Esse peixe assustador pode ser muito mais perigoso do que se imagina

POR Jesus Galvão    EM Sem categoria      18/04/18 às 13h01

Você provavelmente já deve ter ouvido a respeito dos peixe-pedra e a sua natureza altamente venenosa. Pesquisadores descobriram uma nova razão para temê-los. Em um artigo publicado na revista Copeia, biólogos marinhos descreveram uma nova estratégia defensiva do peixe.

Essa espécie habita as águas do oceano Pacífico e Índico. Eles chamam os aguilhoes dos peixes de "canivetes lacrimais", pois eles estão escondidos sob os olhos do peixe. "O que torna este peixe único é que este osso é geralmente imóvel, mas esses peixes podem girá-lo em 90 graus", disse o professor auxiliar do Instituto de Biodiversidade e História Natural da Universidade do Kansas, William Leo Smith.

A descoberta envolvendo o peixe

A descoberta aconteceu em 2003, quando um dos pesquisadores estava dissecando um destes peixes que ele mantinha como animal de estimação. Ele percebeu que embaixo de seus olhos havia um osso modificado, que podia se mover. Em uma análise mais profunda ele notou que esses ossos eram como lâminas, e eles ficam presos em ângulos diferentes.

Além dessa modificação óssea, havia uma grande quantidade de músculos e ligamentos ligados e eles. "Não pode haver qualquer outra razão para esses músculos e ligamentos, exceto para controlar este mecanismo", explica William. Os pesquisadores acreditam que o sistema não seja um mecanismo de combate, mas sim de defesa.

Esses aguilhões podem atingir um comprimento de até 2,5 vezes a largura de seus olhos. O peixe-pedra além de seus "canivetes" possuem outros mecanismos de defesa. Camuflagem e um veneno extremamente perigoso são alguns deles.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Via   Sputnik News     IFL Science  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+