolsas em universidades particulares.

A previsão é que o edital saia na quarta-feira, com as datas e demais informações. As inscrições abrirão a partir da 0h do dia 29 de janeiro.

No processo de inscrição, os candidatos devem indicar, em ordem de preferência, até duas opções de curso, selecionando a instituição de ensino e o turno desejado.

Posteriormente, devem escolher entre participar na modalidade de ampla concorrência ou cotas. Durante o período de inscrições, é importante acompanhar diariamente a nota parcial para os cursos de preferência, com a possibilidade de realizar alterações, somente com a última opção marcada.

Os pré-requisitos incluem ter participado do Enem em uma das duas últimas edições, com média mínima de 450 pontos nas áreas de conhecimento e nota superior a zero na redação.

Além disso, é necessário pertencer a uma família com renda per capita de até 3 salários mínimos e ter concluído o ensino médio (em escola pública ou particular). O programa também contempla vagas específicas para pessoas com deficiência e professores da rede pública.

As bolsas do Prouni são integrais (para famílias com renda mensal per capita de até 1,5 salário mínimo) ou parciais (cobrindo 50% da mensalidade, para famílias com renda mensal per capita entre 1,5 a 3 salários mínimos).

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do governo federal que subsidia parte das mensalidades de estudantes em instituições de ensino superior privadas. No entanto, os beneficiários precisam reembolsar o financiamento após a conclusão do curso.

O funcionamento do programa consiste na concessão de crédito, abrangendo de 50% a 100% do valor das mensalidades, com os juros associados variando de acordo com a renda familiar do candidato.

Os pré-requisitos para participar do processo seletivo incluem ter realizado qualquer edição do Enem desde 2010, obtendo uma média mínima de 450 pontos nas cinco áreas do conhecimento, além de ter nota superior a zero na redação. Além disso, é necessário que o candidato apresente uma renda familiar mensal per capita de até 3 salários mínimos.

Universidades privadas no Brasil

Por fim, algumas instituições de ensino superior privadas utilizam a pontuação do Enem como critério no processo seletivo ou concedem descontos nas mensalidades com base no desempenho dos candidatos nesse exame.

Contudo, as normas e os prazos dependem da própria universidade, e o candidato precisa conferir individualmente.

 

Fonte: G1

Imagens: Globo, G1

Erro que trava celular pode ser resolvido em minutos, mas ninguém faz

Previous article

Celulares que não valem mais a pena em 2024

Next article

Comments

Comments are closed.