• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Existe uma maneira de prever se o seu parceiro vai ou não te trair

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      10/04/18 às 19h29

Segundo a wikipédia, "a traição, como uma forma de decepção ou repúdio da prévia suposição, é o rompimento ou violação da presunção do contrato social que produz conflitos morais e psicológicos entre os relacionamentos individuais, entre organizações ou entre indivíduos e organizações". Pois bem, você alguma vez já foi traído?

Bom, não podemos negar que uma traição, principalmente em um relacionamento amoroso, deixa qualquer pessoa no chão. Depois de confiar tanto no seu parceiro, recebemos um golpe pelas costas, sem dó nem piedade. Mas o que leva as pessoas a traírem com tanta frieza? Um estudo recentemente divulgado sugere que a tendência para traição tem uma origem curiosa. A gente conta mais sobre essa história para vocês.

O estudo

O estudo diz que para sabermos se o nosso parceiro tem tendência à infidelidade ou não, basta olharmos para o histórico da família da pessoa. Mas como assim? O que a família da pessoa tem a ver com a fidelidade dela? A pesquisa, feita pelo Departamento de Estudos sobre Desenvolvimento Humano - da Universidade de Tecnologia do Texas (EUA), diz que esse papo de traição realmente é hereditária.

O estudo foi feito com um grupo de jovens adultos, e ao conversar com os participantes, os pesquisadores descobriram que as pessoas que tiveram um pai que traía, tem duas vezes mais chances de ser infiel do que os pares, cujos pais não tinha um histórico de traição.

Dra. Dana Weiser, coordenadora do estudo, diz que as informações podem parecer desanimadoras, já que a pesquisa indica uma forte correlação entre a infidelidade dos pais e o histórico de traição dos filhos. Mas esses dados não dão uma certeza absoluta de que a traição vai fazer parte da vida de alguém que viveu isso no ambiente familiar.

Certamente muitas coisas são passadas de pais para filhos, como pequenas manias, gestos, jeito de sorrir, expressões faciais, assim como um pai fumante pode influenciar seus filhos a também serem fumantes. Será mesmo que existe uma relação?

A Dra. Dana Weiser diz que a satisfação no relacionamento, no comprometimento, personalidade e no controle de impulsos tem uma grande influência frente ao impulso de trair. Mas e você, acha que essas coisas podem ser 'aprendidas' dentro de casa? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+